Po­lí­cia pren­de pi­lo­to que le­vou lí­de­res do PCC

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

po­li­ci­ais da de­le­ga­cia es­ta­du­al de In­ves­ti­ga­ção Cri­mi­nal de Goiás (deic) não sa­bi­am, mas pren­de­ri­am na tar­de des­ta se­gun­da-fei­ra, 14, a pe­ça­cha­ve pa­ra en­ten­der a mor­te do se­gun­do prin­ci­pal che­fe do pri­mei­ro Co­man­do da Ca­pi­tal (PCC), em fe­ve­rei­ro des­te ano, no Ce­a­rá. rogério Je­re­mi­as de Si­mo­ne, o Ge­gê do Man­gue, e o com­par­sa Fabiano Al­ves de Sou­za, o pa­ca, fo­ram atraí­dos pa­ra uma área in­dí­ge­na pró­xi­ma de For­ta­le­za e exe­cu­ta­dos. Se­gun­do o Mi­nis­té­rio pú­bli­co, os dois es­ta­ri­am des­vi­an­do di­nhei­ro da fac­ção e por is­so fo­ram co­bra­dos. o pi­lo­to que trans­por­tou as ví­ti­mas e os as­sas­si­nos até o lo­cal se­ria Fe­li­pe ra­mos Mo­rais, de 31 anos, que lo­go de­pois das mor­tes, de­sa­pa­re­ceu. Tam­bém em fe­ve­rei­ro, em Aná­po­lis, a fa­mí­lia de um pi­lo­to que es­ta­va de­sa­pa­re­ci­do re­gis­trou um Bo­le­tim de ocor­rên­ci­as (Bo). os po­li­ci­ais co­me­ça­ram a in­ves­ti­gar o ca­so, que a prin­ci­pio se tra­ta­va de um de­sa­pa­re­ci­men­to. Mas de­nún­ci­as de um pi­lo­to que es­ta­ria en­vol­vi­do com o tráfico na re­gião sur­gi­ram e o cur­so da in­ves­ti­ga­ção mu­dou. Tan­to que pe­lo me­nos 12 po- li­ci­ais for­te­men­te ar­ma­dos fo­ram atrás de pis­tas do que pa­re­cia ser mais um ca­so de nar­co­trá­fi­co em Goiás, um dos es­ta­dos con­si­de­ra­dos a ro­ta pa­ra o per­cur­so das dro­gas que vêm da Bo­lí­via, Colôm­bia e pa­ra­guai – a cha­ma­da ro­ta Cai­pi­ra. “pen­sei que ia achar um pi­lo­to e aca­bei achan­do ou­tro”, con­ta, ao dia online, o ti­tu­lar da deic, Val­de­mir pereira da Sil­va. uma das pis­tas – de que um pi­lo­to que es­ta­ria tra­zen­do dro­gas do pa­ra­guai pa­ra Goiás ron­da­va o mu­ni­cí­pio tu­rís­ti­co Cal­das No­vas – le­vou à ação que en­con­trou Fe­li­pe, em um con­do­mí­nio de lu­xo. o pi­lo­to mes­mo as­su­miu que foi con­tra­ta­do pa­ra fa­zer o trans­por­te dos in­te­gran­tes da fac­ção cri­mi­no­sa. Con­for­me in­ves­ti­ga­ção da po­lí­cia ce­a­ren­se, pi­lo­to e um co­pi­lo­to te­ri­am si­mu­la­do a pa­ne de um he­li­cóp­te­ro no per­cur­so en­tre Ce­a­rá – on­de a du­pla pas­sa­va a Qu­ar­ta-fei­ra de Cin­zas com a fa­mí­lia – até a Bo­lí­via. em uma al­deia, o pou­so ter­mi­nou com Ge­gê e pa­ca mor­tos. pri­mei­ro, fo­ram tor­tu­ra­dos. de­pois, mor­tos a ti­ros. em Goiás, Fe­li­pe ra­mos Mo­rais cos­tu­ma­va se apre­sen­tar com uma Car­tei­ra Na­ci­o­nal de Ha­bi­li­ta­ção (CNH) fal­sa. ele dis­se que uti­li­za­va o do­cu­men­to fal­so pa­ra des­pis­tar homens li­ga­dos a fac­ções cri­mi­no­sas que es­ta­ri­am em sua bus­ca de­pois que ele par­ti­ci­pou das mor­tes dos in­te­gran­tes do PCC. “eles che­ga­ram a pro­cu­rar meu ad­vo­ga­do”, dis­se. Fe­li­pe res­pon­de na Jus­ti­ça por tráfico de dro­gas e não te­ria au­to­ri­za­ção pa­ra pi­lo­tar avião, con­for­me dis­se o de­le­ga­do Val­de­mir Sil­va. “Não te­nho mais in­for­ma­ções por­que são a po­lí­cia de São paulo e do Ce­a­rá que in­ves­ti­gam ele”. o cri­mi­no­so foi le­va­do pa­ra o Nú­cleo de Cus­tó­dia, on­de fi­cam cri­mi­no­sos de al­ta pe­ri­cu­lo­si­da­de. “Já fi­ze­mos a co­mu­ni­ca­ção in­for­mal às au­to­ri­da­des do Ce­a­rá e eles de­vem bus­cá-lo nos pró­xi­mos di­as”, in­for­mou, sem que­rer con­tar pa­ra a re­por­ta­gem qu­em é o pi­lo­to de­sa­pa­re­ci­do que le­vou a po­lí­cia a pren­der a peça que fal­ta­va pa­ra en­ten­der a di­nâ­mi­ca do as­sas­si­na­to de um dos mai­o­res tra­fi­can­tes do Bra­sil. “Não pos­so fa­lar. po­de atra­pa­lhar as in­ves­ti­ga­ções”, dis­se, an­tes de des­li­gar o te­le­fo­ne.

DI­VUL­GA­ÇÃO/PO­LÍ­CIA CI­VIL

Fe­li­pe Ra­mos Mo­rais, de 31 anos, pre­so em Cal­das No­vas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.