COI ad­mi­te tré­gua olím­pi­ca

Jornal dos Desportos - - ÚLTIMA -

pre­si­den­te do Co­mi­té Olím­pi­co In­ter­na­ci­o­nal (COI) as­su­miu on­tem a con­fi­an­ça na or­ga­ni­za­ção dos Jo­gos Olím­pi­cos de Inverno de 2018, em Pyongyang, ad­mi­te uma tré­gua olím­pi­ca, da­dos os tes­tes mi­li­ta­res da Co­reia do Nor­te.

"Na­da mu­dou, e a nos­sa con­fi­an­ça man­tém-se", fri­sou o ale­mão Tho­mas Ba­ch, a cor­ro­bo­rar a po­si­ção de que "não exis­te um pla­no B", trans­mi­ti­da na vés­pe­ra por um por­ta-voz do COI.

"Nós ape­la­mos à uma so­lu­ção di­plo­má­ti­ca, e à paz", su­bli­nhou Ba­ch, e ad­mi­tiu uma tré­gua olím­pi­ca ne­go­ci­a­da sob a égi­de da ONU, cu­jo Con­se­lho de Se­gu­ran­ça con­de­nou na sex­ta-fei­ra os tes­tes re­a­li­za­dos pe­la Co­reia do Nor­te.

Ba­ch vai es­tar na ONU, na pró­xi­ma se­ma­na, mas rei­te­rou que o COI não tem pla­nos pa­ra en­vol­ver-se di­plo­ma­ti­ca­men­te, na cri­se das Co­rei­as.

O mem­bro nor­te-co­re­a­no do COI, Ung Chang, dis­se es­pe­rar que os Jo­gos de Inverno se re­a­li­zem co­mo pla­ne­a­do, mas nin­guém sa­be se a Co­reia do Sul pos­sa es­tar se­gu­ra pa­ra as com­pe­ti­ções.

Na sex­ta-fei­ra, após uma reu­nião de emer­gên­cia, o Con­se­lho de Se­gu­ran­ça da ONU "con­de­nou fir­me­men­te" o lan­ça­men­to do mís­sil ba­lís­ti­co da Co­reia do Nor­te, que so­bre­vo­ou o Ja­pão, e con­si­de­rou que se tra­tou de um ac­to "al­ta­men­te pro­vo­ca­tó­rio".

Es­ta con­de­na­ção ocor­reu, após um no­vo dis­pa­ro de mís­sil nor­te-co­re­a­no, que so­bre­vo­ou o Ja­pão, me­nos de uma se­ma­na após à adop­ção pe­lo Con­se­lho de Se­gu­ran­ça da ONU de uma oi­ta­va sé­rie de san­ções, pa­ra con­ven­cer o país a re­nun­ci­ar aos seus pro­gra­mas ba­lís­ti­co e nu­cle­ar.

Tes­tes nu­cle­a­res da Co­reia do Nor­te po­dem pôr em "che­que" a re­a­li­za­ção dos Jo­gos de Inverno de 2018

Pyongyang lan­çou na sex­ta­fei­ra um no­vo mís­sil ba­lís­ti­co, o 10.º des­de Maio, que so­bre­vo­ou a ilha de Hok­kai­do, no nor­te do Ja­pão, an­tes de cair a

apro­xi­ma­da­men­te 2.000 qui­ló­me­tros do ca­bo de Eri­mo, no oce­a­no Pa­cí­fi­co.

"Na­da mu­dou, e a nos­sa con­fi­an­ça man­tém-se", fri­sou o

ale­mão Tho­mas Ba­ch, e cor­ro­bo­rou a po­si­ção de que "não exis­te um pla­no B", trans­mi­ti­da na vés­pe­ra por um por­ta­voz do COI.

AFP

PU­BLI­CI­DA­DE

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.