O PA­PEL DA IDADE

Ciencia em foco - - TEMPO -

Em uma vi­a­gem, é co­mum que as cri­an­ças fi­quem an­si­o­sas e per­gun­tem a ca­da mi­nu­to “vai de­mo­rar mui­to pa­ra che­gar?”. E não é cul­pa de­las! Em 1897, o fran­cês Paul Ja­net for­mu­lou sua te­o­ria: na me­di­da em que en­ve­lhe­ce­mos, te­mos a sen­sa­ção de que o tem­po pas­sa mais rá­pi­do. Pa­ra en­ten­der es­sa afir­ma­ção, a con­ta é sim­ples.

A es­ca­la é de 1:100. Pa­ra um be­bê de um ano, es­se pe­río­do sig­ni­fi­ca 100% da sua vi­da; com dois anos, 50% e as­sim su­ces­si­va­men­te. En­tão, con­for­me uma pes­soa en­ve­lhe­ce, um ano sig­ni­fi­ca ca­da vez me­nos pa­ra ela, con­se­quen­te­men­te, pas­sa mais rá­pi­do. Pa­ra uma cri­an­ça, a se­ma­na que ela es­pe­ra pa­ra re­ce­ber o pre­sen­te de Na­tal re­pre­sen­ta um tem­po mui­to mais lon­go do que pa­ra um adul­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.