Léo Pi­nhei­ro apre­sen­ta­rá pro­var acu­sa­ções con­tra Lu­la

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Pa­ra com­pro­var as acu­sa­ções que fez ao juiz Sér­gio Mo­ro con­tra o ex-pre­si­den­te Lu­la, Léo Pi­nhei­ro vai uti­li­zar do­cu­men­tos pa­ra mos­trar que fa­lou a ver­da­de.

Pa­ra com­pro­var as acu­sa­ções que fez nes­ta quin­ta-fei­ra ao juiz Sér­gio Mo­ro con­tra o ex-pre­si­den­te Lu­la, o em­pre­sá­rio Léo Pi­nhei­ro vai uti­li­zar um con­jun­to de do­cu­men­tos pa­ra mos­trar que fa­lou a ver­da­de. Com cartas na man­ga, o em­pre­sá­rio tem em mãos in­for­ma­ções que in­clu­em agen­da de en­con­tros pes­so­ais en­tre os dois no pri­mei­ro ano de in­ves­ti­ga­ção da La­vaJa­to, além de cen­te­nas de te­le­fo­ne­mas e con­ta­tos re­la­ci­o­na­dos às tra­ta­ti­vas em tor­no do trí­plex do Gu­a­ru­já, o qu­al, se­gun­do o em­pre­sá­rio, es­ta­va re­ser­va­do à fa­mí­lia Lu­la des­de que a OAS as­su­miu as obras do Edi­fí­cio So­la­ris, em 2009.

Há ain­da in­for­ma­ções so­bre as vi­a­gens que Léo Pi­nhei­ro fez ao Gu­a­ru­já pa­ra en­con­tros com Lu­la e do­na Ma­ri­sa, que de­vem ser cor­ro­bo­ra­das com os ro­tei­ros de vi­a­gens ao li­to­ral pau­lis­ta fei­tos por veí­cu­los re­gis­tra­dos em no­me do Ins­ti­tu­to Lu­la. Os con­ta­tos por e-mail fei­tos pa­ra re­for­mas no apar­ta­men­to, que foi per­so­na­li­za­do, e a com­pra de mo­bi­liá­rio e ele­tro­do­més­ti­cos, já ti­nham si­do re­ve­la­dos pe­la for­ça-ta­re­fa no iní­cio das in­ves­ti­ga­ções.

Par­te dos no­vos do­cu­men­tos foi ane­xa­da à ação re­la­ci­o­na­da ao trí­plex dez di­as atrás. Ini­ci­al­men­te, o fo­co de Léo Pi­nhei­ro se­rá no de­ta­lha­men­to das agen­das, en­ca­mi­nha­das por e-mail, on­de são re­gis­tra­dos en­con­tros pes­so­ais com o ex-pre­si­den­te Lu­la du­ran­te o pri­mei­ro ano da ope­ra­ção, de­fla­gra­da em mar­ço de 2014. En­tre ju­nho e no­vem­bro da­que­le ano, o em­pre­sá­rio esteve cin­co ve­zes em en­con­tros com Lu­la até ser pre­so pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral. A úl­ti­ma reu­nião en­tre os dois ocor­reu em 10 de no­vem­bro de 2014, qua­tro di­as an­tes de ser de­sen­ca­de­a­da a 7ª fa­se da La­va-ja­to — a pri­mei­ra gran­de ofen­si­va con­tra as em­prei­tei­ras acu­sa­das de par­ti­ci­par do car­tel da Pe­tro­bras.

Ao juiz Sér­gio Mo­ro, na úl­ti­ma quin­ta-fei­ra, Léo Pi­nhei­ro dis­se ter ou­vi­do de Lu­la, em ju­nho de 2014, uma ori­en­ta­ção pa­ra des­truir re­gis­tros de pro­pi­nas pa­gas ao PT.

Um dos e-mails do Ins­ti­tu­to Lu­la com re­gis­tro dos en­con­tros com o ex-pre­si­den­te mos­tra que, em 3 de ju­nho da­que­le ano, Lu­la che­gou a São Pau­lo às 12h e foi di­re­to pa­ra a se­de do ins­ti­tu­to, on­de al­mo­çou com um de seus fi­lhos, Luís Cláu­dio, re­ce­beu uma de­le­ga­ção es­tran­gei­ra e, à tar­de, esteve com Sér­gio Ma­cha­do, da Trans­pe­tro. Léo Pi­nhei­ro foi a úl­ti­ma reu­nião, nu­ma vi­si­ta in­cluí­da na agen­da da­que­le dia, às 17 ho­ras.

Tam­bém um re­la­tó­rio do MPF iden­ti­fi­cou que dois car­ros re­gis­tra­dos em no­me do Ins­ti­tu­to Lu­la fi­ze­ram pe­lo me­nos seis vi­a­gens, en­tre 2012 e 2014, de São Ber­nar­do do Cam­po ao Gu­a­ru­já, on­de fi­ca o Edi­fí­cio So­la­ris. Pro­cu­ra­do­res ob­ti­ve­ram in­for­ma­ções do sis­te­ma au­to­má­ti­co de pa­ga­men­to de pe­dá­gio em ro­do­vi­as (BR050 e BR-101 e Ro­do­via dos Imi­gran­tes) que li­gam os mu­ni­cí­pi­os do ABC ao li­to­ral pau­lis­ta. Na ava­li­a­ção de in- ves­ti­ga­do­res da La­va-ja­to, o em­pre­sá­rio de­mons­trou des­lo­ca­men­tos e en­con­tros que te­ve com Lu­la.

— Ele (Léo Pi­nhei­ro) quer de­mons­trar os des­lo­ca­men­tos que te­ve pa­ra os en­con­tros, as reu­niões que te­ve com Lu­la. Is­so não con­fir­ma o con­teú­do da con­ver­sa, mas sim que hou­ve a reu­nião. Co­lo­ca to­dos no mes­mo lo­cal — afir­mou ao GLO­BO uma fon­te li­ga­da às in­ves­ti­ga­ções. — A di­fi­cul­da­de é sem­pre sa­ber o con­teú­do da reu­nião. Tra­ba­lha­mos com even­tos pos­te­ri­o­res ou de­ci­sões que se tor­nam pú­bli­cas — ex­pli­ca.

TE­LE­FO­NE­MAS Pa­ra TE­SOU­REI­RO

No con­jun­to de pro­vas tam­bém cons­ta uma lis­ta com 163 te­le­fo­ne­mas en­tre Léo Pi­nhei­ro e Pau­lo Oka- mot­to, pre­si­den­te do Ins­ti­tu­to Lu­la e um dos ho­mens mais pró­xi­mos ao ex-pre­si­den­te. Os te­le­fo­ne­mas fo­ram fei­tos en­tre agos­to de 2013 até me­a­dos de 2014. Mais: ou­tras 31 li­ga­ções pa­ra Cla­ra Ant, fun­ci­o­ná­ria do ins­ti­tu­to, e mais 24 te­le­fo­ne­mas en­tre o em­pre­sá­rio e Jo­sé de Fi­li­pi, ex-te­sou­rei­ro da cam­pa­nha de Dil­ma Rous­seff em 2010.

Além de con­fir­mar que Lu­la era o do­no do trí­plex no Edi­fí­cio So­la­ris, o ex-pre­si­den­te da OAS Léo Pi­nhei­ro afir­mou em de­poi­men­to ao juiz Sér­gio Mo­ro na úl­ti­ma quin­ta-fei­ra que o pe­tis­ta e sua mu­lher, Ma­ri­sa Le­tí­cia, mor­ta em fe­ve­rei­ro, pre­ten­di­am pas­sar as fes­tas de fim do ano de 2014 no apar­ta­men­to.

Léo Pi­nhei­ro de­cla­rou que, em ja­nei­ro de 2014, foi pro­cu­ra­do por Lu­la por­que o ex-pre­si­den­te qu­e­ria fa­zer uma vi­si­ta ao apar­ta­men­to jun­to com a mu­lher. De acor­do com o ex-pre­si­den­te da OAS, a re­for­ma foi apro­va­da pe­lo ca­sal e já es­ta­va adi­an­ta­da. Em uma se­gun­da vi­si­ta ao imó­vel, do­na Ma­ri­sa pe­diu que as obras fi­cas­sem prontas an­tes do fim do ano.

— Do­na Ma­ri­sa me fez um pe­di­do. Dis­se: “Nós gos­ta­ría­mos de pas­sar as fes­tas de fim de ano aqui no apar­ta­men­to. Te­ria con­di­ções de es­tar pron­to?”. Eu dis­se: “Olha, po­de fi­car cer­ta que, an­tes dis­so, nós va­mos en­tre­gar tu­do pron­to” — de­cla­rou o em­pre­sá­rio no de­poi­men­to.

Pre­so du­as ve­zes na La­vaJa­to, a úl­ti­ma em se­tem­bro de 2016 até ho­je, o em­pre­sá­rio vi­nha op­tan­do pe­lo silêncio, nu­ma es­pé­cie de

pac­to de pre­ser­va­ção a Lu­la. Se­gui­ria a mes­ma es­tra­té­gia da Ode­bre­cht até o mo­men­to em que os exe­cu­ti­vos de ou­tras em­pre­sas que­bra­ram o silêncio.

O ad­vo­ga­do do ex-pre­si­den­te, Cris­ti­a­no Za­nin Mar­tins, con­tes­tou os do­cu­men­tos em no­ta: “Des­de quan­do um e-mail de agen­da pro­va a ocor­rên­cia de um en­con­tro e, so­bre­tu­do, o que po­de­ria ter si­do dis­cu­ti­do no su­pos­to en­con­tro? Léo Pi­nhei­ro não tem ne­nhu­ma pro­va con­tra Lu­la, por­que ele não co­me­teu qual­quer ato ilí­ci­to. Ele (o em­pre­sá­rio) tem uma ver­são ne­go­ci­a­da pa­ra agra­dar os pro­cu­ra­do­res pa­ra ter a sua de­la­ção pre­mi­a­da — ne­go­ci­a­da des­de 2016 — fi­nal­men­te acei­ta, pa­ra que pos­sa dei­xar a pri­são ou ob­ter be­ne­fí­ci­os”.

O ex-pre­si­den­te da OAS, em de­poi­men­to ao juiz Sér­gio Mo­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.