TOM­BO DO FA­CE­BO­OK É O MAI­OR DA HIS­TÓ­RIA DE WALL STRE­ET

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Aper­da de 120 bi­lhões de dó­la­res em va­lor de mer­ca­do do Fa­ce­bo­ok nes­ta quin­ta-fei­ra foi a mai­or em to­da a his­tó­ria de Wall Stre­et. O tom­bo re­cor­de foi con­sequên­cia da que­da de 19% das ações da re­de so­ci­al em ape­nas um dia. O pre­juí­zo é re­fle­xo da de­cep­ção do mer­ca­do com a divulgação do ba­lan­ço tri­mes­tral da com­pa­nhia – com cres­ci­men­to de re­cei­ta e de no­vos usuá­ri­os abai­xo do es­pe­ra­do.

Os pa­péis da em­pre­sa de Mark Zuc­ker­berg fe­cha­ram o dia co­ta­dos a 176 dó­la­res (659 re­ais). Na quar­ta, eles va­li­am 217 dó­la­res (813 re­ais).

Foi a pri­mei­ra vez que uma com­pa­nhia per­de mais de 100 bi­lhões de dó­la­res em ape­nas um dia em Wall Stre­et. Se­gun­do o si­te CNBC, as mai­o­res que­das até es­ta quin­ta ha­vi­am acon­te­ci­do du­ran­te o es­tou­ro da bo­lha da in­ter­net, em 2000. A In­tel perdeu 90,7 bi­lhões de dó­la­res e a Mi­cro­soft le­vou um tom­bo de 80 bi­lhões de dó­la­res.

Além das per­das do Fa­ce­bo­ok, Mark Zuc­ker­berg viu sua pró­pria for­tu­na di­mi­nuir. Se­gun­do a For­tu­ne, o pa­trimô­nio lí­qui­do do em­pre­sá­rio caiu 15,4 bi­lhões de dó­la­res (58 bi­lhões de re­ais) nes­ta quin­ta. Com is­so, ele acu­mu­la ago­ra 67,1 bi­lhões de dó­la­res (251 bi­lhões de re­ais) na con­ta, se tor­nan­do a sex­ta pes­soa mais ri­ca do mun­do. Até o re­la­tó­rio ser di­vul­ga­do, ele era a quar­ta.

RE­LA­TÓ­RIO FINANCEIRO

Se­gun­do re­la­tó­rio di­vul­ga­do na quar­ta, a re­cei­ta do Fa­ce­bo­ok cres­ceu no rit­mo mais len­to em qua­se três anos, avan­çan­do 14% so­bre um ano an­tes, pa­ra 13,2 bi­lhões de dó­la­res no se­gun­do tri­mes­tre. A re­de so­ci­al al­can­çou lu­cro de 5,1 bi­lhões de dó- la­res no pe­río­do, com um avan­ço de 31%.

As des­pe­sas to­tais no se­gun­do tri­mes­tre, por sua vez, su­bi­ram pa­ra 7,4 bi­lhões de dó­la­res, um cres­ci­men­to de 50% so­bre um ano an­tes.

Na ava­li­a­ção dos in­ves­ti­do­res, a re­cei­ta e o nú­me­ro de usuá­ri­os da re­de so­ci­al di­vul­ga­dos no re­la­tó­rio fi­ca­ram abai­xo das ex­pec­ta­ti­vas. Além dis­so, a em­pre­sa aler­tou pa­ra a de­sa­ce­le­ra­ção do pró­prio cres­ci­men­to e au­men­to de des­pe­sas pa­ra in­ves­tir na pri­va­ci­da­de dos usuá­ri­os e no mo­ni­to­ra­men­to de pos­ta­gens.

Com o pre­juí­zo, al­guns gran­des aci­o­nis­tas do Fa­ce­bo­ok já co­me­çam a pe­dir a de­mis­são de Zuc­ker­berg, de acor­do com o si­te es­pe­ci­a­li­za­do Bu­si­ness In­si­der.

O si­te apon­ta que o fun­do Tril­lium, que con­tro­la mais de 11 mi­lhões de dó­la­res (41 mi­lhões de re­ais) em ações do Fa­ce­bo­ok, pro­to­co­lou pro­pos­ta pa­ra mu­dar a go­ver­nan­ça cor­po­ra­ti­va da em­pre­sa, com o ob­je­ti­vo de fa­zer com que o em­pre­sá­rio aban­do­ne ao me­nos um de seus pos­tos. Na ava­li­a­ção do gru­po, ele con­cen­tra mui­to po­der ao ocu­par o car­go de CEO e tam­bém de pre­si­den­te do con­se­lho.

AGÊNCIA BRA­SIL

AGÊNCIA BRA­SIL

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.