Gu­ar­da-re­des bel­ga pre­fe­ria ter per­di­do pa­ra o Bra­sil

Jornal dos Desportos - - MUNDIAL -

Uma das fi­gu­ras mais po­lé­mi­cas des­te Mun­di­al, quan­do é en­tre­vis­ta­do, o gu­ar­da-re­des Thi­baut Cour­tois deu mais uma pro­va da fa­ma, após a Bél­gi­ca ter si­do der­ro­ta­da pe­la Fran­ça na pas­sa­da ter­ça-fei­ra. Ques­ti­o­na­do se a eli­mi­na­ção da sua se­lec­ção foi al­go jus­to, o atle­ta de 26 anos re­ve­lou a sua in­sa­tis­fa­ção, pe­la for­ma co­mo o re­sul­ta­do foi al­can­ça­do.

“É uma par­ti­da frus­tran­te. A Fran­ça na­da jo­gou, jo­ga­ram pa­ra se de­fen­der atrás da bo­la. Jo­ga­ram no con­tra-ata­que, com Mbap­pé e Gri­ez­mann, que são mui­to rá­pi­dos. É o di­rei­to de­les. Jo­ga­ram mui­to em bai­xo e nós sem­pre ti­ve­mos pro­ble­mas com es­se ti­po de pos­tu­ra”, ava­li­ou.

Ape­sar da sua opi­nião ser for­te, Cour­tois pa­re­ce não ter tan­ta ra­zão, já que os "le Blu­es" re­ma­ta­ram 19 ve­zes du­ran­te os 90 mi­nu­tos, con­tra ape­nas 9 dos bel­gas. Mes­mo sen­do apre­sen­ta­do a es­ses nú­me­ros, o gu­ar­da-re­des do Chel­sea pa­re­ce não mu­dar o seu pen­sa­men­to.

“Fiz al­gu­mas de­fe­sas, mas eles não ti­ve­ram gran­des oca­siões pa­ra mar­car. Eles mar­ca­ram a par­tir de um can­to, é uma pe­na. Nós per­de­mos con­tra uma equi­pa, que não é me­lhor que nós.

Nós per­de­mos con­tra uma equi­pa que não jo­gou na­da, que se de­fen­deu. Con­tra o Uru­guai, mar­ca­ram com uma fal­ta e um er­ro do gu­ar­da-re­des. É uma pe­na pa­ra o futebol, que a Bél­gi­ca não te­nha ven­ci­do”, afir­mou.

Pa­ra com­ple­tar as po­lé­mi­cas, Cour­tois re­lem­brou a par­ti­da di­an­te da se­lec­ção bra­si­lei­ra, que a Bél­gi­ca aca­bou por ven­cer por 2-1, po­rém o gu­ar­da re­des pre­ci­sou tra­ba­lhar mui­to, já que a equi­pa de Ti­te re­ma­tou 26 ve­zes pa­ra a ba­li­za ad­ver­sá­ria.

‘Pre­fe­ria ter per­di­do pa­ra o Bra­sil, uma equi­pa que se atre­ve a jo­gar futebol e que po­de­ria ser me­lhor que nós’, com­ple­tou o gu­ar­da-re­des.

Já o cen­tral Kom­pany foi mais co­me­di­do, ao fa­lar so­bre o as­sun­to:

"Não é frus­tran­te até a so­frer­mos o go­lo, de­pois se tor­na mui­to frus­tran­te. Res­pei­to qual­quer pla­no de jo­go, que es­te­ja den­tro da re­gra. Eles são or­ga­ni­za­dos, de­fen­dem a área mui­to bem, ten­tam jo­gar no con­tra­a­ta­que, jo­gam por uma bo­la. Te­mos de li­dar com as con­sequên­ci­as. Eles me­re­cem ser fi­na­lis­tas, não há con­tes­ta­ção quan­to a is­so", dis­se.

FI­FA.COM

"Ke­e­per" fez gran­des de­fe­sas mas foi in­ca­paz de evi­tar a der­ro­ta da sua se­lec­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.