Se na Ida­de Mé­dia os reis be­bi­am ape­nas vi­nho de­vi­do à água ser in­se­gu­ra, en­tão eles vi­vi­am de pi­le­que?

BBC History Brasil - - Miscelânea -

A pro­di­gi­o­sa ca­pa­ci­da­de de be­ber de mui­tos go­ver­nan­tes in­di­ca que eles po­de­ri­am dei­xar qual­quer pes­soa de fo­go, caí­da, e de­pois vol­ta­rem pa­ra ca­sa ou pa­ra seu pa­lá­cio an­dan­do em li­nha re­ta. As pes­so­as con­su­mi­am gran­des quan­ti­da­des de be­bi­da al­coó­li­ca na Ida­de Mé­dia, ape­sar de que, na In­gla­ter­ra, a mai­o­ria pre­fe­ria cer­ve­jas mais fra­cas, as cha­ma­das small be­er. Is­so não acon­te­cia ape­nas por­que a qua­li­da­de da água fos­se me­nos con­fiá­vel do que na mai­o­ria dos lu­ga­res, na ver­da­de, era per­fei­ta­men­te se­gu­ra, mas tam­bém por­que a cer­ve­ja era uma im­por­tan­te fon­te de nu­tri­en­tes.

As clas­ses mais abas­ta­das be­bi­am vi­nho e mui­tos mo­nar­cas eram bê­ba­dos no­tó­ri­os co­mo Edu­ar­do IV e Hen­ri­que VIII, que rei­na­ram nos sé­cu­los 15 e 16, res­pec­ti­va­men­te. Gui­lher­me, o Con­quis­ta­dor, que vi­veu no sé­cu­lo 11, po­de­ria en­trar nes­sa con­ta, uma vez que no fim de sua vi­da ade­riu a uma di­e­ta em que in- ge­ria ape­nas vi­nho e spi­rits (pe­que­nas do­ses de be­bi­das des­ti­la­das) pa­ra ten­tar per­der pe­so. Não deu mui­to cer­to: quan­do mor­reu, seu cor­po era gran­de de­mais pa­ra o tú­mu­lo e, ao for­ça­rem-no pa­ra ca­ber, te­ria ex­plo­di­do, su­pos­ta­men­te dei­xan­do um chei­ro hor­rí­vel.

Fo­ram pou­cos os reis me­di­e­vais in­gle­ses ou es­co­ce­ses que po­de­ri­am ser ca­te­go­ri­ca­men­te des­cri­tos co­mo al­coó­la­tras ou be­be­do­res crô­ni­cos do mes­mo qui­la­te do im­pe­ra­dor mon­gol Juhan­gir, ou do lou­co Eric XIV da Sué­cia, ou ain­da do sul­tão Se­lim II, mo­nar­ca oto­ma­no do sé­cu­lo 16, que fi­cou co­nhe­ci­do tam­bém co­mo Se­lim, o Bê­ba­do. Um pos­sí­vel can­di­da­to é Harthac­nut, que rei­nou na Di­na­mar­ca e na In­gla­ter­ra no sé­cu­lo 11. Al­coó­la­tra notório, o di­na­marquês te­ria ti­do um der­ra­me em 1042 ao brin­dar à saú­de da noi­va em uma fes­ta de ca­sa­men­to.

Eu­ge­ne Byr­ne é jor­na­lis­ta e es­cri­tor

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.