Fa­mí­lia de ge­ren­te de ban­co é fei­ta re­fém du­ran­te as­sal­to

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

O ge­ren­te do Ban­co do Bra­sil de Ita­gua­ru (GO) e sua fa­mí­lia pas­sa­ram por mo­men­tos de ten­são após se­rem fei­tos re­féns por ban­di­dos.

Oge­ren­te do Ban­co do Bra­sil de Ita­gua­ru ( GO) e sua fa­mí­lia pas­sa­ram por mo­men­tos de ten­são nes­ta quin­ta-fei­ra, 27, após se­rem fei­tos re­féns por ban­di­dos que ten­ta­ram as­sal­tar a agên­cia do mu­ni­cí­pio. Se­gun­do a Po­lí­cia Mi­li­tar (PM) o gru­po man­te­ve a fa­mí­lia do fun­ci­o­ná­rio em ca­ti­vei­ro e du­ran­te a ma­nhã, se­guiu até a uni­da­de com a in­ten­ção de rou­bar o lo­cal.

A ten­ta­ti­va de as­sal­to ocor­reu por vol­ta das 10h, mas foi frus­tra­da após a che­ga­da de equi­pes da cor­po­ra­ção.

Se­gun­do o te­nen­te-co­ro­nel Ri­car­do Men­des, as­ses­sor de co­mu­ni­ca­ção da PM, o cri­me foi des­co­ber­to após o vi­gi­lan­te da agên­cia, es­tra­nhar a ação do gru­po e im­pe­dir a en­tra­da do ge­ren­te e dos ban­di­dos no lo­cal. O fun­ci­o­ná­rio cha­mou a po­lí­cia, que em pou­cos mi­nu­tos ne­go­ci­ou com os cri­mi­no­sos pa­ra que o ge­ren­te fos­se li­be­ra­do.

Após a ví­ti­ma ser li­ber­ta­da, a cor­po­ra­ção re­ce­beu uma denúncia anô­ni­ma in­for­man­do que a fa­mí­lia do fun­ci­o­ná­rio era man­ti­da em ca­ti­vei­ro na zo­na ru­ral de Uruí­ta. A es­po­sa do ge­ren­te e du­as fi­lhas do casal fo­ram res­ga­ta­das por um he­li­cóp­te­ro e já fo­ram pa­ra ca­sa.

Con­for­me a cor­po­ra­ção, a fa­mí­lia foi cap­tu­ra­da pe­los ban­di­dos na noi­te de on­tem, 26, e na ma­nhã de ho­je, le­va­ram o ge­ren­te até a uni­da­de com o ob­je­ti­vo de rou­bar di­nhei­ro. No mo­men­to da ne­go­ci­a­ção com

os po­li­ci­ais, os ban­di­dos pe­di­ram que a ener­gia da ci­da­de fos­se des­li­ga­da. Eles con­se­gui­ram fu­gir e uma for­ça ta­re­fa da PM faz os tra­ba­lhos de bus­ca pe­la re­gião.

Men­des res­sal­ta que to­das as ro­tas de fu­ga fo­ram ma­pe­a­das e mi­li­ta­res tra­ba­lham in­ten­sa­men­te pa­ra que o gru­po se­ja cap­tu­ra­do. Além das pri­sões, a cor­po­ra­ção tam­bém vi­sa res­ta­be­le­cer a or­dem pú­bli­ca e des­ta­ca que a po­pu­la­ção po­de con­fi­ar na se­gu­ran­ça pú­bli­ca da re­gião. Até o mo­men­to, cin­co pes­so­as fo­ram iden­ti­fi­ca­das e pre­sas. Al­gu­mas ar­mas pos­si­vel­men­te uti­li­za­das no cri­me tam­bém fo­ram apre­en­di­das.

Ele ex­pli­ca que es­se ti­po de cri­me é co­nhe­ci­do co­mo “sa­pa­ti­nho”, on­de os ban­di­dos ren­dem a fa­mí­lia do ge­ren­te de uma ins­ti­tui­ção fi­nan­cei­ra, ti­ram ela de ca­sa, le­vam pa­ra um ca­ti­vei­ro e em se­gui­da obri­gam que o fun­ci­o­ná­rio abra a agên­cia pa­ra rou­bar di­nhei­ro.

Ain­da con­for­me a cor­po­ra­ção, a agên­cia fi­ca­rá in­ter­di­ta­da aguar­dan­do os tra­ba­lhos de pe­rí­cia da Po­lí­cia Fe­de­ral (PF). Não há in­for­ma­ções se o gru­po con­se­guiu le­var al­gu­ma quan­tia, mas a cor­po­ra­ção acre­di­ta que ne­nhum va­lor foi le­va­do, uma vez que os as­sal­tan­tes não con­se­gui­ram en­trar no lo­cal.

A as­ses­so­ria de co­mu­ni­ca­ção do Ban­co do Bra­sil ain­da não se pro­nun­ci­ou so­bre o ca­so.

REPRODUÇÃO TV

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.