Ja­not: cin­co di­as pa­ra sal­var sua ima­gem

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

ro­dri­go Ja­not vi­ve uma es­tra­nha cor­ri­da na sua úl­ti­ma se­ma­na à fren­te da pro­cu­ra­do­ria-ge­ral da re­pú­bli­ca, em meio ao fo­go cru­za­do en­tre ele e os ini­mi­gos que reu­niu ao lon­go do seu man­da­to. Ja­not tem so­men­te cin­co di­as pa­ra sal­var sua ima­gem, ata­ca­da por vá­ri­as fren­tes -so­bre­tu­do a fren­te po­lí­ti­ca, mas tam­bém a de al­gu­mas pes­so­as do ju­di­ciá­rio- após as ir­re­gu­la­ri­da­des des­co­ber­tas na de­la­ção da JBS. o pro­cu­ra­dor ten­ta­rá de­mons­trar que não es­tá en­fra­que­ci­do e ain­da quer apre­sen­tar as úl­ti­mas de­nún­ci­as, den­tre elas a que de­ve ter co­mo al­vo de no­vo a pes­soa que vi­rou seu gran­de ini­mi­go, o pre­si­den­te da re­pú­bli­ca, Mi­chel Te­mer.

a úl­ti­ma se­ma­na de Ja­not será mar­ca­da por ao me­nos du­as ações: a lim­pe­za das ga­ve­tas dos ca­sos da ope­ra­ção lava Jato e a ten­ta­ti­va de ame­ni­zar as crí­ti­cas fei­tas por con­ta das omis­sões da JBS em seu acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da. des­de que pas­sou a de­nun­ci­ar po­lí­ti­cos com foro privilegiado, Ja­not en­tre­gou uma média de 1,3 de­nún­cia por mês. Só na úl­ti­ma se­ma­na es­se nú­me­ro já au­men­tou, fo­ram du­as de­nún­ci­as e um pe­di­do de ar­qui­va­men­to con­tra po­lí­ti­cos do pt e do pmdb. ao to­tal, fo­ram 34 de­nún­ci­as en­tre agos­to de 2015 e se­tem­bro de 2017. a ex­pec­ta­ti­va é que até a pró­xi­ma sex­ta-fei­ra, úl­ti­mo dia útil de seu man­da­to, mais uma ou du­as se­jam apre­sen­ta­das.

os pró­xi­mos al­vos de Ja­not podem ser o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer (pmdb), que es­tá sen­do in­ves­ti­ga­do por obs­tru­ção à Jus­ti­ça, além do em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta, pre­so em Bra­sí­lia des­de es­ta se­gun­da-fei­ra jus­ta­men­te por es­con­der in­for­ma­ções do Mi­nis­té­rio pú­bli­co fe­de­ral.

en­quan­to jun­ta as úl­ti­mas pe­ças dos in­trin­ca­dos que­bra-ca­be­ças da cor­rup­ção bra­si­lei­ra, o pro­cu­ra­dor-ge­ral li­da com uma com­pli­ca­da tran­si­ção pa­ra raquel dod­ge e com as ten­ta­ti­vas de ad­ver­sá­ri­os de su­jar sua ima­gem. No fim de se­ma­na, ele foi fo­to­gra­fa­do sen­ta­do na me­sa de uma dis­tri­bui­do­ra de be­bi­das com o ad­vo­ga­do pi­er­pa­o­lo Bot­ti­ni, um dos de­fen­so­res de Jo­es­ley no Su­pre­mo Tri­bu­nal fe­de­ral. a ima­gem, pu­bli­ca­da pe­lo si­te o an­ta­go­nis­ta, só ele­vou a on­da de bo­a­tos em Bra­sí­lia e co­la­bo­rou pa­ra a ten­ta­ti­va de man­char a ima­gem do pro­cu­ra­dor na re­ta fi­nal de sua car­rei­ra. ofi­ci­al­men­te, am­bos dis­se­ram que não tra­ta­ram de ne­nhum pro­ces­so ju­di­ci­al es­pe­cí­fi­co e só tra­ta­ram de ame­ni­da­des.

an­tes des­sa fo­to, o ad­vo­ga­do de Te­mer, an­to­nio

Cláu­dio Ma­riz de oli­vei­ra, já ha­via pe­di­do a sus­pei­ção do pro­cu­ra­dor nos ca­sos en­vol­ven­do o pre­si­den­te. o pe­di­do foi ne­ga­do em uma pri­mei­ra aná­li­se do STF. Mas Ma­riz re­cor­reu e po­de ser re­a­na­li­sa­do nes­ta quar­ta-fei­ra, qu­an­do a Cor­te jul­ga­rá se as pro­vas le­va­das pe­la JBS no seu acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da se­rão vá­li­das ou não. Se a res­pos­ta for ne­ga­ti­va, Ja­not ter­mi­na­rá de uma for­ma me­lan­có­li­ca seus qua­tro anos de man­da­to. Se for po­si­ti­va, lhe da­rá um alí­vio.

“ape­sar de que­rer apa­ren­tar que es­tá tran­qui­lo com to­do o pro­ces­so, ele es­tá um po­ço de an­si­e­da­de e quer de­mons­trar que, até o úl­ti­mo mi­nu­to, tra­ba­lhou de ma­nei­ra cor­re­ta. ele foi traí­do”, afir­mou um pro­cu­ra­dor que tra­ba­lha com Ja­not. a trai­ção, na vi­são dos co­le­gas do pro­cu­ra­dor­ge­ral, ocor­reu qu­an­do Marcelo Mil­ler, um an­ti­go mem­bro da for­ça-ta­re­fa da lava Jato, aju­dou os exe­cu­ti­vos da JBS a ne­go­ci­a­rem um acor­do de le­ni­ên­cia com a Jus­ti­ça fe­de­ral. To­da ne­go­ci­a­ção te­ria si­do fei­ta en­quan­to ele ain­da era pro­cu­ra­dor. Mais tar­de, qu­an­do dei­xou a pro­cu­ra­do­ria, Mil­ler se as­so­ci­ou ao es­cri­tó­rio que fir­mou o acor­do ju­di­ci­al. Nes­ta se­gun­da-fei­ra, no en­tan­to, a le­ni­ên­cia foi tem­po­ra­ri­a­men­te sus­pen­sa. o juiz que ha­via a aca­ta­do en­ten­deu que era pru­den­te o STF jul­gue a va­li­da­de da de­la­ção da JBS an­tes de dar an­da­men­to ao pa­ga­men­to da mul­ta, es­ti­pu­la­da em 10,3 bi­lhões de re­ais. Se já não bas­tas­sem as ba­ta­lhas ju­rí­di­cas, a ar­ti­lha­ria con­tra Ja­not tam­bém já es­tá pre­pa­ra­da no Con­gres­so Na­ci­o­nal. Nes­ta ter­ça-fei­ra, deputados e se­na­do­res par­ti­ci­pam da se­gun­da ses­são da Co­mis­são par­la­men­tar Mis­ta de Inqué­ri­to da JBS, cri­a­da es­pe­ci­al­men­te pa­ra ana­li­sar os acor­dos de de­la­ção da lava Jato e os em­prés­ti­mos con­ce­di­dos pe­lo Ban­co Na­ci­o­nal de de­sen­vol­vi­men­to econô­mi­co e So­ci­al (BNDES). um dos que de­vem ser con­vo­ca­dos a de­por é Ja­not. Na lis­ta tam­bém es­tão os ir­mãos Ba­tis­ta e o ex-pro­cu­ra­dor Marcelo Mil­ler. Mar­ca­do por ser um pro­cu­ra­dor que pou­co li­da­va com ações cri­mi­nais até che­gar à che­fia do Mi­nis­té­rio pú­bli­co, Ja­not ten­ta­rá dei­xar ou­tras mar­cas. Nas úl­ti­mas de­nún­ci­as cri­mi­nais que apre­sen­tou ele cos­tu­ma­va en­vi­ar re­ca­dos aos po­ten­ci­ais réus, con­for­me des­ta­cou o si­te Jo­ta. Ci­tou des­de o pa­ci­fis­ta Mahat­ma Gandhi (ao di­zer que “ti­ra­nos sem­pre ca­em”) até o po­e­ta e jor­na­lis­ta bra­si­lei­ro Millôr fer­nan­des (ao lem­brar que “to­da far­sa tem dois gu­mes”). res­ta sa­ber qual será a ci­ta­ção que es­ta­rá no úl­ti­mo ca­pí­tu­lo da sua bi­o­gra­fia pro­fis­si­o­nal.

O pro­cu­ra­dor Ro­dri­go Ja­not, em ju­lho

Ag. Bra­sil

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.