Ban­ca­das chei­as co­lo­ri­ram es­tá­dio

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL - JN

O pú­bli­co não se fez ro­ga­do, ace­deu ao ape­lo dos ór­gãos da co­mu­ni­ca­ção so­ci­al du­ran­te a se­ma­na e com­pa­re­ceu em mas­sa no es­tá­dio 11 de No­vem­bro, pa­ra pu­xar pe­la sua "equi­pa do co­ra­ção". Fal­tou pou­co pa­ra as ban­ca­das es­ta­rem pre­en­chi­das, com uma as­sis­tên­cia a ron­dar as 35 mil al­mas. As co­res mais vi­sí­veis eram o ver­me­lho e o ama­re­lo, afec­tas aos dois mai­o­res em­ble­mas do país.

Foi bo­ni­to ver a fes­ta nas ban­ca­das, pro­ta­go­ni­za­das pe­los adep­tos dos dois la­dos, en­to­an­do os ha­bi­tu­ais cân­ti­cos a exal­tar as su­as equi­pas, nu­ma tar­de de mui­to ca­lor. Con­tu­do, no se­gun­do tem­po, a tem­pe­ra­tu­ra fi­cou ame­ni­za­da e mais fa­vo­rá­vel pa­ra a prá­ti­ca do fu­te­bol.

Os adep­tos adop­ta­ram uma ati­tu­de de "fair play", mos­tran­do que es­ta­vam com­pro­me­ti­dos ape­nas com o fu­te­bol, evi­tan­do ce­nas que man­chas­sem o es­pec­tá­cu­lo pro­ta­go­ni­za­do no rel­va­do. Já faz par­te do pas­sa­do, àque­las ce­nas de­sa­gra­dá­veis no final do jo­go de bri­gas en­tre os adep­tos dos dois clu­bes, que acei­ta­ram o re­sul­ta­do tal co­mo ele acon­te­ceu.

Foi bo­ni­to ver a fes­ta nas ban­ca­das, pro­ta­go­ni­za­das pe­los adep­tos dos dois la­dos, en­to­an­do os ha­bi­tu­ais cân­ti­cos a exal­tar as su­as equi­pas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.