Emol­du­re o vi­su­al

Cabelo e Visual Especial - - Sempre Linda -

As fran­jas são char­mo­sas e dei­xam o cor­te de ca­be­lo mais mar­can­te

Ra­di­ca­li­zar com o com­pri­men­to ou com a co­lo­ra­ção dos fi­os é uma de­ci­são di­fí­cil pa­ra mui­tas mu­lhe­res, mes­mo pa­ra aque­las que que­rem mu­dar o vi­su­al. Cor­tar a fran­ja, no en­tan­to, é uma óti­ma for­ma de dar ou­tra apa­rên­cia à ca­be­lei­ra, tem ma­nu­ten­ção prá­ti­ca e, além dis­so, ajuda a dis­far­çar al­guns anos da ida­de. An­tes de in­ves­tir em uma cor­ti­ni­nha, co­nhe­ça os es­ti­los que es­tão em al­ta!

É um ti­po pe­sa­do, que co­me­ça no cen­tro da ca­be­ça, na di­re­ção das pon­tas das ore­lhas, e cria vo­lu­me na parte fron­tal do ros­to. Com­bi­na com o cor­te cha­nel e com mu­lhe­res jo­vens. O se­gre­do é re­pi­car as pon­tas da fran­ja pa­ra ga­ran­tir um cai­men­to me­lhor.

Ide­al pa­ra mu­lhe­res des­co­la­das, o mo­de­lo re­me­te a um vi­su­al das dé­ca­das de 1950 e 1960. Por ser mais cur­ta e des­fi­a­da, es­se es­ti­lo cai bem em ca­be­lo li­so. Evi­te se vo­cê tem mais de 40 anos, pois a cor­ti­ni­nha po­de in­fan­ti­li­zar o lo­ok de for­ma ne­ga­ti­va.

Fei­ta com a pon­ta da te­sou­ra, re­sul­ta em um vi­su­al sem­pre atu­al. “Tem uma ba­se re­don­da e é fei­ta com pou­co ca­be­lo”, co­men­ta Wilson Eli­o­do­rio, hairsty­list de São Pau­lo. Pa­ra não er­rar, a dica é dei­xar as la­te­rais da cor­ti­ni­nha mais lon­gas.

Fi­os ca­che­a­dos e cres­pos podem se be­ne­fi­ci­ar com es­te mo­de­lo, que é lon­go e fá­cil de fi­na­li­zar. “Gos­to de de­ter­mi­nar o com­pri­men­to com a te­sou­ra de pi­co­te, tor­cen­do a pon­ta pa­ra o la­do in­ver­so do cai­men­to es­pe­ra­do. En­tão, de­fi­no o re­pi­ca­do e eli­mi­no pon­tas mui­to fi­nas”, es­cla­re­ce Wilson Eli­o­do­rio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.