O mes­mo fil­me

Correio da Bahia - - Esporte - Fer­nan­da Va­re­la fer­nan­da.va­re­la@re­de­bahia.com.br

Um dos que­si­tos bá­si­cos pa­ra al­can­çar um aces­so à pri­mei­ra di­vi­são é so­mar pon­tos - den­tro e fo­ra de ca­sa, ló­gi­co. E é aí que o Bahia pe­ca. On­tem, no Es­tá­dio do Ca­fé, o tri­co­lor fa­lhou no­va­men­te ao per­der pa­ra o Lon­dri­na, ad­ver­sá­rio di­re­to pe­lo aces­so, por 1x0.

Em ca­sa, o Bahia os­ten­ta a me­lhor campanha da Sé­rie B. Fo­ra, o ce­ná­rio é pa­vo­ro­so. Um dos pi­o­res vi­si­tan­tes, o tri­co­lor ven­ceu ape­nas dois dos 15 jo­gos que dis­pu­tou, em­pa­tou cin­co e per­deu oi­to. Pi­or que o Bahia, só Pay­san­du e três ti­mes que bri­gam con­tra o re­bai­xa­men­to: Bra­gan­ti­no, Tu­pi e Sam­paio Cor­rêa.

O pri­mei­ro tem­po pas­sou lon­ge de ar­ran­car um sor­ri­so do tor­ce­dor tri­co­lor. Lo­go aos se­te mi­nu­tos, o bal­de de água fria. Zé Rafael co­brou fal­ta e An­der­son, em po­si­ção ir­re­gu­lar, ca­be­ce­ou no fun­do do gol. Só que gol só se tor­na ir­re­gu­lar qu­an­do al­gum dos ár­bi­tros per­ce­be, o que não acon­te­ceu. Azar do Bahia.

De­pois do ba­que, pou­ca re­a­ção. O Bahia só che­gou com pe­ri­go uma vez, aos 15, qu­an­do Re­na­to Ca­já cru­zou na área e Her­na­ne des­per­di­çou. Por ou­tro la­do, o ti­me man­dan­te obri­gou Mu­ri­el a ser o no­me do jo­go, com lin­das de­fe­sas.

O Bahia foi pa­ra o in­ter­va­lo com uma mis­são: que­brar um ta­bu. O tri­co­lor ain­da não con­se­guiu uma vi­ra­da nes­ta Sé­rie B. Mas nem sem­pre mis­são da­da é mis­são cum­pri­da.

Com um de­sem­pe­nho abai­xo da mé­dia em cam­po, o Es­qua­drão le­vou um su­fo­co nos pri­mei­ros mi­nu­tos da se­gun­da eta­pa e qu­a­se to­ma o se­gun­do gol com Zé Rafael.

Gu­to ten­tou. Ti­rou Ju­ni­nho e co­lo­cou Re­nê Jú­ni­or. Sa­cou Edi­gar Ju­nio pa­ra a en­tra­da de Ré­gis e bo­tou Vic­tor Ran­gel na va­ga de Mi­sa­el. As mu­dan­ças dei­xa­ram o ti­me mais ofen­si­vo, mas o gol não veio.

Com o re­sul­ta­do, o tri­co­lor per­deu a chan­ce de en­trar no G4 e, os 58 tor­ce­do­res que fo­ram ao es­tá­dio tor­cer pe­lo ti­me, dei­xa­ram o lo­cal com o gos­to amar­go da der­ro­ta. Sem açú­car, sem afe­to, sem gol, sem na­da. Azar do Bahia, que vol­ta a cam­po nes­se do­min­go pa­ra en­ca­rar o Tu­pi, às 19h30, na Fon­te No­va. Lon­dri­na Mar­ce­lo Ran­gel; Lu­cas Ra­mon, Ever­ton Se­na, Mar­con­des e Léo; Ger­ma­no, Fil­li­pe Sout­to, An­der­son (Rafael Ga­va) e Zé Rafael (Ron­di­nelly); Jô e Keir­ri­son (Alis­son Sa­fi­ra) Téc­ni­co Cláudio Ten­ca­ti

Bahia Mu­ri­el, Edu­ar­do, Tiago, Jack­son e Moi­sés; Luiz An­to­nio, Ju­ni­nho (Re­nê Jú­ni­or) e Re­na­to Ca­já; Mi­sa­el (Vic­tor Ran­gel), Edi­gar Ju­nio (Ré­gis) e Her­na­ne Téc­ni­co Gu­to Fer­rei­ra

Es­tá­dio Es­tá­dio do Ca­fé

Gol An­der­son, aos 7 mi­nu­tos do 1º tem­po

Car­tão ama­re­lo Fil­li­pe Sout­to (Lon­dri­na); Luiz An­to­nio, Moi­sés, Mi­sa­el e Ré­gis (Bahia) Pú­bli­co 6.368 pa­gan­tes

Ren­da R$ 132.407,00

Ár­bi­tro An­to­nio Dib Mo­ra­es(PI), au­xi­li­a­do por Ro­gé­rio de Oli­vei­ra Bra­ga (PI) e Fran­cis­co Nu­ris­man Machado (PI)

Tri­co­lor vacila, per­de mais uma fo­ra de ca­sa e cai pa­ra o sé­ti­mo lu­gar

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.