Pro­le­tá­ri­os fes­te­jam no Dun­do

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL - AR­MAN­DO SAPALO | DUN­DO

A equi­pa do 1º de Maio de Ben­gue­la afas­tou o Sa­gra­da Es­pe­ran­ça da Lun­da -Nor­te da Ta­ça de Angola, com um re­sul­ta­do de 4-3, no agre­ga­do das du­as mãos. O jo­go da se­gun­da mão, dis­pu­ta­do on­tem no Dun­do, ter­mi­nou em­pa­ta­do a uma bo­la. Ca­po­rai, aos 33m, mar­cou pe­la for­ma­ção fo­ras­tei­ra, en­quan­to Da­ni Tra­ça, aos 90m, fez o go­lo dos di­a­man­tí­fe­ros.

No jo­go da pri­mei­ra mão, dis­pu­ta­do no do­min­go em Ben­gue­la, a for­ma­ção pro­le­tá­ria ven­ceu por três bo­las a du­as, e on­tem no Dun­do, con­se­guiu im­por um em­pa­te aos di­a­man­tí­fe­ros, que per­mi­tiu com mé­ri­to ca­rim­bar o pas­sa­por­te pa­ra a fa­se se­guin­te da Ta­ça de Angola.

A pri­mei­ra par­te do de­sa­fio, foi mar­ca­da com o go­lo da equi­pa fo­ras­tei­ra, apon­ta­do pe­lo avan­ça­do Ca­po­rai, aos 33m, na sequên­cia um ex­ce­len­te cru­za­men­to do mé­dio Alé, com lar­gas cul­pas do sec­tor defensivo dos lun­das.

O go­lo de ca­be­ça do ca­mi­so­la 3 da for­ma­ção do 1º de Maio de Ben­gue­la, foi um au­tên­ti­co “bal­de de água fria”, pa­ra o con­jun­to di­a­man­tí­fe­ro.

Ape­sar de ter cri­a­do al­guns pe­ri­gos jun­to da ba­li­za do guar­da-re­des Rui, o Sa­gra­da Es­pe­ran­ça en­trou ir­re­co­nhe­cí­vel e mui­to lon­ge de em­pa­tar a eli­mi­na­tó­ria, pois, ao in­vés do fu­te­bol co­lec­ti­vo, os jo­ga­do­res op­ta­ram pe­lo in­di­vi­du­a­lis­mo.

O Sa­gra­da Es­pe­ran­ça re­ve­lou fra­ca qua­li­da­de, du­ran­te a pri­mei­ra par­te, en­trou com uma de­fe­sa atra­pa­lha­da, um meio cam­po sem cri­a­ti­vi­da­de, e um ata­que du­vi­do­so, o que fa­ci­li­tou a es­tra­té­gia de Agos­ti­nho Tra­ma­gal.

A au­sên­cia de po­der de fo­go do meio cam­po, e fra­co em­pe­nho do ata­que obri­gou o téc­ni­co Ekrem As­ma a uma subs­ti­tui­ção for­ça­da, co­lo­cou o avan­ça­do Jo­ca no lu­gar do mé­dio Fran­cis. A in­ten­ção do téc­ni­co era im­pri­mir mais di­nâ­mi­ca no jo­go ofen­si­vo. Con­tu­do, a de­ci­são do trei­na­dor foi bas­tan­te con­tes­ta­da pe­los adep­tos afec­tos à equi­pa de ca­sa.

O Sa­gra­da, o má­xi­mo que con­se­guiu foi o em­pa­te, al­can­ça­do aos 90m, quan­do Da­ni Tra­ça que saiu do banco, fi­na­li­zou de ca­be­ça após as­sis­tên­cia de Tom.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Di­a­man­tí­fe­ros em­pa­tam (1-1) em ca­sa di­an­te do 1º de Maio e fi­cam afas­ta­dos da ta­ça

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.