DE ENCHER OS OLHOS

De­co­rar com ob­je­tos sol­tos é um de­sa­fio pa­ra a or­ga­ni­za­ção, mas va­le a pe­na

Casa Arrumada - - Índice - Tex­to Laís Ro­dri­gues | De­sign An­ge­la A. So­a­res

De­co­rar com ob­je­tos sol­tos é um de­sa­fio pa­ra a or­ga­ni­za­ção, mas va­le a pe­na........

Oa­bun­dan­te e pro­cu­rar, ao má­xi­mo, dei­xar os es­pa­ços bem am­plos”.

Es­tan­te ar­ru­ma­da

Pa­ra evi­tar que a sa­la fi­cas­se mui­to fria, uma es­tan­te de­co­ra­ti­va foi acres­cen­ta­da. “A de­co­ra­ção de uma es­tan­te des­se gê­ne­ro po­de ser bem com­pli­ca­da, por­que é pre­ci­so cui­dar pa­ra não re­pe­tir de­mais os ele­men­tos. Os li­vros fo­ram uma par­te mui­to im­por­tan­te: com­pra­mos em um se­bo di­ver­sos exem­pla­res an­ti­gos, de li­te­ra­tu­ra bra­si­lei­ra, com ca­pa de cou­ro”, ex­pli­ca.

“Evi­te usar mui­tos aca­ba­men­tos di­fe­ren­tes na ba­se do am­bi­en­te, pois sa­las têm mui­tos mó­veis sol­tos e, se não cui­dar­mos, po­de­re­mos ter ele­men­tos em ex­ces­so”, de­fen­de Thi­a­go

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.