Fa­ve­las su­bur­ba­nas

BBC History Brasil - - Miséria Urbana -

Nes­sa épo­ca, po­rém, um novo ti­po de fa­ve­la co­me­çou a sur­gir. Um gran­de sur­to de es­pe­cu­la­ção imo­bi­liá­ria que du­rou três dé­ca­das após 1845, fez sur­gir uma área apa­ren­te- men­te in­ter­mi­ná­vel de ca­sas de clas­se mé­dia ao nor­te do Tâ­mi­sa, de Pi­lim­co na zo­na oes­te até Dals­ton, a les­te. No iní­cio pa­re­cia exis­tir uma de­man­da ines­go­tá­vel por ca­sas de três e qua­tro an­da­res cons­truí­das em gran­des ter­re­nos – mas foi pu­ra ilu­são. Uma das con­sequên­ci­as foi o sur­gi­men­to das fa­ve­las su­bur­ba­nas, le­ga­do tar­dio do mer­ca­do de cons­tru­ções vi­to­ri­a­no.

Foi mui­to mais di­fí­cil li­dar com es­se ti­po de fa­ve­la do que com os mal-cons­truí­dos bair­ros das áre­as cen­trais dé­ca­das an­tes. Es­sas ca­sas eram bas­tan­te só­li­das, e cer­ta­men­te pre­ten­ci­o­sas; ha­vi­am si­do fei­tas pa­ra fa­mí­li­as de clas­se mé­dia, com quar­tos no só­tão pa­ra uma ou du­as em­pre­ga­das e uma co­zi­nha no po­rão. Mas nun­ca fo­ram ocu­pa­das pe­los in­qui­li­nos ide­ais, ou os per­de-

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.