“Fal­tou cal­ma e con­cen­tra­ção”

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL -

O em­pa­te nu­lo, im­pos­to pelo Cu­an­do Cu­ban­go FC ao Pe­tro de Lu­an­da, no sá­ba­do em Me­non­gue, foi dos des­ta­ques da jor­na­da que mar­cou a aber­tu­ra da se­gun­da vol­ta do cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal. A for­ma­ção tri­co­lor tu­do fez pa­ra re­gres­sar com três pon­tos e au­men­tar a pres­são ao lí­der, mas os do­nos da ca­sa con­tra­ri­a­ram as pre­ten­sões dos vi­si­tan­tes.

No fi­nal da par­ti­da, o téc­ni­co ad­jun­to da for­ma­ção da ca­pi­tal do país, Mau­rí­cio Mar­ques, ma­ni­fes­tou-se con­for­ma­do com o re­sul­ta­do. Em de­cla­ra­ções à Im­pren­sa, dis­se que a equi­pa fez um jo­go mui­to bom, prin­ci­pal­men­te, na se­gun­da par­te em que te­ve du­as cla­ras opor­tu­ni­da­des pa­ra o go­lo, “que in­fe­liz­men­te não con­cre­ti­zou”, ob­ser­vou. Acres­cen­tou, que se a equi­pa fos­se mais con­cen­tra­da, no mo­men­to de fi­na­li­za­ção, le­va­va os três pon­tos. “Se ti­vés­se­mos mais cal­ma e con­cen­tra­ção pa­ra fi­na­li­zar, com cer­te­za te­ría­mos os três pon­tos do dia de hoje”, re­co­nhe­ceu.

Dis­se mais adi­an­te, que o re­sul­ta­do não fa­zia par­te do prog­nós­ti­co dos pe­tro­lí­fe­ros. “O Pe­tro bus­ca sem­pre a vi­tó­ria, não im­por­ta den­tro ou fo­ra de ca­sa, mas va­leu o pon­to e es­tá de pa­ra­béns a equi­pa do Cu­an­do Cu­ban­go, que fez tam­bém uma boa par­ti­da”, su­bli­nhou.

Do la­do da equi­pa da ca­sa, o trei­na­dor prin­ci­pal, Abel da Con­cei­ção, con­si­de­rou o em­pa­te fren­te ao Pe­tro de Lu­an­da um des­fe­cho com sa­bor a vi­tó­ria, por ser um ad­ver­sá­rio que é cró­ni­co can­di­da­to à conquista do tí­tu­lo.

“Na im­pos­si­bi­li­da­de de con­quis­tar os três pon­tos, o em­pa­te é sem­pre me­lhor”, ex­pli­cou que a sua equi­pa cri­ou al­gu­mas si­tu­a­ções de go­lo, mas não as con­cre­ti­zou.

Por is­so, afir­mou, pa­ra não re­pe­tir o er­ro do jo­go da 15ª jor­na­da, em que a sua equi­pa per­deu por 0-1 com o 1º de Agos­to, em que “so­freu o go­lo de­pois dos 75 mi­nu­tos, pre­fe­riu prevenir me­lhor o sec­tor de­fen­si­vo, pa­ra evi­tar so­frer o go­lo”, des­ta­cou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.