Acu­sa­do de ma­tar ir­mão de tran­se­xu­al é sol­to

Agora - - Editorial - (FP)

A Jus­ti­ça man­dou sol­tar Luís Car­los Ma­ri­a­no, 18 anos, sus­pei­to de es­pan­car e ma­tar o fei­ran­te Pether­son Roberto dos San­tos, 24 anos, na úl­ti­ma quar­ta-fei­ra, no Jar­dim São Luís (zo­na sul). A ví­ti­ma te­ria si­do mor­ta ao de­fen­der sua ir­mã tran­se­xu­al de ofen­sas por par­te de Ma­ri­a­no.

O acu­sa­do foi de­ti­do por PMs an­te­on­tem, na rua da ca­sa de­le, que fi­ca per­to da pra­ça João Fer­nan­des Ca­mi­sa No­va Jú­ni­or, on­de ocor­reu o cri­me. Pres­tou de­poi­men­to e foi sol­to no mes­mo dia.

Na de­le­ga­cia, ele afir­mou que não te­ve a in­ten­ção de ma­tar o fei­ran­te, mas ad­mi­tiu ter acer­ta­do um so­co ne­le, de acor­do com a po­lí­cia. Ma­ri­a­no foi in­di­ci­a­do sob acu­sa­ção de ho­mi­cí­dio.

O pe­di­do de pri­são foi fei­to pe­lo delegado ti­tu­lar do 92º DP (Par­que San­to Antô­nio), Luiz Roberto Fa­ria Hell­meis­ter. “Fo­ram fei­tas di­li­gên­ci­as, há tes­te­mu­nhas nar­ran­do a agressão. Não sei por que o juiz en­ten­deu que não de­ve­ria con­ce­der a pri­são”, dis­se. “Não há dú­vi­da de que, em um pri­mei­ro mo­men­to, ele não que­ria ma­tar nin­guém, mas de­pois que Pether­son caiu ao chão, Ma­ri­a­no con­ti­nu­ou ba­ten­do. Is­so já de­mons­tra von­ta­de de ma­tar.”

A as­ses­so­ria de im­pren­sa do Tri­bu­nal de Jus­ti­ça afir- mou que o juiz en­ten­deu “não es­ta­rem pre­sen­tes os re­qui­si­tos que jus­ti­fi­cas­sem a pri­são”, mas não for­ne­ceu de­ta­lhes so­bre a de­ci­são.

Res­pos­ta

A re­por­ta­gem não con­se­guiu fa­lar com o sus­pei­to nem con­se­guiu lo­ca­li­zar o seu ad­vo­ga­do.

Reprodução

O fei­ran­te Pether­son Roberto dos San­tos, 24 anos, mor­to, na zo­na sul, ao de­fen­der ir­mã tran­se­xu­al

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.