SEM QUORUM, CÂMARA ADIA LEITURA DE DE­NÚN­CIA CONTRA TEMER

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Por fal­ta de de­pu­ta­dos nes­ta se­gun­da­fei­ra (25), a Câmara adi­ou pa­ra es­ta ter­ça-fei­ra (26) a leitura da se­gun­da de­nún­cia da Pgr (Pro­cu­ra­do­ri­a­ge­ral da re­pú­bli­ca) contra o pre­si­den­te Michel Temer.

Pa­ra que hou­ves­se ses­são, era ne­ces­sá­rio que 51 de­pu­ta­dos es­ti­ves­sem pre­sen­tes no Con­gres­so até as 14h30. No en­tan­to, ape­nas 23 ha­vi­am apa­re­ci­do –so­men­te no­ve es­ta­vam em ple­ná­rio. a ten­ta­ti­va de leitura foi re­mar­ca­da pa­ra as 11h30 des­ta ter­ça-fei­ra (26).

sem a leitura, a CCJ (Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça) da Câmara não tem con­di­ções de dar iní­cio à tra­mi­ta­ção da de­nún­cia por obs­tru­ção de Jus­ti­ça e par­ti­ci­pa­ção em or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa, en­ca­mi­nha­da pe­lo STF ( su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) na quin­ta-fei­ra pas­sa­da (21). O pre­si­den­te da CCJ, ro­dri­go Pa­che­co (PMDB-MG), aguar­da a leitura pa­ra co­me­çar a dis­cu­tir ofi­ci­al­men­te se ha­ve­rá um fa­ti­a­men­to da de­nún­cia, ou se­ja se irá ana­li­sar se­pa­ra­da­men­te o ca­so de Temer e dos mi­nis­tros Eli­seu Pa­di­lha (Ca­sa Ci­vil) e Mo­rei­ra Fran­co (se­cre­ta­ria de go­ver­no).

O pre­si­den­te da Câmara, ro­dri­go Maia (DEM-RJ), e a se­cre­ta­ria-ge­ral da Me­sa (sgm) di­zem que o pro­ce­di­men­to é o mes­mo, mas há di­ver­gên­cia en­tre os de­pu­ta­dos. Pa­ra Maia, não fa­ria sen­ti­do se­pa­rar Temer dos mi­nis­tros se a de­nún­cia é por su­pos­ta or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa, cri­me que exi­ge mais de um en­vol­vi­do.

“Com o pre­ce­den­te [que exis­te no STF] e com es­te cri­me e a de­ci­são do STF de en­ca­mi­nhar pe­ça úni­ca, a de­ci­são que to­ma­mos na sex­ta de enu­me­rar uma pe­ça é a cor­re­ta”, afir­mou Maia nes­ta tar­de, após reu­nir-se com a pre­si­den­te do STF, mi­nis­tra Cár­men lú­cia.

“Qu­an­to ao pro­ce­di­men­to, se se­rá úni­co, com um úni­co re­la­tor, pe­sa mui­to o en­ten­di­men­to da se­cre­ta­ria-ge­ral da Me­sa. Mas a Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça não po­de dei­xar de ser a co­mis­são im­por­tan­te que é de opi­nar em re­la­ção a as­pec­tos ju­rí­di­cos, re­gi­men­tais e cons­ti­tu­ci­o­nais em re­la­ção a qual­quer ma­té­ria”, dis­se ro­dri­go Pa­che­co em ví­deo di­vul­ga­do pa­ra jor­na­lis­tas.

O pre­si­den­te da CCJ dis­se que irá dis­cu­tir a ques­tão com Maia e com a sgm.

re­la­to­ria

so­men­te de­pois dis­so, ele anun­ci­a­rá quem es­co­lheu pa­ra re­la­tar a de­nún­cia. a Câmara tra­ba­lha, por en­quan­to, com dois no­mes: Mar­cos ro­gé­rio (DEM-RO) e Evan­dro gus­si (PV-SP).

ali­a­dos de Temer es­tão evi­tan­do es­pe­cu­la­ções pa­ra não in­vi­a­bi­li­zar ali­a­dos.

O go­ver­nis­ta be­to Man­sur (Prb-sp) ha­via fi­ca­do de fil­trar os no­mes dos de­pu­ta­dos que fal­ta­ram à vo­ta­ção ou se abs­ti­ve­ram na pri­mei­ra de­nún­cia pa­ra ela­bo­rar um car­dá­pio com es­ses “isen­tos” pa­ra ofe­re­cer a Pa­che­co. O re­la­tor da pri­mei­ra de­nún­cia, sér­gio Zvei­ter (en­tão no PMDB, ago­ra no Po­de­mosrj), apre­sen­tou pa­re­cer a fa­vor da de­nún­cia.

O go­ver­no, que ha­via fei- to uma sé­rie de subs­ti­tui­ções de mem­bros da CCJ, con­se­guiu der­ro­tar o re­la­tó­rio de Zvei­ter e apro­var um tex­to fa­vo­rá­vel a Temer, re­di­gi­do pe­lo de­pu­ta­do Pau­lo abi-ac­kel (Psdb-mg).

No iní­cio de agos­to, vo­ta­ram a pri­mei­ra de­nún­cia, por cor­rup­ção pas­si­va, 492 dos 513 de­pu­ta­dos: 263 a fa­vor do re­la­tó­rio, 227 contra e du­as abs­ten­ções. Hou­ve 19 au­sên­ci­as.

Pe­los cál­cu­los dos go­ver­nis­tas, ain­da é pre­ci­so tro­car dois mem­bros da CCJ pa­ra ga­ran­tir 41 vo­tos a fa­vor de Temer na co­mis­são.

Ag. bra­sil

FO­LHA

Ple­ná­rio da Câmara sem quorum nes­ta se­gun­da-fei­ra (25)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.