MANUCHO PRONTO PA­RA O LI­BO­LO

O ex­pe­ri­en­te jo­ga­dor tem si­do pou­co uti­li­za­do es­ta épo­ca pe­lo téc­ni­co Dra­gan Jo­vic

Jornal dos Desportos - - PORTADA - JOR­GE NE­TO

Omé­dio da equi­pa do 1º de Agos­to, Manucho Di­nis, mos­trou-se con­vic­to na pre­pa­ra­ção fei­ta du­ran­te a se­ma­na pa­ra ven­cer o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo no jo­go de ama­nhã às 17h30, no Es­tá­dio 11 de No­vem­bro, en­ca­ran­do o de­sa­fio co­mo uma das cin­co fi­nais por dis­pu­tar até ao ter­mi­no do Girabola Zap.

O ex­pe­ri­en­te jo­ga­dor que es­ta épo­ca tem si­do pou­co uti­li­za­do pe­lo téc­ni­co Dra­gan Jo­vic con­fir­mou a mo­ti­va­ção que exis­te no plan­tel, após a go­le­a­da so­bre a Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to e a con­se­quen­te pas­sa­gem aos quar­tos­de-fi­nal da Ta­ça de An­go­la.

"Tra­ba­lha­mos bem du­ran­te a se­ma­na, es­ta­mos a vir de uma vi­tó­ria di­an­te da Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to por 4-0, na quar­ta-fei­ra, mui­tos não acre­di­ta­vam em nós, só qu­em tra­ba­lha no gru­po acre­di­ta­va que era pos­sí­vel fa­zer is­so. Es­ta­mos fe­li­zes, acho que a par­tir de quin­ta-fei­ra pas­sou e vi­ra­mos as nos­sas aten­ções pa­ra o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo, com apenas um ob­jec­ti­vo, são cin­co fi­nais e que­re­mos ven­ce-las to­das", afir­mou.

Os mi­li­ta­res não se dei­xam le­var na con­ver­sa dos maus re­sul­ta­dos fei­tos pe­lo ad­ver­sá­rio nes­ta fa­se do cam­pe­o­na­to e es­pe­ram por um jo­go com­pli­ca­do, on­de te­rão de dar o má­xi­mo pa­ra con­quis­tar à vi­tó­ria.

"O fac­to do Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo es­tar a fa­zer es­ses re­sul­ta­dos, não sig­ni­fi­ca di­zer que es­tá fra­co. Sa­be­mos que qu­em jo­ga con­tra o 1º de Agos­to tem sem­pre aque­la mo­ti­va­ção e aque­la ale­gria de jo­gar. Se vi­rem o nos­so jo­go fren­te ao San­ta Ri­ta do Uí­ge e o que fi­ze­mos com o Pe­tro foi to­tal­men­te di­fe­ren­te. Quan­do é equi­pa gran­de há mais mo­ti­va­ção e acho que o Li­bo­lo vem mui­to mo­ti­va­do, mas fi­ze­mos bem o nos­so tra­ba­lho de ca­sa", ana­li­sou.Manucho Di­nis es­tre­ou-se no Girabola Zap com a ca­mi­so­la do Des­por­ti­vo da Huí­la, por is­so, an­te­vê uma gran­de mo­ti­va­ção da sua an­ti­ga equi­pa no con­fron­to em ca­sa di­an­te do Pe­tro de Lu­an­da, pe­la mon­tra que o ad­ver­sá­rio ofe­re­ce.

"Acho que sim, os miú­dos es­tão mo­ti­va­dos, co­mo di­zem, o Des­por­ti­vo é uma equi­pa tram­po­lim, e eles que­rem dar o má­xi­mo, uns que­rem vir jo­gar no 1º de Agos­to, ou­tros no Pe­tro, e são nes­ses jo­gos de de­ci­são on­de eles que­rem apa­re­cer. Te­mos lá al­guns ami­gos, te­mos fa­la­do com eles, es­tão bem preparados, ain­da não es­tão ga­ran­ti­dos na Pri­mei­ra Di­vi­são e es­te jo­go po­de de­ci­dir. Es­ta­mos a re­zar que ga­nhe ou em­pa­ta e nós fa­zer­mos o nos­so tra­ba­lho de ca­sa", dis­se.

O acom­pa­nha­men­to do es­pe­ci­a­lis­ta em mo­ti­va­ção foi va­lo­ri­za­do pe­lo jo­ga­dor do 1º de Agos­to, que agra­de­ceu a for­ma co­mo tem in­cen­ti­va­do o gru­po e so­bre­tu­do no apoio aos atle­tas mais jo­vens.

"Mui­tos co­nhe­cem o Mar­cos, te­mos con­ver­sa­do, to­das as se­ma­nas te­mos sem­pre um dia de au­las de mo­ti­va­ção e tem nos aju­da­do mui­to. Agra­de­ço já aqui o Mar­cos, tem con­ver­sa­do mui­to con­nos­co por cau­sa da an­si­e­da­de, te­mos mui­tos miú­dos e fi­cam mui­to an­si­o­sos nes­te ti­po de jo­gos, às ve­zes há mui­ta pres­são e eles não aguen­tam, mas te­mos con­se­gui­do atin­gir os nos­sos ob­jec­ti­vos", con­cluiu.

KINDALA MA­NU­EL | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Jo­ga­dor Manucho Di­nis mos­tra mo­ti­va­ção após a go­le­a­da dos mi­li­ta­res so­bre a Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.