Di­ri­gen­te des­ta­ca van­ta­gens em or­ga­ni­zar cam­pe­o­na­tos

Jornal dos Desportos - - MODALIDADES - GAUDÊNCIO HAMELAY | LU­BAN­GO

A re­a­li­za­ção do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal de Voleibol de Sa­la, em am­bos os se­xos, na pro­vín­cia da Huí­la, no pró­xi­mo mês, vai per­mi­tir que os atle­tas lo­cais es­te ano par­ti­ci­pem, as­sim co­mo in­te­ra­jam com equi­pas e jo­ga­do­res de di­fe­ren­tes ní­veis de ou­tras pa­ra­gens.

A cons­ta­ta­ção é do pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Voleibol da Huí­la, Hen­ri­que Ga­ma ao des­ta­car as van­ta­gens que o even­to traz aos pra­ti­can­tes da pro­vín­cia com a or­ga­ni­za­ção dos na­ci­o­nais em fe­mi­ni­no e mas­cu­li­no.

O di­ri­gen­te des­por­ti­vo dis­se que o voleibol é uma das mo­da­li­da­des que tem re­a­li­za­do pou­cos cam­pe­o­na­tos na­ci­o­nais e os “nos­sos atle­tas hui­la­nos ra­ras ve­zes par­ti­ci­pam nes­tas com­pe­ti­ções a não ser a ní­vel in­ter­no”.

Ad­mi­tiu que a Huí­la ao aco­lher es­ta pro­va no pró­xi­mo mês de No­vem­bro, uma das van­ta­gens que traz é jus­ta­men­te a de pos­si­bi­li­tar com que os atle­tas hui­la­nos es­te ano, pos­sam com­pe­tir num cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal.

“Uma das van­ta­gens que traz, é jus­ta­men­te es­sa de que os nos­sos jo­ga­do­res es­te ano, pos­sam par­ti­ci­par num cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal on­de vão in­te­ra­gir com equi­pas e atle­tas de um ní­vel di­fe­ren­te. Tam­bém es­pe­ra­mos que es­te na­ci­o­nal tra­ga mais va­lên­ci­as na pro­vín­cia da Huí­la no pon­to de vis­ta de for­ma­ção de ár­bi­tros e téc­ni­cos por­que tam­bém va­mos fa­zer um tra­ba­lho com a fe­de­ra­ção pa­ra que se pro­mo­va aqui uma ac­ção for­ma­ti­va”, res­sal­tou.

Hen­ri­ques Ga­ma ga­ran­tiu que o ór­gão que di­ri­ge está a tra­ba­lhar no sen­ti­do de que an­tes da re­a­li­za­ção dos na­ci­o­nais, a for­ma­ção dos ár­bi­tros e téc­ni­cos pro­jec­ta­do, se­ja con­cre­ti­za­do.

Con­fir­mou que a Huí­la can­di­da­tou-se pa­ra al­ber­gar o Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal pa­ra o pró­xi­mo mês de No­vem­bro e a as­so­ci­a­ção lo­cal tra­ba­lha na cri­a­ção de con­di­ções pa­ra o even­to.

Sus­ten­tou es­tar a tra­ba­lhar em co­or­de­na­ção com a fe­de­ra­ção an­go­la­na de voleibol e di­rec­ção pro­vin­ci­al da Ju­ven­tu­de e Des­por­tos da Huí­la. “Já te­mos uma par­te adi­an­ta­da e o ór­gão rei­tor da mo­da­li­da­de deu-nos ga­ran­ti­as de que o cam­pe­o­na­to se­rá re­a­li­za­do nes­ta ci­da­de”, re­fe­riu.

O di­ri­gen­te ga­ran­tiu que as ca­ra­va­nas des­por­ti­vas in­te­res­sa­das a par­ti­ci­par têm as con­di­ções de hos­pe­da­gem, as­se­gu­ra­da. “A Huí­la é uma ci­da­de hos­pi­ta­lei­ra e a prin­cí­pio a as­so­ci­a­ção na­qui­lo que for pos­sí­vel vai ofe­re­cer as con­di­ções que diz res­pei­to a hos­pe­da­gem. Não te­mos con­di­ções de ofe­re­cer mui­to mais is­so, po­rém te­mos a hos­pe­da­gem e os pa­vi­lhões pa­ra al­ber­gar jogos ofi­ci­ais e de trei­no”, dis­se.

“Es­pe­ra­mos que as equi­pas da Huí­la tan­to co­mo o Atlé­ti­co do Na­mí­be que fez par­te do nos­so cam­pe­o­na­to pro­vin­ci­al tam­bém fa­çam uma boa re­pre­sen­ta­ção no na­ci­o­nal da mo­da­li­da­de”

So­bre a par­ti­ci­pa­ção das equi­pas hui­la­nas, Hen­ri­ques Ga­ma acau­te­lou que na­da se po­de es­pe­rar por bom de­sem­pe­nho das mes­mas ao lon­go da com­pe­ti­ção.

Fri­sou exis­tir uma dis­pa­ri­da­de não mui­to enor­me en­tre a qua­li­da­de das equi­pas da ca­pi­tal do país so­bre­tu­do o 1º de Agos­to e Pe­tro de Lu­an­da em re­la­ção as de­mais for­ma­ções nas ou­tras pro­vin­ci­ais.

“A ver­da­de de­ve ser di­ta: há uma dis­pa­ri­da­de não di­ria enor­me en­tre a qua­li­da­de do voleibol pra­ti­ca­do pe­las equi­pas da ca­pi­tal. Mas mes­mo as­sim, ain­da es­pe­ra­mos que as equi­pas da Huí­la tan­to co­mo o Atlé­ti­co do Na­mí­be que fez par­te do nos­so cam­pe­o­na­to pro­vin­ci­al tam­bém fa­çam uma boa re­pre­sen­ta­ção no na­ci­o­nal da mo­da­li­da­de”, pers­pec­ti­vou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.