ZÉ ELITON E ALCK­MIN APRE­SEN­TA PRO­POS­TAS EM GOIÁS

Brasil em Folhas - - Primeira Página -

Ogo­ver­na­dor Zé eliton (PSDB) par­ti­ci­pou em aná­po­lis de ato po­lí­ti­co ao la­do do pre­si­den­ciá­vel tu­ca­no Ge­ral­do alck­min e de to­da a cha­pa ma­jo­ri­tá­ria da co­li­ga­ção Goiás avan­ça mais. Na aber­tu­ra de seu dis­cur­so, Zé eliton agra­de­ceu a ener­gia do pú­bli­co e das li­de­ran­ças po­lí­ti­cas e can­di­da­tos que lo­ta­ram o es­pa­ço stil­lus Hall, na re­cep­ção a alck­min. “es­sa ener­gia trans­bor­da, é a on­da azul che­gan­do em ca­da can­to des­te es­ta­do”, co­me­mo­rou.

Ele res­sal­tou que a cam­pa­nha es­tá co­me­çan­do um mo­men­to mui­to im­por­tan­te, quan­do as pes­so­as es­tão “vol­tan­do o olhar pa­ra as elei­ções”. o go­ver­na­dor su­bli­nhou a im­por­tân­cia de aná­po­lis: “es­sa ci­da­de é a for­ça mo­triz do es­ta­do de Goiás, é a pu­jan­ça, a ca­pi­tal in­dus­tri­al do es­ta­do. aqui se ge­ra em­pre­gos que me­lho­ram a vi­da das pes­so­as. apon­ta Goiás pa­ra o fu­tu­ro, a par­tir de in­ves­ti­men­tos só­li­dos, mas, prin­ci­pal­men­te, da po­pu­la­ção que aqui vi­ve e tra­ba­lha”.

Lem­brou que ali nas­ceu a UEG e a ci­da­de é re­fe­rên­cia em qua­li­da­de de vi­da. “Ho­je ve­nho aqui pa­ra re­a­fir­mar meus com­pro­mis­sos com aná­po­lis. te­mos uma sé­rie de con­quis­tas fei­tas, mas pa­ra fren­te é que se an­da”, as­se­gu­rou. ci­tou o no­vo Daia, um pe­di­do do pre­fei­to e da as­so­ci­a­ção co­mer­ci­al e in­dus­tri­al de aná­po­lis que tem o ob­je­ti­vo de “tra­zer mais em­pre­sas, ge­ran­do em­pre­gos pa­ra o mu­ni­cí­pio de aná­po­lis”.

Se­gun­do ele, o go­ver­no es­tá trans­fe­rin­do re­cur­sos pa­ra o mu­ni­cí­pio e ga­ran­tiu que vai con­ti­nu­ar am­pli­an­do ações “pa­ra que Goiás con­ti­nue a ser o pri­mei­ro es­ta­do em edu­ca­ção do Bra­sil”, co­mo o mes­tra­do Pro­fis­si­o­nal pa­ra os pro­fes­so­res da re­de es­ta­du­al. Pa­ra­be­ni­zou o pre­fei­to roberto Na­ves (PTB) por sua gran­de ges­tão, que, com de­ter­mi­na­ção, “jun­to com mar­co­ni e co­nos­co, con­se­guiu res­ga­tar a ci­da­de de aná­po­lis pa­ra um no­vo pa­drão de de­sen­vol­vi­men­to”, se­guin­do uma tra­je­tó­ria ini­ci­a­da por ou­tros pre­fei­tos, co­mo João Go­mes (PSDB).

O go­ver­na­dor pe­diu vo­tos pa­ra os can­di­da­tos a de­pu­ta­do da co­li­ga­ção e pa­ra os can­di­da­tos ao se­na­do, mar­co­ni Pe­ril­lo e lú­cia Vâ­nia, “que se­rão es­teio do pre­si­den­te alck­min e a for­ça de Goiás lá no se­na­do”. Pe­diu a elei­ção de alck­min, ao lem­brar que “to­dos te­mos com­pro­mis­so com o país” e pa­ra que “o Bra­sil re­en­con­tre o ca­mi­nho do de­sen­vol­vi­men- to e do pro­gres­so”.

As­si­na­lou que “o Bra­sil pre­ci­sa vol­tar a se de­sen­vol­ver, pa­ra dar em­pre­go pa­ra o povo” e “o di­rei­to de so­nhar com um fu­tu­ro me­lhor”, acres­cen­tan­do que que ele trans­for­mou são Pau­lo “for­ça mo­triz do Bra­sil, co­mo é aná­po­lis pa­ra Goiás” e que os pau­lis­tas o ele­ge­ram qua­tro ve­zes. lem­brou ain­da que o pro­gra­ma UEG em re­de foi ins­pi­ra­do em pro­gra­ma cri­a­do no go­ver­no do pau­lis­ta, com os mes­mos ob­je­ti­vos. “te­mos as­pi­ra­ções co­muns e in­ter­câm­bio de esperança”, dis­se. “si­ga em fren­te, o Bra­sil tem esperança em vo­cê”, dis­se a alck­min.

Ge­ral­do alck­min dis­se que Zé eliton é um “gran­de go­ver­na­dor” e que se­rá re­e­lei­to. afir­mou que nos anos co­mo vi­ce de mar­co­ni zé eliton foi “o co­pi­lo­to de um gran­de co­man­dan­te” e que es­tá pre­pa­ra­do, e “pron­to pa­ra ser re­e­lei­to”. as­se­gu­ran­do que ele, co­mo mé­di­co, tem “olho clínico”, dis­se que eliton “é uma pes­soa sim­ples, hu­mil­de”, com cre­den­ci­ais de “um ver­da­dei­ro gran­de ho­mem, com a hu­mil- da­de, com a sim­pli­ci­da­de pa­ra en­ten­der as qu­es­tões do povo”. res­sal­tou a im­por­tân­cia da pre­sen­ça de mu­lhe­res na po­lí­ti­ca, pa­ra me­lho­rá-la, e se re­fe­riu elo­gi­an­do ra­quel tei­xei­ra co­mo can­di­da­ta a vi­ce de eliton, as­sim co­mo ele tem a se­na­do­ra ana amé­lia co­mo vi­ce.

PRES­TÍ­GIO

Alck­min dis­se que es­ta­va co­me­çan­do a cam­pa­nha com o pé di­rei­to em aná­po­lis, com o en­tu­si­as­mo dos ana­po­li­nos, em uma das gran­des e me­lho­res ci­da­des bra­si­lei­ras, gran­de polo in­dus­tri­al, de de­sen­vol­vi­men­to, de em­pre­go. o can­di­da­to pro­me­teu tra­ba­lhar jun­to com as li­de­ran­ças goi­a­nas pa­ra le­var mais em­pre­sas, mais em­pre­go e de­sen­vol­vi­men­to. “Vo­cês es­tão na me­lhor es­qui­na do Bra­sil, no me­lhor pon­to lo­gís­ti­co”, dis­se, pro­me­ten­do que “o trem vai api­tar em aná­po­lis” e que a ci­da­de te­rá um gran­de ae­ro­por­to pa­ra “li­gar aná­po­lis com o mun­do”, pre­ven­do que “Goiás vai li­de­rar” o cres­ci­men­to que ele quer tra­zer de vol­ta ao Bra­sil. fa­lou tam­bém de outras pro­pos­tas, co­mo uma Guar­da Na­ci­o­nal per­ma­nen­te no com­ba­te ao cri­me or­ga­ni­za­do e mais in­ves­ti­men­tos na saú­de.

As li­de­ran­ças ana­po­li­nas e da ba­se se sen­ti­ram pres­ti­gi­a­das com a pre­sen­ça do pre­si­den­ciá­vel. o de­pu­ta­do fe­de­ral e pre­si­den­te do PTB, Jo­vair aran­tes, dis­se, ao che­gar ao even­to, que a pre­sen­ça de Ge­ral­do alck­min em aná­po­lis mos­tra o res­pei­to do pre­si­den­ciá­vel pe­la ci­da­de. “mos­tra que a ci­da­de es­tá in­se­ri­da no con­tex­to da dis­cus­são de qual­quer pro­ces­so po­lí­ti­co do Bra­sil”, sen­ten­ci­ou. o pre­fei­to roberto Na­ves (PTB) tam­bém res­sal­tou a im­por­tân­cia da reu­nião: “Um even­to que en­gran­de­ce mui­to a nos­sa ci­da­de, que é mui­to im­por­tan­te e que na ver­da­de es­tá re­cu­pe­ran­do o sta­tus po­lí­ti­co que sem­pre te­ve em Goiás”. João Go­mes (PSDB), ex-pre­fei­to, dis­cur­sou que o even­to foi im­por­tan­te pa­ra mos­trar “a for­ça do 45” em Goiás e no Bra­sil. “o par­ti­do é for­ma­do por gen­te que gos­ta de gen­te, pre­pa­ra­dos pa­ra cui­dar de gen­te”, ob­ser­vou.

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.