Tri­bu­nal de Jus­ti­ça li­be­ra a pri­va­ti­za­ção de In­ter­la­gos

Li­mi­nar que im­pe­dia o pro­ces­so, con­ce­di­da a pe­di­do de ve­re­a­dor tu­ca­no, foi der­ru­ba­da em se­gun­da ins­tân­cia

Agora - - Editorial - (FSP)

O Tri­bu­nal de Jus­ti­ça do Es­ta­do de São Pau­lo der­ru­bou on­tem a de­ci­são de pri­mei­ra ins­tân­cia que bar­ra­va o pro­ces­so de pri­va­ti­za­ção do au­tó­dro­mo de In­ter­la­gos (zo­na sul) pe­la ges­tão João Do­ria (PSDB). O pro­je­to de lei so­bre o te­ma es­pe­ra se­gun­da vo­ta­ção na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal.

O ve­re­a­dor Má­rio Co­vas Ne­to (PSDB) ha­via fei­to pe­di­do pa­ra in­ter­rom­per o pro­ces­so sob o ar­gu­men­to de que a apro­va­ção do pro­je­to que pre­vê a pri­va­ti­za­ção não ti­nha se­gui­do os trâ­mi­tes obri­ga­tó­ri­os na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal. Pre­si­den­te da Co­mis­são de CCJ (Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça), ele di­zia que o pro­je­to pre­ci­sa­ria ter si­do ava- li­a­do pe­lo ór­gão pa­ra ava­li­ar sua le­ga­li­da­de. A Jus­ti­ça ha­via acei­ta­do o ar­gu­men­to em pri­mei­ra ins­tân­cia, con­ce­den­do uma li­mi­nar (de­ci­são pro­vi­só­ria) na sex­ta-fei­ra.

On­tem, a jus­ti­fi­ca­ti­va da­da pe­lo juiz pa­ra der­ru­bar a li­mi­nar foi a de que, após es­cla­re­ci­men­tos da Câ­ma­ra, cons­ta­tou-se que não hou­ve vi­o­la­ção ao re­gi­men­to in­ter­no. O re­la­tor Fer­raz de Ar­ru­da afir­mou que as in­for­ma­ções e do­cu­men­tos tra­zi­dos pe­la au­to­ri­da­de im­pe­tra­da [a ges­tão Do­ria]” con­fir­mam que o pro­je­to de lei “vem ten­do re­gu­lar tra­mi­ta­ção na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal”.

“Te­nho o mai­or ze­lo pe­la ins­tru­ção [fa­se em que eles pas­sam pe­las co­mis­sões] dos pro­je­tos na Câ­ma­ra. O que não es­ti­ver ins­truí­do, eu não le­vo a ple­ná­rio. Não é jus­to que al­guém re­cor­ra ao Tri­bu­nal de Jus­ti­ça, pas­san­do por ci­ma do ple­ná­rio. Nós cum- pri­mos 100% o re­gi­men­to in­ter­no‘, dis­se on­tem o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Mil­ton Lei­te (DEM).

Pa­ra o se­cre­tá­rio de De­ses­ta­ti­za­ções de Do­ria, Wil­son Poit, a de­ci­são “dá mais se­gu­ran­ça pa­ra o pro­ces­so”. O pro­je­to de lei pre­vê a ali­e­na­ção da área de qua­se 1 mi­lhão de m1 e es­ta­be­le­ce que o au­tó­dro­mo de In­ter­la­gos te­rá que ser pre­ser­va­do. No ca­so do kar­tó­dro­mo, não há a mesma res­tri­ção.

Sem ses­sões

No en­tan­to, no úl­ti­mo mês do cro­no­gra­ma da Câ­ma­ra, quan­do Do­ria ten­ta apro­var pro­je­tos de seu pa­co­te de pri­va­ti­za­ções, os ve­re­a­do­res der­ru­ba­ram as ses­sões ex­tra­or­di­ná­ri­as, o que sig­ni­fi­ca que não ha­ve­rá quais­quer vo­ta­ções du­ran­te a se­ma­na. Tam­bém não ha­ve­rá ses­sões or­di­ná­ri­as, nas quais não há vo­ta­ção.

Jo­el Sil­va - 07.out.2016

O au­tó­dro­mo de In­ter­la­gos (zo­na sul), que de­ve ser pri­va­ti­za­do pe­la ges­tão João Do­ria (PSDB); pro­je­to de lei ain­da tem de pas­sar por se­gun­da vo­ta­ção

Divulgação

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.