Previsão é de que elei­ção cus­te mais es­te ano

Correio da Bahia - - Mais -

A elei­ção de 2016 na Bahia vai cus­tar mais ca­ro aos co­fres pú­bli­cos se com­pa­ra­da com a es­co­lha do exe­cu­ti­vo e le­gis­la­ti­vo mu­ni­ci­pal de 2012. Há qua­tro anos, o cus­to to­tal da elei­ção, por elei­tor, foi de R$ 2,47. Es­te ano, a es­ti­ma­ti­va é de que ca­da ci­da­dão cus­te R$ 3,10, de acor­do com o Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Elei­to­ral da Bahia (TRE). Se­gun­do da­dos di­vul­ga­dos pe­lo ór­gão, a elei­ção de 2012 cus­tou, ao to­do, R$ 24,9 mi­lhões, en­quan­to a des­te ano te­rá cus­to to­tal de R$ 32,7 mi­lhões.

Em 2016, hou­ve uma re­du­ção nas des­pe­sas com pes­so­al e en­car­gos, que pas­sou de R$ 12.259,829 mi­lhões, em 2012, pa­ra R$ 8.585,114, em 2016. No en­tan­to, foi re­gis­tra­do um cres­ci­men­to no cus­to com Des­pe­sas Cor­ren­tes, que pas­sou de R$ 10.110,122 pa­ra R$ 10.570,085.

Ain­da se­gun­do o TRE, a Bahia é o 4º mai­or co­lé­gio elei­to­ral do país, com 7,3% dos elei­to­res. Os bai­a­nos fi­cam atrás ape­nas de São Pau­lo (22,7%), Mi­nas Ge­rais (10,9%) e Rio de Ja­nei­ro (8,6%). No país, mi­li­ta­res vão dar apoio lo­gís­ti­co e con­tri­buir pa­ra ga­ran­tir a se­gu­ran­ça na vo­ta­ção e apu­ra­ção.

A re­gião Nor­des­te con­ta­rá com re­for­ço de 5,3 mil mi­li­ta­res da Ma­ri­nha, do Exér­ci­to e da Ae­ro­náu­ti­ca. Es­se efe­ti­vo se­rá em­pre­ga­do nos es­ta­dos do Rio Gran­de do Nor­te, Pa­raí­ba, Ma­ra­nhão, Ser­gi­pe, Pi­auí e Ala­go­as.

Ou­tros 3 mil mi­li­ta­res de­vem fi­car de pron­ti­dão. O cus­to es­ti­ma­do da ope­ra­ção é R$ 23 mi­lhões, que se­rão pa­gos pe­lo Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE).

As For­ças Ar­ma­das de­vem em­pre­gar cer­ca de 25 mil mi­li­ta­res em 485 lo­ca­li­da­des de 16 es­ta­dos bra­si­lei­ros. Des­se to­tal, 102 lo­ca­li­da­des re­ce­be­rão apoio lo­gís­ti­co pa­ra o trans­por­te de ma­te­ri­al e pes­so­al, co­mo as ur­nas elei­to­rais e fun­ci­o­ná­ri­os dos tri­bu­nais elei­to­rais, em lo­cais de aces­so re­mo­to.

Na Bahia, pa­ra ga­ran­tir a se­gu­ran­ça du­ran­te a elei­ção, a Po­lí­cia Mi­li­tar mon­tou um es­que­ma de re­for­ço do po­li­ci­a­men­to. Se­rão 27 mil po­li­ci­ais em to­do o es­ta­do, sen­do 10 mil ape­nas em Sal­va­dor e Re­gião Me­tro­po­li­ta­na. Não foi in­for­ma­do o va­lor da ope­ra­ção. O Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Elei­to­ral da Bahia (TRE-BA), por meio da Es­co­la Ju­di­ciá­ria Elei­to­ral (EJE-BA), dis­po­ni­bi­li­zou a Car­ti­lha pa­ra o Po­li­ci­al Mi­li­tar, com as con­du­tas que os pro­fis­si­o­nais de­ve­rão ado­tar. Uma das re­gras apre­sen­ta­das es­ta­be­le­ce que o po­li­ci­a­men­to de­ve­rá man­ter-se afas­ta­do cem me­tros da se­ção elei­to­ral, não po­den­do apro­xi­mar-se ou en­trar no lo­cal de vo­ta­ção sem a or­dem do pre­si­den­te da me­sa re­cep­to­ra de vo­tos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.