Cai­xa libera R$ 8,7 bi pa­ra des­tra­var cré­di­to imo­bi­liá­rio

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

aCai­xa Econô­mi­ca fe­de­ral anun­ci­ou a li­be­ra­ção de R$ 8,7 bi­lhões pa­ra des­tra­var con­tra­tos de cré­di­to imo­bi­liá­rio até 30 de no­vem­bro.

apro­va­das pe­lo ban­co, as pro­pos­tas de em­prés­ti­mo ha­bi­ta­ci­o­nal es­ta­vam pa­ra­das por fal­ta de re­cur­sos, mesmo pa­ra quem já ti­nha car­ta de cré­di­to apro­va­da. O ban­co in­for­mou que, des­de se­gun­da­fei­ra (6), es­tá dis­po­ní­vel or­ça­men­to su­ple­men­tar do FGTS pa­ra o cré­di­to imo­bi­liá­rio à pes­soa fí­si­ca e de apoio à pro­du­ção.

“Com es­sa su­ple­men­ta­ção, a Cai­xa ga­ran­te re­cur­sos su­fi­ci­en­tes pa­ra nor­ma­li­zar o rit­mo de con­tra­ta­ções do pro­gra­ma Mi­nha Ca­sa Mi­nha Vi­da pa­ra fa­mí­li­as com ren­da fa­mi­li­ar bru­ta men­sal de até R$ 4.000”, afir­mou o ban­co em no­ta. O Ban­co Cen­tral re­gis­trou 248 quei­xas so­bre a Cai­xa no pri­mei­ro se­mes­tre do ano re­la­ti­vas à de­mo­ra na li­be­ra­ção do fi­nan­ci­a­men­to, al­ta de 9% an­te os seis me­ses an­te­ri­o­res e de 2,5% so­bre igual pe­río­do de 2016. Nos úl­ti­mos me­ses, a Cai­xa anun­ci­ou uma sé­rie de res­tri­ções ao cré­di­to, co­mo a re­du­ção do li­mi­te fi­nan­ci­a­do pa­ra imó­veis usa­dos de até 70% pa­ra 50%. a re­gra pas­sou a va­ler em 25 de se­tem­bro e quem ain­da não ti­ves­se as- si­na­do o con­tra­to até es­sa da­ta já de­ve­ria se en­qua­drar no no­vo mo­de­lo.

foi o que acon­te­ceu com Ta­ti­a­na Martins, 38, con­tro­la­do­ra de pro­du­ção. Ela es­tá ven­den­do um imó­vel em São Jo­sé dos Cam­pos, e o com­pra­dor já ti­nha a car­ta de cré­di­to apro­va­da em agos­to. “En­tra­mos com to­da a do­cu­men­ta­ção e foi pa­ra aná­li­se da Cai­xa, só que nis­so en­trou se­tem­bro, mu­dou a re­gra e nos fa­la- ram que o pra­zo ex­pi­rou e en­tra­ria au­to­ma­ti­ca­men­te no no­vo li­mi­te de 50%”, con­ta. Nes­ta ter­ça-fei­ra (7), a Cai­xa afir­mou que os con­tra­tos que se­ri­am fi­na­li­za­dos pe­las agên­ci­as an­tes das no­vas me­di­das de re­du­ção das co­tas te­rão as con­di­ções man­ti­das e pror­ro­ga­das até o fim des­te mês. “as ava­li­a­ções dos imó­veis em ga­ran­tia ao cré­di­to de pes­soa fí­si­ca que ti­ve­ram sua va­li­da­de ex­pi­ra­da du­ran­te o pe­río­do de tran­si­ção se­rão re­no­va­das au­to­ma­ti­ca­men­te até o fi­nal do ano, ga­ran­tin­do a con­ti­nui­da­de dos fi­nan­ci­a­men­tos.”

O ban­co diz que a con­tra­ta­ção do cré­di­to imo­bi­liá­rio nes­te ano es­tá cer­ca de 20% su­pe­ri­or ao mesmo pe­río­do do ano pas­sa­do e que já em­pres­tou mais de R$ 72,4 bi­lhões até o mo­men­to em to­das as su­as mo­da­li­da­des.

Sem re­cur­sos, a Cai­xa pas­sou a ado­tar uma exe­cu­ção men­sal do or­ça­men­to pa­ra to­das as li­nhas de cré­di­to imo­bi­liá­rio, “com ob­je­ti­vo de cum­prir o or­ça­men­to anu­al dis­po­ní­vel até de­zem­bro”, o que tam­bém con­tri­buiu pa­ra tra­var as con­ces­sões já em cur­so.

Qu­es­ti­o­na­da, a Cai­xa ain­da não in­for­mou quan­tos con­tra­tos po­dem ser con­cluí­dos com o re­cur­so ex­tra.

CORREIO WEB

Agên­cia da Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.