Pri­mei­ro ca­so de sa­ram­po des­de 1999

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

ASe­cre­ta­ria de Saú­de de Rondô­nia con­fir­mou ho­je (9) o pri­mei­ro ca­so de sa­ram­po no es­ta­do. Um ou­tro ca­so já tes­tou po­si­ti­vo pa­ra a do­en­ça, mas aguar­da re­sul­ta­do de con­tra­pro­va, a ser en­vi­a­do pe­la Fun­da­ção Oswal­do Cruz, pa­ra ser ofi­ci­al­men­te con­ta­bi­li­za­do. Rondô­nia não ti­nha re­gis­tros de sa­ram­po des­de 1999.

A di­re­to­ra da Agên­cia de Vi­gi­lân­cia em Saú­de do es­ta­do, Ar­le­te Bal­dez, ex­pli­cou que os pa­ci­en­tes são uma cri­an­ça de 4 me­ses que mo­ra em Por­to Ve­lho e uma mu­lher de 25 anos que vi­ve no mu­ni­cí­pio de Vi­lhe­na. Am­bas es­ti­ve­ram em Ma­naus, on­de há sur­to da do­en­ça.

“Qua­se 20 anos de­pois do úl­ti­mo re­gis­tro, sur­gem es­ses dois ca­sos de sa­ram­po, de­cor­ren­tes da epi­de­mia na Ve­ne­zu­e­la, que es­tá com flu­xo mi­gra­tó­rio pa­ra vá­ri­os paí­ses, in­clu­si­ve o Bra­sil”, dis­se. “[O ví­rus] en­trou por Ro­rai­ma, de lá, foi pa­ra o Ama­zo­nas e, ago­ra, che­gou a Rondô­nia”, com­ple­tou a di­re­to­ra.

VA­CI­NA­ÇÃO an­te­ci­pa­da

Se­gun­do Ar­le­te, a cam­pa­nha de va­ci­na­ção con­tra o sa­ram­po, pre­vis­ta pa­ra co­me­çar em agos­to, se­rá an­te­ci­pa­da no es­ta­do, com pre­vi­são de iní­cio pa­ra ama­nhã (10). A ca­pi­tal, Por­to Ve­lho, já ini­ci­ou a imu­ni­za­ção.

“So­li­ci­ta­mos ao Mi­nis­té­rio da Saú­de do­ses pa­ra an­te­ci­par a cam­pa­nha e eles res­pon­de­ram pron­ta­men­te. Va­mos dis­cu­tir com mu­ni­cí­pi­os a es­tra­té­gia de divulgação e mo­bi­li­za­ção pa­ra que a gen­te con­si­ga, no me­nor tem­po pos­sí­vel, va­ci­nar o pú­bli­co al­vo.”

O es­que­ma va­ci­nal vi­gen­te pa­ra o sa­ram­po é uma do­se da va­ci­na trí­pli­ce vi­ral aos 12 me­ses e a se­gun­da do­se da va­ci­na te­tra vi­ral aos 15 me­ses. En­tre­tan­to, em ca­sos de sur­to, al­guns es­ta­dos op­tam por ini­ci­ar a imu­ni­za­ção aos 6 me­ses. Adul­tos com idade en­tre 20 e 29 anos tam­bém de­vem re­ce­ber du­as do­ses da va­ci­na trí­pli­ce vi­ral. Já os que têm en­tre 30 e 49 anos pre­ci­sam de ape­nas uma do­se.

a Do­en­ça

O sa­ram­po é uma do­en­ça in­fec­ci­o­sa agu­da, de na­tu­re­za vi­ral, gra­ve, trans­mis­sí­vel e ex­tre­ma­men­te con­ta­gi­o­sa. Complicações in­fec­ci­o­sas con­tri­bu­em pa­ra a gra­vi­da­de do qua­dro, par­ti­cu­lar­men­te em cri­an­ças des­nu­tri­das e me­no­res de um 1 ano. Os sin­to­mas in­clu­em fe­bre al­ta aci­ma de 38,5°C; erup­ções na pe­le; tos­se; co­ri­za; con­jun­ti­vi­te; e man­chas bran­cas que apa­re­cem na mu­co­sa bu­cal, co­nhe­ci­das co­mo si­nais de Ko­plik e que an­te­ce­dem de um a dois di­as an­tes do apa­re­ci­men­to da erup­ção cu­tâ­nea.

A trans­mis­são do sa­ram­po acon­te­ce de qua­tro a seis di­as an­tes e até qua­tro di­as após o apa­re­ci­men­to do exan­te­ma. O pe­río­do de mai­or trans­mis­si­bi­li­da­de ocor­re dois di­as an­tes e dois di­as após o iní­cio da erup­ção cu­tâ­nea.

TOMAZ SILVA/AGÊN­CIA BRA­SIL

A pro­te­ção con­tra o sa­ram­po faz par­te das va­ci­nas Trí­pli­ce Vi­ral e Te­tra Vi­ral

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.