Se­ma­na : tem­po­ra­da de ali­an­ças e de­fi­ni­ção de vi­ces

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Na re­ta fi­nal pa­ra o pra­zo das con­ven­ções, do­ze par­ti­dos vão de­fi­nir quais se­rão as es­tra­té­gi­as ado­ta­das pa­ra a cor­ri­da elei­to­ral. Pe­lo me­nos se­te de­les po­dem ofi­ci­a­li­zar a can­di­da­tu­ra ao Pla­nal­to. os ou­tros de­vem de­ci­dir se apoi­a­rão ou­tra si­gla, ou se se­guem neu­tros na dis­pu­ta. en­quan­to is­so, os pre­si­den­ciá­veis ain­da lu­tam pa­ra con­quis­tar o má­xi­mo de ali­an­ças pos­sí­veis e ga­ran­tir mai­or tem­po de rá­dio e te­vê — e as­sim sair à fren­te na dis­pu­ta pa­ra co­man­dar o Pa­lá­cio do Pla­nal­to.

as con­ven­ções de­vem ser re­a­li­za­das até 5 de agos­to. en­tre aque­les que de­vem ser ofi­ci­a­li­za­dos co­mo can­di­da­tos à pre­si­dên­cia du­ran­te a se­ma­na, es­tão: Ma­nu­e­la d’ávi­la (PCDOB), Hen­ri­que Mei­rel­les (MDB), o ex-pre­si­den­te luiz iná­cio lula da sil­va, ge­ral­do alck­min (Psdb), Ma­ri­na sil­va (re­de) e ál­va­ro di­as (Po­de­mos).

No úl­ti­mo fim de se­ma­na, a cor­ri­da ao Pla­nal­to co­me­çou a afu­ni­lar. o Psd de­sis­tiu da can­di­da­tu­ra de gui­lher­me afif do­min­gos, e o so­li­da­ri­e­da­de abriu mão de al­do re­be­lo. No sá­ba­do, o PTB tam­bém re­a­li­zou a con­ven­ção do par­ti­do. To­das as três si­glas de­ci­di­ram apoi­ar alck­min na dis­pu­ta — que já con­ta com a ali­an­ça do cen­trão (blo­co for­ma­do por dem, Pr, PP e PRB).

en­quan­to is­so, ou­tros pré-can­di­da­tos cor­rem pa­ra con­quis­tar apoio. de­pois de per­der o Pr e o PRB, Jair Bol­so­na­ro (Psl) ten­ta ca­ti­var o Pros. so­zi­nho até o mo­men­to, o ex-mi­li­tar ten­ta au­men­tar o tem­po de te­vê, que che­ga a ape­nas se­te se­gun­dos. se con­se­guir a ali­an­ça, Bol­so­na­ro po­de re­ce­ber mais 16 se­gun­dos de pro­pa­gan­da e to­ta­li­zar 23 se­gun­dos.

Já Ci­ro go­mes (PDT) ten­ta, as­sim co­mo os ou­tros, di­mi­nuir as bar­rei­ras pa­ra a es­co­lha do vi­ce. o pe­de­tis­ta tem uma agen­da vol­ta­da pa­ra reu­niões in­ter­nas com o par­ti­do. Ho­je, ele de­ve se en­con­trar com di­ri­gen­tes, em são Pau­lo, e dis­cu­tir pla­nos de go­ver­no. o im­pas­se é que ele ain­da de­pen­de de uma res­pos­ta do PSB, que não de­ci­diu se de­ve­rá apoiá-lo, se se­gui­rá o can­di­da­to in­di­ca­do pe­lo PT, ou se con­ti­nu­a­rá neu­tro — pri­o­ri­zan­do as­sim as can­di­da­tu­ras es­ta­du­ais. a de­ci­são es­ta­va pre­vis­ta pa­ra ho­je, mas a si­gla adi­ou a con­ven­ção par­ti­dá­ria pa­ra o úl­ti­mo dia do pra­zo, 5 de agos­to.

on­tem, em são Pau­lo, an­tes de um de­ba­te so­bre a si­tu­a­ção da pes­qui­sa ci­en­tí­fi­ca no país, Ci­ro su­ge­riu que te­rá par­te do PSB a seu la­do. “Não há pro­pri­a­men­te ne­go­ci­a­ções. Con­ver­sa­mos. Já adi­an­ta­mos os peões. aca­ba­mos de for­ma­li­zar o apoio ao go­ver­na­dor Ca­sa­gran­te, no es­pí­ri­to san­to, ao ro­dri­go rol­lem­berg, no dis­tri­to Fe­de­ral, a Már­cio Fran­ça, em são Pau­lo. Nós adi­an­ta­mos nos­so apoio de boa fé, es­pe­ran­do que is­so fa­ci­li­te os en­ten­di­men­tos in­ter­nos”, afir­mou o pe­de­tis­ta.

ele tam­bém fez um ace­no ao PCDOB, que dis­se ter “uma can­di­da­ta ex­tra­or­di­ná­ria, a Ma­nu­e­la d’ávi­la”. e com­ple­tou: “ela se­ria uma boa pre­si­den­ta, quan­to mais uma boa vi­ce”.

os pre­si­den­tes das si­glas de es­quer­da de­vem se reu­nir nes­ta se­ma­na pa­ra dis­cu­tir ar­ti­cu­la­ções de cam­pa­nha, em par­te co­mo res­pos­ta ao ali­nha­men­to do Cen­trão com alck­min. uma even­tu­al união não é des­car­ta­da. Com o for­ta­le­ci­men­to do tu­ca­no gra­ças às co­a­li­zões, ago­ra, os ad­ver­sá­ri­os po­lí­ti­cos de­vem dis­cu­tir pos­sí­veis ali­an­ças pa­ra che­gar ao se­gun­do tur­no das elei­ções.

“Nós es­ta­mos re­ven­do o for­ma­to de con­ver­sa. es­ta­mos achan­do que, por con­ta dos qua­dros no­vos que fo­ram apre­sen­ta­dos, é me­lhor fa­zer reu­niões bi­la­te­rais”, co­men­ta a pre­si­den­te na­ci­o­nal do PCDOB, lu­ci­a­na san­tos. ape­sar de ain­da não ter uma da­ta de­fi­ni­da pa­ra o en­con­tro, o que o par­ti­do de­fen­de é uma união en­tre a es­quer­da pa­ra a cam­pa­nha, mas a ideia ain­da não agra­dou to­das as si­glas, já que a mai­o­ria tem can­di­da­to pró­prio pa­ra con­cor­rer ao Pa­lá­cio do Pla­nal­to. até ago­ra, ape­nas o PSB não tem can­di­da­to pró­prio à pre­si­dên­cia. “o que a gen­te de­fen­de, com con­vic­ção, é unir to­dos nós”, com­ple­ta lu­ci­a­na.

a con­ven­ção do par­ti­do es­tá pre­vis­ta pa­ra quar­ta­fei­ra, com a ofi­ci­a­li­za­ção do no­me de Ma­nu­e­la. Mas, com a reu­nião, tu­do po­de mu­dar. en­quan­to is­so, o Psol ofi­ci­a­li­zou a cha­pa gui­lher­me Bou­los e sô­nia gua­ja­ja­ra. o PDT tam­bém ga­ran­tiu Ci­ro na dis­pu­ta, ain­da sem in­di- car vi­ce. e o PT con­ti­nua na ex­pec­ta­ti­va de ho­mo­lo­gar a can­di­da­tu­ra do ex-pre­si­den­te luiz iná­cio lula da sil­va.

Pa­ra o ci­en­tis­ta po­lí­ti­co an­dré Cé­sar, da Hold as­ses­so­ria Par­la­men­tar, é na­tu­ral a ten­ta­ti­va de união dos par­ti­dos de cen­tro-es­quer­da, mas to­dos eles têm uma agen­da pro­gra­má­ti­ca dis­tin­ta. “eles vão ten­tar ne­go­ci­ar, fa­zer uma pau­ta em co­mum, uma agen­da mí­ni­ma. da­da a in­cer­te­za ge­ral em tor­no das elei­ções, acho in­te­li­gen­te vo­cê ten­tar es­ta­be­le­cer um diá­lo­go mí­ni­mo. Mas é um pas­so de ca­da vez, nes­se sen­ti­do”, ava­lia.

pa­es - o ex-pre­fei­to do rio de Ja­nei­ro edu­ar­do Pa­es foi es­co­lhi­do on­tem na con­ven­ção do dem co­mo can­di­da­to do par­ti­do ao go­ver­no do es­ta­do. ele co­man­dou o exe­cu­ti­vo mu­ni­ci­pal pe­lo PMDB en­tre 2008 e 2016.

Wi­ki­pe­dia

Ma­nu­e­la Pin­to Vi­ei­ra d’ávi­la é uma jor­na­lis­ta e po­lí­ti­ca bra­si­lei­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.