UFG re­pu­dia agres­são a es­tu­dan­te em ma­ni­fes­ta­ção

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Goiás re­pu­di­ou a agres­são con­tra o es­tu­dan­te Ma­teus, du­ran­te uma ma­ni­fes­ta­ção con­tra as reformas tra­ba­lhis­ta em Goi­â­nia.

Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Goiás (UFG) re­pu­di­ou a agres­são con­tra o es­tu­dan­te Ma­teus Fer­rei­ra da Sil­va, de 33 anos, du­ran­te uma ma­ni­fes­ta­ção con­tra as reformas tra­ba­lhis­ta e pre­vi­den­ciá­ria, em Goi­â­nia. Um ví­deo mos­trou o mo­men­to em que um po­li­ci­al mi­li­tar dá um gol­pe de cas­se­te­te na ca­be­ça do ra­paz (ve­ja aci­ma). Ele se­gue in­ter­na­do em uma Uni­da­de de Te­ra­pia In­ten­si­va (UTI) com qua­dro de saú­de gra­ve.

Ma­teus cur­sa o 3º pe­río­do de ci­ên­ci­as so­ci­ais na UFG. A uni­ver­si­da­de des­ta­cou, em no­ta, que “é his­tó­ri­ca de­fen­so­ra do di­rei­to à li­vre ma­ni­fes­ta­ção e con­de­na com ve­e­mên­cia atos de re­pres­são que ve­nham a cer­ce­ar es­se prin­cí­pio de­mo­crá­ti­co”. A ins­ti­tui­ção res­sal­tou que o rei­tor Or­lan­do Ama­ral “irá co­brar da Se­cre­ta­ria de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca e Ad­mi­nis­tra­ção Pe­ni­ten­ciá­ria a ade­qua­da apu­ra­ção dos fa­tos e a pu­ni­ção dos res­pon­sá­veis”.

A agres­são con­tra Ma­teus ocor­reu no iní­cio da tar­de de sex­ta-fei­ra (28), du­ran­te ma­ni­fes­ta­ções e greve ge­ral re­a­li­za­das em Goi­â­nia. Um gru­po de mas­ca­ra­dos en­trou em con­fron­to com po­li­ci­ais mi­li­ta­res. Ima­gens mos­tra­ram quan­do o es­tu­dan­te le­vou o gol­pe na ca­be­ça e o PM que co­me­teu a agres­são saiu cor­ren­do. Já o es­tu­dan­te caiu no chão e re­ce­beu os pri­mei­ros so­cor­ros de ou­tros ma­ni­fes­tan­tes.

Em ou­tras ima­gens, Ma­teus apa­re­ce dei­ta­do já no can­tei­ro cen­tral da ave­ni­da e re­ce­be aten­di­men­to do Cor­po de Bom­bei­ros. Lo­go em se­gui­da, ele foi le­va­do de am­bu­lân­cia pa­ra o Hos­pi­tal de Ur­gên­ci­as de Goi­â­nia (Hu­go), on­de per­ma­ne­ce in­ter­na­do. Ele so­freu trau­ma­tis­mo cra­ni­o­en­ce­fá­li­co (TCE) e múl­ti­plas fra­tu­ras.

De acor­do com bo­le­tim mé­di­co, di­vul­ga­do na ma­nhã des­te sá­ba­do (29), o ra­paz se­gue se­da­do e in­tu­ba­do na UTI. Não há pre­vi­sões de ci­rur­gia.

A fa­mí­lia do es­tu­dan­te é de Osas­co, na Gran­de São Pau­lo, e de­ve che­gar a Goi­â­nia nes­ta tar­de. En­quan­to is­so, Ma­teus é acom­pa­nha­do por ami­gos no hos­pi­tal.

In­ves­ti­ga­ção

No mo­men­to da agres­são, um gru­po de mas­ca­ra­dos es­ta­va em con­fron­to com a PM, de­pois de jo­gar ro­jões con­tra os po­li­ci­ais. Ami­gos de Ma­teus dis­se­ram que o ra­paz es­ta­va sem más­ca­ras e não par­ti­ci­pou de ne­nhum ato de van­da­lis­mo.

Po­rém, an­tes da agres­são, é pos­sí­vel ver que o es­tu­dan­te es­ta­va sem ca­mi­sa per­to dos po­li­ci­ais. Mo­men­tos de­pois, ele apa­re­ce com um ca­puz e par­te do ros­to en­co­ber­to, jun­to a um gru­po de ma­ni­fes­tan­tes mas­ca­ra­dos.

Na no­ta de re­pú­dio, a UFG rei­te­rou “que de­fen­de a le­gi­ti­mi­da­de de ma­ni­fes­ta­ções pa­cí­fi­cas co­mo um di­rei­to ir­res­tri­to de to­da a po­pu­la­ção e, so­bre­tu­do, da co­mu­ni­da­de uni­ver­si­tá­ria, na lu­ta por uma so­ci­e­da­de mais jus­ta e de­mo­crá­ti­ca” e co­brou a de­vi­da apu­ra­ção do ca­so.

Tam­bém em no­ta, a as­ses­so­ria de im­pren­sa da Po­lí­cia Mi­li­tar in­for­mou que “con­de­na ve­e­men­te­men­te to­do e qual­quer ti­po agres­são, pra­ti­ca­da por po­li­ci­as mi­li­ta­res no exer­cí­cio de sua fun­ção”. Des­ta­ca ain­da que não com­pac­tua com “atos que pos­sam afron­tar os prin­cí­pi­os da éti­ca, mo­ral e le­ga­li­da­de”.

A cor­po­ra­ção des­ta­cou ain­da que já foi de­ter­mi­na­da, de for­ma ime­di­a­ta, a aber­tu­ra de um inqué­ri­to pe­la Cor­re­ge­do­ria da PM com o in­tui­to de “in­di­vi­du­a­li­zar con­du­tas e apu­rar res­pon­sa­bi­li­da­des”.

Ain­da no co­mu­ni­ca­do, a PM afir­ma que qua­tro po­li­ci­ais mi­li­ta­res fo­ram fe­ri­dos du­ran­te o con­fron­to e fo­ram en­ca­mi­nha­dos ao Ins­ti­tu­to Mé­di­co Le­gal (IML) pa­ra se­rem sub­me­ti­dos a exa­mes de cor­po de de­li­to.

Já a Se­cre­ta­ria de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca e Ad­mi­nis­tra­ção Pe­ni­ten­ciá­ria (SSPAP)

in­for­mou que con­de­na as agres­sões so­fri­das por Ma­teus e que atos co­mo es­te “fe­rem a éti­ca da cor­po­ra­ção e das de­mais for­ças que com­põem a Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca, cu­ja mis­são é pro­te­ger vi­das e ja­mais aten­tar con­tra qual­quer ci­da­dão”.

O co­mu­ni­ca­do des­ta­ca ain­da que a “exi­gên­cia de imo­bi­li­za­ção de even­tu­ais ma­ni­fes­tan­tes nun­ca jus­ti­fi­ca­rá a trans­gres­são de li­mi­tes”. Por fim, pon­tua que, se con­fir­ma­do au­to­ria, a SSPAP se­rá “ri­go­ro­sa na pu­ni­ção ad­mi­nis­tra­ti­va e no en­ca­mi­nha­men­to pa­ra a es­fe­ra ju­di­ciá­ria”.

Ima­gem mos­tra exa­to mo­men­to em que es­tu­dan­te foi agre­di­do com cas­se­te­te

REPRODUÇÃO O POPULAR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.