In­gres­sos ga­ran­tem ges­tão e ma­nu­ten­ção

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL -

O di­rec­tor pa­ra as in­fra -es­tru­tu­ras do Sa­gra­da Es­pe­ran­ça da Lun­da - Nor­te, Mat­cha­lo Can­da­la, afir­mou as re­cei­tas pro­ve­ni­en­tes dos bi­lhe­tes de jo­gos, con­tri­bu­em pa­ra a ma­nu­ten­ção do Es­tá­dio, sob ges­tão da di­rec­ção do clu­be.O res­pon­sá­vel dis­se que a par do pa­tro­cí­nio das em­pre­sas as­so­ci­a­das, os va­lo­res ar­re­ca­da­dos con­tri­bu­em pa­ra a com­pra de lu­bri­fi­can­tes, fer­ti­li­zan­tes, além do alu­guer de mei­os hos­pi­ta­la­res, pa­ga­men­to de se­gu­ran­ça e ser­vi­ços de bom­bei­ros e pro­tec­ção ci­vil, e cruz ver­me­lha. Mat­cha­lo Can­da­la es­cla­re­ceu por exem­plo, que são gas­tos 25 a 30 mil kwan­zas na ma­nu­ten­ção da rel­va, três ve­zes por se­ma­na, pa­ra pro­por­ci­o­nar bo­as con­di­ções pa­ra a prá­ti­ca de fu­te­bol de qua­li­da­de. O cus­to é re­la­ti­vo, já que não exis­te uma ta­be­la fi­xa. O di­ri­gen­te adi­an­tou ain­da, que os tra­ba­lhos são da res­pon­sa­bi­li­da­de do pró­prio gré­mio di­a­man­tí­fe­ro, atra­vés de vá­ri­os fun­ci­o­ná­ri­os, so­bre­tu­do jo­vens, mes­mo sem be­ne­fi­ci­a­rem de qual­quer for­ma­ção nes­te do­mí­nio. "Acho que os nos­sos téc­ni­cos têm con­di­ções, e con­se­guem dar con­ta do re­ca­do, por­que al­guns já fo­ram an­ti­gos tra­ba­lha­do­res da ex - Di­a­mang em vá­ri­as áre­as, so­bre­tu­do na jar­di­na­gem", su­bli­nhou.

Por is­so, ex­pli­cou que foi re­mo­de­la­do em 2007, o em­pre­en­di­men­to es­tá pre­pa­ra­do pa­ra re­ce­ber jo­gos na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais, em­bo­ra, o úni­co pro­ble­ma se re­la­ci­o­ne com a apro­xi­ma­ção da rua, que cria cons­tran­gi­men­tos ao trân­si­to.

O di­rec­tor pa­ra in­fra -es­tru­tu­ras anun­ci­ou, por ou­tro la­do, que es­tá em cur­so vá­ri­os es­tu­dos pa­ra o res­tau­ro, até o pró­xi­mo ano, do jardim, da pla­ca elec­tró­ni­ca que se en­con­tra fo­ra de ser­vi­ço há sen­si­vel­men­te dez anos, de­vi­do a ava­ria, além da me­lho­ria da ima­gem do pró­prio Es­tá­dio. Mat­cha­lo Can­da­la in­cluiu nes­ta es­tei­ra, a ne­ces­si­da­de de me­lho­ri­as no sis­te­ma eléc­tri­co, de for­ma a per­mi­tir do­ra­van­te à re­a­li­za­ção de par­ti­das noc­tur­nas. "Sa­bem que a em­pre­sa que exe­cu­tou a obra já não se en­con­tra no país, por is­so, es­tu­dos fo­ram já avan­ça­dos pa­ra o res­tau­ro ou subs­ti­tui­ção", pro­me­teu.

M.MACHANGONGO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

São gas­tos 25 a 30 mil kwan­zas na ma­nu­ten­ção da rel­va três ve­zes por se­ma­na

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.