GOIÁS É 1º LU­GAR NO IDEB

E ÚNI­CO ES­TA­DO A CUM­PRIR ME­TA DO EN­SI­NO MÉ­DIO

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

OMi­nis­té­rio da Edu­ca­ção di­vul­gou nes­ta se­gun­da­fei­ra (3/9) que a re­de pú­bli­ca goi­a­na é lí­der nacional do Ín­di­ce de De­sen­vol­vi­men­to da Edu­ca­ção Bá­si­ca (ideb) no En­si­no Mé­dio e no En­si­no Fun­da­men­tal ii. No En­si­no Fun­da­men­tal i, fi­cou na 2ª co­lo­ca­ção. Goiás cum­priu to­das as me­tas de cres­ci­men­to es­ta­be­le­ci­das, ten­do si­do o úni­co Es­ta­do a cum­prir a me­ta no En­si­no Mé­dio.

No En­si­no Mé­dio, a nota al­can­ça­da por Goiás foi 4,3, su­pe­ran­do a pro­je­ção do ins­ti­tu­to Nacional de Es­tu­dos e pes­qui­sas Edu­ca­ci­o­nais (inep), que era 4,2. Já no En­si­no Fun­da­men­tal ii, a mé­dia foi 5,2, ou se­ja, 0,4 a mais que o es­ti­pu­la­do (4,8). No En­si­no Fun­da­men­tal i, Goiás apre­sen­ta cres­ci­men­to de um pon­to: o inep apre­sen­tou me­ta de 5,6, mas a re­de es­ta­du­al goi­a­na fez 6,6. as pro­vas fo­ram re­a­li­za­das em 2017.

pa­ra o go­ver­na­dor Zé Eli­ton, os nú­me­ros “são resultado di­re­to de um con­jun­to de ações” que o Governo de Goiás vem apli­can­do na Edu­ca­ção. “Mas na­da disso se­ria pos­sí­vel sem o es­for­ço da co­mu­ni­da­de es­co­lar. pa­ra­béns aos di­re­to­res, pro­fes­so­res, co­or­de­na­do­res e, prin­ci­pal­men­te, aos alu­nos. O mérito é de vo­cês. Es­ta­mos sa­tis­fei­tos com os avan­ços, mas ain­da que­re­mos mais. E nos­so pa­pel é vol­tar os olhos pa­ra o fu­tu­ro. Es­ta­mos pro­pon­do mais for­ma­ção pa­ra os pro- fes­so­res, com o Mes­tra­do pro­fis­si­o­nal, e ou­tra sé­rie de in­ves­ti­men­tos vol­ta­das pa­ra os alu­nos, pa­ra que pri­o­ri­zem os es­tu­dos”.

“So­mos a me­lhor re­de pú­bli­ca do Bra­sil, gra­ças ao em­pe­nho dos pro­fes­so­res e alu­nos. É um mo­men­to his­tó­ri­co, e re­pre­sen­ta mui­to mais do que nú­me­ros. Há oi­to anos, es­ta­mos com a re­de con­so­li­da­da, na van­guar­da da Edu­ca­ção. Es­se resultado com­pro­va que te­mos uma es­tru­tu­ra mui­to efi­ci­en­te. Es­tru­tu­ra que foi mon­ta­da nos dois úl­ti­mos go­ver­nos do Mar­co­ni e Zé Eli­ton, que dá ao Es­ta­do de Goiás uma tran­qui­li­da­de com re­la­ção ao seu fu­tu­ro”, des­ta­cou o se­cre­tá­rio de Edu­ca­ção, Cultura e Es­por- te, Flá­vio pei­xo­to.

IM­POR­TÂN­CIA DO IDEB

O ideb é cal­cu­la­do de dois em dois anos, a par­tir dos da­dos so­bre apro­va­ção ob­ti­dos no Censo Es­co­lar e das mé­di­as de de­sem­pe­nho no Sis­te­ma de ava­li­a­ção da Edu­ca­ção Bá­si­ca (Sa­eb). Na úl­ti­ma se­ma­na, o MEC já ha­via di­vul­ga­do os da­dos do Sa­eb, que in­di­ca­ram a re­de pú­bli­ca goi­a­na na li­de­ran­ça nacional em apren­di­za­gem. Goiás é pri­mei­ro lu­gar em pro­fi­ci­ên­cia em Lín­gua por­tu­gue­sa e Ma­te­má­ti­ca nas du­as fa­ses do En­si­no Fun­da­men­tal (i e ii) e ter­cei­ro lu­gar no En­si­no Mé­dio no país.

O ideb é um im­por­tan­te in­di­ca­dor pa­ra ava­li­ar o de­sem­pe­nho da apren­di­za­gem no Bra­sil. a me­ta nacional é al­can­çar os ín­di­ces es­ta­be­le­ci­dos pela Or­ga­ni­za­ção pa­ra a Co­o­pe­ra­ção e De­sen­vol­vi­men­to Econô­mi­co (OCDE), cu­ja mé­dia é 6,0. Ela é com­pos­ta por 34 paí­ses e tem co­mo ob­je­ti­vo pro­mo­ver po­lí­ti­cas pú­bli­cas vol­ta­das pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to econô­mi­co e o bem-es­tar so­ci­al, pas­san­do pela Edu­ca­ção.

a par­tir dos da­dos ob­ti­dos pe­lo ideb, já é pos­sí­vel no­tar que a re­de es­ta­du­al goi­a­na está aci­ma da mé­dia da OCDE quan­do o as­sun­to é En­si­no Fun­da­men­tal i, cu­ja nota atu­al é de 6,6.

HIS­TÓ­RI­CO

Goiás apre­sen­ta his­tó­ri­co po­si­ti­vo e de cres­ci­men­to des­de 2007, ano em que o MEC ado­tou o ideb pa­ra ava­li­ar a qua­li­da­de do apren­di­za­do no Bra­sil e co­me­çou a es­ta­be­le­cer cur­vas de cres­ci­men­to. No En­si­no Fun­da­men­tal i, as me­tas fo­ram atin­gi­das cin­co ve­zes con­se­cu­ti­vas, ten- do ini­ci­a­do com nota 4,3 e sal­ta­do pa­ra 6,6, dez anos de­pois. O mes­mo ce­ná­rio é per­ce­bi­do no En­si­no Fun­da­men­tal ii. Nes­sa mo­da­li­da­de, a re­de pú­bli­ca goi­a­na avan­çou de 3,4, em 2007, pa­ra 5,2 no ano pas­sa­do.

Já no En­si­no Mé­dio, as no­tas aci­ma das me­tas do inep co­me­ça­ram a sur­gir em 2009. De lá pa­ra cá, vem su­pe­ran­do seus pró­pri­os ín­di­ces, ten­do sal­ta­do da 16ª po­si­ção, em 2011, pa­ra a li­de­ran­ça atu­al. O mai­or des­ta­que foi em 2013, quan­do a re­de es­ta­du­al de Goiás al­can­çou o to­po nacional do ideb, com 3,8 pon­tos. Já no úl­ti­mo ran­king di­vul­ga­do, em 2015, Goiás foi um dos quatro Es­ta­dos.

Star­tu­pi

Star­tu­pi

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.