Abí­lio Ri­bei­ro des­ta­ca boa or­ga­ni­za­ção

Jornal dos Desportos - - MODALIDADES - GAU­DÊN­CIO HAMELAY | NO LU­BAN­GO

O mo­de­lo de or­ga­ni­za­ção dos cam­pe­o­na­tos pro­vin­ci­ais de xadrez da Hui­la agra­dou ao ár­bi­tro in­ter­na­ci­o­nal Abí­lio Ri­bei­ro. O res­pon­sá­vel fe­de­ra­ti­vo re­co­nhe­ceu que a As­so­ci­a­ção lo­cal or­ga­ni­zou "bem" o even­to des­por­ti­vo.

Em de­cla­ra­ções ao Jornal dos Des­por­tos, Abí­lio Ri­bei­ro as­se­gu­rou que "os jo­ga­do­res ga­ran­tem o fu­tu­ro de xadrez no Lu­ban­go, pois são jo­vens com mui­ta luz e boa qua­li­da­de".

"As­sis­ti­mos às par­ti­das bem dis­pu­ta­das e re­nhi­das até à úl­ti­ma jor­na­da.

Os atle­tas de­mons­tra­ram bom ní­vel com­pe­ti­ti­vo. O Benfica do Lu­ban­go e o Fer­ro­viá­rio da Hui­la pro­por­ci­o­na­ram gran­de des­pi­que. A con­sa­gra­ção do ven­ce­dor na jor­na­da de en­cer­ra­men­to es­pe­lha quão difícil foi pa­ra as equi­pas par­ti­ci­pan­tes.

Por is­so, fe­li­ci­to a equi­pa ven­ce­do­ra, o Fer­ro­viá­rio da Hui­la B pelo tí­tu­lo", dis­se.

Abí­lio Ri­bei­ro dis­se que vai sair da Hui­la com "bo­as im­pres­sões" so­bre o tra­ba­lho de­sen­vol­vi­do nos clu­bes e na As­so­ci­a­ção em prol do desporto ci­ên­cia.

A boa or­ga­ni­za­ção dos clu­bes e o bom en­ca­mi­nha­men­to dos atle­tas pro­por­ci­o­nam as con­di­ções pa­ra que a ci­da­de de Lu­ban­go re­ce­ba o cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal uni­fi­ca­do de xadrez por equi­pa, na se­gun­da quin­ze­na de De­zem­bro.

O pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Xadrez da Huí­la, Vi­cen­te Sil­va, dis­se ter fi­ca­do sur­pre­en­di­do com as per­for­man­ces com­pe­ti­ti­vas de al­guns par­ti­ci­pan­tes no pro­vin­ci­al por equi­pa. As per­for­man­ces dos jo­ga­do­res da Es­co­la da Al­deia SOS - Água Pre­ci­o­sa foi a mai­or ad­mi­ra­ção.

A Es­co­la SOS ini­ci­ou a for­ma­ção de atle­tas no ano pas­sa­do (2016) e um ano de­pois os atle­tas apre­sen­tam bo­as par­ti­das.

"Nessa Es­co­la vai sair bons jo­ga­do­res. O Fer­ro­viá­rio B ga­nhou a com­pe­ti­ção por ter mais ex­pe­ri­ên­cia; já par­ti­ci­pam de vá­ri­as competições. O Benfica Pe­tró­leo de Lu­ban­go está a fa­zer bom tra­ba­lho. Uma equi­pa no­va que ganha tra­que­jo. Es­ta­mos a crer que a Es­co­la SOS vai ser um ad­ver­sá­rio for­te", dis­se.

Vi­cen­te Sil­va con­si­de­rou o cer­ta­me "um bom iní­cio de preparação pa­ra fu­tu­ros de­sa­fi­os", mor­men­te, o na­ci­o­nal por equi­pa, em De­zem­bro.

“Ago­ra es­ta­mos a fa­zer pre­pa­ra­ti­vos pa­ra que os nos­sos xa­dre­zis­tas pos­sam ter boa pres­ta­ção”, as­se­gu­rou.

A presença do ár­bi­tro in­ter­na­ci­o­nal Abí­lio Ri­bei­ro foi "ou­ro so­bre o azul". Os jo­gos con­tam pa­ra o ELO.

A Fe­de­ra­ção In­ter­na­ci­o­nal de Xadrez e a Fe­de­ra­ção An­go­la­na re­gis­ta­ram os lan­ces e qual­quer in­ter­nau­ta vai ter aces­so aos jo­gos do cam­pe­o­na­to pro­vin­ci­al da Hui­la por equi­pa no si­te da FIDE.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.