So­a­res con­ti­nua de pe­dra e cal

Jornal dos Desportos - - PORTADA - BENIGNO NARCISO - LU­BAN­GO

O téc­ni­co do Des­por­ti­vo da Huí­la, Má­rio So­a­res, con­fir­mou on­tem ao Jor­nal dos Des­por­tos, a sua con­ti­nui­da­de no co­man­do da equi­pa pa­ra o pró­xi­mo Gi­ra­bo­la Zap que ini­cia em Ou­tu­bro, após ter cum­pri­do os ob­jec­ti­vos exi­gi­dos pe­la di­rec­ção, na épo­ca fin­da.

“Vou con­ti­nu­ar a ori­en­tar o Des­por­ti­vo da Huí­la, co­mo trei­na­dor prin­ci­pal. Cum­pri­mos com to­dos os ob­jec­ti­vos exi­gi­dos pe­la di­rec­ção no úl­ti­mo Gi­ra­bo­la, por is­so, vol­ta­mos a re­ce­ber o vo­to de con­fi­an­ça do clu­be”, in­for­mou o téc­ni­co.

O trei­na­dor re­ve­lou ter um con­tra­to ce­le­bra­do por qua­tro anos e mos­trou-se con­for­tá­vel e com von­ta­de de con­ti­nu­ar a tra­ba­lhar, com o ob­jec­ti­vo de fa­zer sem­pre mais e me­lhor. Con­tac­ta­do pe­lo nos­so jor­nal, uma fon­te afec­ta ao clu­be huí­la­no, dis­se que o con­tra­to é re­no­vá­vel em fun­ção do ní­vel de cum­pri­men­to dos pro­pó­si­tos de­fi­ni­dos.

As exi­gên­ci­as im­pos­tas ao trei­na­dor, pri­mei­ro, pas­sa­va por man­ter a equi­pa na pri­mei­ra di­vi­são, se­gun­do, me­lho­rar a sé­ti­ma po­si­ção ob­ti­da no Gi­ra­bo­la Zap do ano pas­sa­do, ou se­ja, fi­gu­rar en­tre os se­te pri­mei­ros clas­si­fi­ca­dos na ta­be­la fi­nal de pon­tu­a­ção.

Má­rio So­a­res, afec­to aos qua­dros téc­ni­cos do 1º de Agos­to, cum­pre a se­gun­da épo­ca co­mo téc­ni­co prin­ci­pal do Des­por­ti­vo da Huí­la, nes­te re­gres­so ao clu­be que acon­te­ceu em 2017, al­tu­ra em que subs­ti­tuiu o de­mis­si­o­ná­rio Ivo Tra­ça. De­pois de ori­en­tar os mi­li­ta­res da Re­gião Sul, nas épo­cas 2013 e 2014, es­te ano al­can­çou mais uma po­si­ção que dig­ni­fi­ca o clu­be, ao co­lo­car a equi­pa nos G6.

Na pri­mei­ra pas­sa­gem, co­mo téc­ni­co do Des­por­ti­vo, Má­rio So­a­res, an­go­la­no de na­ci­o­na­li­da­de, co­lo­cou a for­ma­ção hui­la­na na pri­mei­ra di­vi­são em 2012, foi fi­na­lis­ta ven­ci­do da Ta­ça de An­go­la, com o Pe­tro de Lu­an­da em 2013, quan­do foi con­si­de­ra­da equi­pa re­ve­la­ção, le­vou o gré­mio mi­li­tar da Re­gião Sul, pe­la pri­mei­ra vez na his­tó­ria, à Ta­ça da Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na de Fu­te­bol.

JO­SÉ SO­A­RES | EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Trei­na­dor dos mi­li­ta­res da Re­gião Sul tem tu­do pa­ra vol­tar a ori­en­tar a equi­pa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.