“Te­mos uma for­ma­ção de qua­li­da­de ele­va­da”

Jornal dos Desportos - - MODALIDADES - JUSCELINO DA SIL­VA

O plan­tel es­tá qua­se fe­cha­do. Já con­ta­mos com a in­te­gra­ção da Na­dir Ma­nu­el há mais de dois me­ses. Te­ve a li­cen­ça de ma­ter­ni­da­de. Nes­se mo­men­to, faz tra­ba­lho de re­cu­pe­ra­ção fí­si­ca com um pre­pa­ra­dor fí­si­co con­tra­ta­do pe­lo clu­be. O trei­na­dor Apo­li­ná­rio Pa­que­te vai lan­çar-lhe, ago­ra, pa­ra fa­zer al­guns jo­gos no 'pro­vin­ci­al' de Luanda. A in­ten­ção é ob­ser­var a re­ac­ção. Qu­e­re­mos que apa­re­ça bem no 'na­ci­o­nal' ou na fa­se de gru­po da Li­ga dos Clu­bes Cam­peões, a prin­ci­pal apos­ta do clu­be. Per­de­mos a Ta­ça de Clu­bes no ano pas­sa­do e tu­do fa­re­mos pa­ra res­ga­tá-la.

Já te­mos o con­tra­to fe­cha­do com a in­ter­na­ci­o­nal con­go­le­sa, a ex­tre­mo-pos­te Poly Pon­gó. Nes­se mo­men­to es­tá em Fran­ça a jo­gar os play-off com a sua equi­pa. Te­mos tam­bém fe­cha­do o con­tra­to com a Robyn Pa­que, que já es­te­ve con­nos­co, e a in­ter­na­ci­o­nal an­go­la­na Ita­lee Lu­cas. Es­ta­mos A di­rec­ção do In­ter­clu­be de­ci­diu re­ti­rar a equi­pa sé­ni­or mas­cu­li­na do pa­vi­lhão mul­tiu­sos do Ki­lam­ba. A in­for­ma­ção é do vi­ce-pre­si­den­te pa­ra o bas­que­te­bol, Mi­guel An­tó­nio Ca­mu­lo­gi, quan­do fa­la­va em con­fe­rên­cia de im­pren­sa na se­de do clu­be. O vi­ce-pre­si­den­te pa­ra o bas­que­te­bol da equi­pa ads­tri­ta à Po­lí­cia Na­ci­o­nal dis­se que, no prin­cí­pio, o In­ter­clu­be acei­tou o con­vi­te da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Bas­que­te­bol em jo­gar no Are­na, de for­ma a ser­vir de ba­lão de en­saio pa­ra as ou­tras edi­ções do cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal. Após mais de três me­ses, fei­tas as con­tas, o In­ter­clu­be não ga­nha na­da. As re­cei­tas es­pe­ra­das es­tão a re­dun­dar em per­das.

"Pe­lo con­trá­rio, a equi­pa só gas­ta. Não vou co­brar vin­te pes­so­as pa­ra a mon­tar um gru­po for­te de for­ma a res­ga­tar to­dos os tro­féus per­di­dos na épo­ca pas­sa­da.

Em prin­cí­pio, têm a che­ga­da pre­vis­ta pa­ra o fi­nal do mês cor­ren­te. A Su­per­ta­ça fe­mi­ni­na acon­te­ce no dia 15 de Ju­nho e o cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal co­me­ça a 22 do mes­mo mês com um no­vo mo­de­lo.

A Fe­de­ra­ção vai en­sai­ar o no­vo mo­de­lo e va­mos ver se ha­ve­rá a ca­pa­ci­da­de fi­nan­cei­ra pa­ra su­por­tá-lo. O In­ter­clu­be es­tá a equa­ci­o­ná-lo. Te­mos três equi­pas. Além do In­ter­clu­be-A, te­mos o In­ter­clu­be-B e o In­ter de Ben­gue­la. Quan­to à equi­pa das acá­ci­as ru­bras, a FAB pron­ti­fi­cou em cus­te­ar as des­pe­sas das vi­a­gens, ali­men­ta­ção e hos­pe­da­gem. Va­mos ver até on­de se cum­pre o com­pro­mis­so. ver jo­gos. Aliás, nun­ca ti­ve­mos cem ou mais pes­so­as a ve­rem os jo­gos do In­ter­clu­be, mes­mo a de­fron­tar o Pe­tro de Luanda ou 1º de Agos­to", jus­ti­fi­cou.

Mi­guel An­tó­nio Ca­mu­lo­gi sus­ten­tou que "o Are­na do Ki­lam­ba es­tá sem­pre sem pú­bli­co e dis­tan­te dos prin­ci­pais cen­tros ur­ba­nos li­ga­dos ao bas­que­te­bol". Ou­tras gran­des ques­tões "são a segurança, a ho­ra do fim dos jo­gos e a fal­ta de trans­por­tes pú­bli­cos".

"Nós, In­ter­clu­be, es­ta­mos a per­der di­nhei­ro. No Are­na do Ki­lam­ba não há bi­lhe­tei­ra. No nos­so cam­po, con­se­gui­mos fa­zer al­gum va­lor. Por es­sa ra­zão, va­mos re­a­li­zar a nos­sa fa­se fi­nal do cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal no nos­so pa­vi­lhão", dis­se.

A nos­sa for­ma­ção é das me­lho­res do país. Te­mos uma for­ma­ção de qua­li­da­de ele­va­da, não só na equi­pa prin­ci­pal, mas tam­bém nos nos­sos nú­cle­os es­pa­lha­dos na ca­pi­tal do país. Se fo­rem ao mu­ni­cí­pio de Vi­a­na, vão en­con­trar nú­cle­os de ini­ci­a­dos e ca­de­tes; no dis­tri­to do Ran­gel, te­mos nú­cle­os. É só ve­rem nas par­ti­ci­pa­ções dos cam­pe­o­na­tos na­ci­o­nais. O In­ter­clu­be é sem­pre das me­lho­res equi­pas de for­ma­ção. Por es­sa ra­zão, vem tro­féus à nos­sa ga­le­ria to­dos os anos, quer em Luanda quer em Ben­gue­la.

Sou o co­or­de­na­dor di­rec­to dos nú­cle­os es­pa­lha­dos pe­lo país. Já abri­mos um no­vo nú­cleo pa­ra o bas­que­te­bol fe­mi­ni­no na pro­vín­cia da Huí­la. A nos­sa es­tra­té­gia é ter bas­que­te­bol fe­mi­ni­no nas pro­vín­ci­as. Na ac­tu­al cri­se fi­nan­cei­ra, mes­mo com pou­cos re­cur­sos, con­se­gui­mos abrir nú­cle­os pa­ra bas­que­te­bol fe­mi­ni­no ao con­trá­rio da­que­les com mui­tos re­cur­sos que nós.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.