Se­lec­ção de futsal acer­ta es­tra­té­gia

An­go­la de­fron­ta no sá­ba­do a con­gé­ne­re da Zâm­bia pa­ra a pri­mei­ra mão

Jornal dos Desportos - - ÚLTIMA - PAU­LO CACULO

ASe­lec­ção Na­ci­o­nal de Sub-18 de Futsal re­a­li­za ho­je à tar­de, no Pa­vi­lhão Prin­ci­pal da Ci­da­de­la, em Lu­an­da, a pe­núl­ti­ma ses­são de trei­nos no qua­dro da pre­pa­ra­ção com vis­ta o de­sa­fio de sá­ba­do às 16h00 no mes­mo cam­po, di­an­te da con­gé­ne­re da Zâm­bia, a con­tar pa­ra a pri­mei­ra mão da eli­mi­na­tó­ria de aces­so à fa­se fi­nal da III edi­ção dos Jo­gos Olím­pi­cos da Ju­ven­tu­de, agen­da­do pa­ra Ou­tu­bro em Bu­e­nos Ai­res, Ar­gen­ti­na.

Na se­ma­na pas­sa­da, o téc­ni­co Rui Sam­paio tra­ba­lhou com o gru­po os as­pec­tos de or­dem téc­ni­ca e tác­ti­ca, con­subs­tan­ci­a­dos na cons­tru­ção do jo­go ofen­si­vo e de­fen­si­vo, as­sim co­mo os en­sai­os de mo­vi­men­ta­ção colectiva e in­di­vi­du­al dos jo­ga­do­res. Ho­je e ama­nhã a pre­pa­ra­ção vai in­ci­dir, pre­fe­ren­ci­al­men­te, na cor­rec­ção de de­ta­lhes da es­tra­té­gia.

E, nes­se as­pec­to, o re­cur­so aos jo­gos par­ti­cu­la­res es­tão a aju­dar a equi­pa a ga­nhar os ní­veis de en­tro­sa­men­to e de com­pe­ti­ti­vi­da­de de­se­ja­dos, pa­ra ul­tra­pas­sar a Zâm­bia na pri­mei­ra mão da re­fe­ri­da eli­mi­na­tó­ria.

De­pois da úl­ti­ma ses­são de trei­nos, agen­da­da pa­ra ama­nhã à tar­de, tam­bém no Pa­vi­lhão da Ci­da­de­la vão dis­si­par-se as even­tu­ais dú­vi­das em re­la­ção ao gru­po de jo­ga­do­res que de­ve aju­dar pa­ra dar corpo ao cin­co ini­ci­al da se­lec­ção, no de­sa­fio de sá­ba­do.

De acor­do com An­dra­de Di­nis, vi­ce-pre­si­den­te da FAFUSA, a Fe­de­ra­ção es­tá a re­sol­ver to­dos os as­pec­tos ad­mi­nis­tra­ti­vos, com re­la­ção à che­ga­da da equi­pa ad­ver­sá­ria e da equi­pa de ar­bi­tra­gem, es­ta úl­ti­ma pro­ve­ni­en­te da Cos­ta do Mar­fim.

"Es­ta­mos à espera dos ár­bi­tros e co­mis­sá­ri­os que de­vem che­gar ama­nhã da Cos­ta do Mar­fim. Aguar­da­mos, igual­men­te, a che­ga­da da se­lec­ção da Zâm­bia. Va­mos com­pe­tir nu­ma eli­mi­na­tó­ria em que te­mos de ga­nhar o jo­go, de for­mas a dis­pu­tar a se­gun­da mão com chan­ces de qua­li­fi­ca­ção pa­ra a pró­xi­ma eli­mi­na­tó­ria. Se ven­cer­mos es­ta fa­se, va­mos de­fron­tar o ven­ce­dor do em­ba­te en­tre as se­lec­ções de Mar­ro­cos e da Gui­né Equa­to­ri­al", es­cla­re­ceu.

An­dra­de Di­nis as­se­gu­rou, por ou­tro la­do, ha­ver um enor­me op­ti­mis­mo em tor­no da se­lec­ção e da Fe­de­ra­ção, em re­la­ção à eli­mi­na­tó­ria. Con­si­de­rou que o gru­po es­tá a tra­ba­lhar mui­to bem, den­tro dos ní­veis de­se­ja­dos, pe­lo que apos­ta ha­ver con­di­ções pa­ra que o com­bi­na­do na­ci­o­nal con­si­ga um re­sul­ta­do po­si­ti­vo que abra bo­as pers­pec­ti­vas de qua­li­fi­ca­ção pa­ra a se­gun­da fa­se do apu­ra­men­to. O de­sa­fio da se­gun­da mão dis­pu­ta-se en­tre os dias 26 e 28 de Janeiro, em Lu­sa­ka.

M MACHANGONGO/ EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Se­lec­ci­o­na­dor Rui Sam­paio tra­ba­lha pa­ra ul­tra­pas­sar os zam­bi­a­nos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.