TSE vai jul­gar Bol­so­na­ro e Lu­la por an­te­ci­par cam­pa­nha

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Oex-pre­si­den­te da re­pú­bli­ca Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va e de­pu­ta­do fe­de­ral Jair Bol­so­na­ro (PSC-RJ) en­tra­ram na mi­ra do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or elei­to­ral (TSE) por pro­pa­gan­da elei­to­ral an­te­ci­pa­da. A Cor­te elei­to­ral de­ve jul­gar ain­da nes­te ano dois pro­ces­sos que en­vol­vem a di­vul­ga­ção na in­ter­net de ví­de­os que fa­zem re­fe­rên­cia às can­di­da­tu­ras de Lu­la e Bol­so­na­ro ao pla­nal­to. os dois, que li­de­ram as pes­qui­sas, já anun­ci­a­ram pu­bli­ca­men­te a in­ten­ção de con­cor­rer em 2018. Na Cor­te elei­to­ral, a ava­li­a­ção é a de que es­ses jul­ga­men­tos de­vem es­ta­be­le­cer as ba­li­zas que nor­te­a­rão o en­ten­di­men­to do tri­bu­nal so­bre o te­ma nas elei­ções de 2018. A le­gis­la­ção per­mi­te a pro­pa­gan­da elei­to­ral so­men­te a par­tir de 15 de agos­to do ano da elei­ção e pre­vê mul­ta de r$ 5 mil a r$ 25 mil para quem vi­o­lar a res­tri­ção. o pri­mei­ro ca­so que es­tá na pau­ta é o de Bol­so­na­ro. em 21 de se­tem­bro, o TSE ini­ci­ou o jul­ga­men­to so­bre a re­ti­ra­da da in­ter­net de ví­de­os de apoio ao de­pu­ta­do flu­mi­nen­se. o mi­nis­tro Ad­mar Gon­za­ga, que ha­via so­li­ci­ta­do mais tem­po para ana­li­sar o ca­so, de­ve de­vol­ver o pe­di­do de vis­ta nos pró­xi­mos di­as. o Mi­nis­té­rio pú­bli­co elei­to­ral (Mpe) ques­ti­o­na a pu­bli­ca­ção no You­tu­be de ví­de­os que mos­tram o par­la­men­tar sen­do re­cep­ci­o­na­do em ae­ro­por­tos por sim­pa­ti­zan­tes.

para o Mpe, as gra­va­ções fa­zem “cla­ra men­ção à pre­ten­sa can­di­da­tu­ra” do de­pu­ta­do. Além de acu­sar Bol­so­na­ro de ter co­nhe­ci­men­to pré­vio das gra­va­ções e pe­dir a re­ti­ra­da do ma­te­ri­al, o Mpe quer que o de­pu­ta­do se abs­te­nha de vei­cu­lar pe­ças de con­teú­do si­mi­lar até o iní­cio do pe­río­do elei­to­ral do ano que vêm. em um dos ví­de­os, in­ti­tu­la­do “Bol­so­na­ro 2018 Va­mos jun­tos”, o nar­ra­dor fa­la em “apoi­ar o fu­tu­ro pre­si­den­te”. o de­pu­ta­do en­tão diz que “2018 es­tá mui­to lon­ge, va­mos para a rua a par­tir de ago­ra. A pre­sen­ça de to­dos aju­da­rá para mos­trar que nós não es­ta­mos a fa­vor des­sa ‘ca­na­lha­da’ que es­tá no po­der”. Úni­co a vo­tar até aqui, o re­la­tor do ca­so, mi­nis­tro Na­po­leão Nu­nes, não viu pro­pa­gan­da elei­to­ral an­te­ci­pa­da nos ví­de­os.

ACADEMIA

o ex-pre­si­den­te Lu­la tam­bém é al­vo de pro­ces­so no TSE por cau­sa da vei­cu­la­ção de ví­de­os na in­ter­net. em um de­les, in­ti­tu­la­do “ele es­tá vol­tan­do”, o pe­tis­ta apa­re­ce nu­ma academia de gi­nás­ti­ca ao som da tri­lha so­no­ra do fil­me rocky - um Lu­ta­dor, o que re­ve­la a pre­ten­são do ex-pre­si­den­te em se can­di­da­tar, de acor­do com o Mpe. “A so­ci­e­da­de mui­tas ve­zes acei­ta de um e re­pro­va o de ou­tro. Mas o juiz não po­de jul­gar as­sim. Te­mos de ver a ques­tão do pon­to de vis­ta téc­ni­co, da afron­ta ou não à nor­ma le­gal. o que in­te­res­sa para a Jus­ti­ça elei­to­ral é a in­for­ma­ção so­bre o que é per­mi­ti­do ou não por­que te­mos aí um prin­cí­pio de es­ta­tu­ra cons­ti­tu­ci­o­nal, que é a li­ber­da­de de ma­ni­fes­ta­ção po­lí­ti­ca”, afir­mou ao jor­nal o es­ta­do de S. pau­lo o mi­nis­tro Ad­mar Gon­za­ga, re­la­tor do ca­so no TSE. o Mi­nis­té­rio pú­bli­co ques­ti­o­nou tam­bém ao TSE a par­ti­ci­pa­ção de Lu­la na “inau­gu­ra­ção po­pu­lar da Trans­po­si­ção de Águas do São Fran­cis­co”, em even­to ocor­ri­do na ci­da­de de Mon­tei­ro, na pa­raí­ba, em mar­ço des­te ano. “É evi­den­te que tais de­cla­ra­ções re­ve­lam a inequí­vo­ca in­ten­ção do ex­pre­si­den­te em anun­ci­ar e pro­mo­ver a sua fu­tu­ra can­di­da­tu­ra.” para o ex-mi­nis­tro do TSE Hen­ri­que Ne­ves, com a re­du­ção no pra­zo de pro­pa­gan­da elei­to­ral e to­das as res­tri­ções, não se de­ve proi­bir a di­vul­ga­ção de atos po­lí­ti­cos na in­ter­net.

ARQUIVO

Os dois li­de­ram as pes­qui­sas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.