Evi­te es­ses há­bi­tos

Cui­dar dos ca­be­los é tam­bém pre­ser­var a saú­de de­les di­a­ri­a­men­te!

Chanel and Curtos - - Índice - Tex­to: Ya­ra Lom­bar­di/Co­la­bo­ra­do­ra | De­sign: Mary El­len Ma­cha­do

Es­tar com ca­be­los bo­ni­tos e sau­dá­veis re­quer aten­ção no co­ti­di­a­no e, no ca­so dos fi­os ta­ma­nho P, to­do cui­da­do é pou­co pa­ra man­ter a saú­de em dia. É pre­ci­so aten­ção pa­ra não er­rar a mão nos há­bi­tos diá­ri­os. Por is­so, fi­que aten­ta às di­cas da hairsty­list Ro­sân­ge­la Ro­cha.

Tem­pe­ra­tu­ra equi­li­bra­da

“Com as bai­xas tem­pe­ra­tu­ras, um ba­nho qu­en­te pa­re­ce ser uma ex­ce­len­te op­ção. O que mui­tas pes­so­as não sa­bem é que a água com tem­pe­ra­tu­ras mui­to ele­va­das es­ti­mu­la a ole­o­si­da­de e dei­xa as cu­tí­cu­las dos fi­os aber­tas ou até que­bra­das”, ex­pli­ca a hairsty­list. Ela ga­ran­te que, pa­ra evi­tar da­nos mai­o­res, a água de­ve es­tar em uma tem­pe­ra­tu­ra mor­na pa­ra fria.

Cabelo pre­so,

só se­co!

Ou­tro er­ro co­mum em re­la­ção à la­va­gem dos ca­be­los é so­bre pren­dê­los mo­lha­dos. Pa­ra dei­xar o dia a dia mais prá­ti­co, la­var e pren­der os fi­os pa­re­ce uma boa op­ção, mas Ro­sân­ge­la as­se­gu­ra que is­so não de­ve ser fei­to: “Dei­xá-lo pre­so ou dor­mir com os fi­os mo­lha­dos umi­di­fi­ca o cou­ro ca­be­lu­do, fa­zen­do com que eles fi­quem que­bra­di­ços”.

Tes­te de me­cha

Es­co­va pro­gres­si­va, re­la­xa­men­to, ali­sa­men­to e co­lo­ra­ção são al­guns dos procedimentos quí­mi­cos que mui­tas mu­lhe­res ado­tam pa­ra os fi­os. Não há pro­ble­ma em re­a­li­zá-los, mas a hairsty­list ga­ran­te que é im­por­tan­te fa­zer um tes­te pré­vio nas ma­dei­xas: “An­tes de qual­quer pro­ces­so que en­vol­va pro­du­tos que pos­sam ser no­ci­vos aos fi­os, é ne­ces­sá­rio fa­zer o ‘tes­te de me­cha’. Com ele, é pos­sí­vel sa­ber se os ca­be­los es­tão sau­dá­veis ou não pa­ra re­ce­ber a quí­mi­ca”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.