24h Po­lí­cia apu­ra se mo­to­ris­ta foi agre­di­do por ban­do

Correio da Bahia - - Bahia - AMAN­DA PALMA, GIL SAN­TOS E ALE­XAN­DRO MOTA

JD. SAN­TO INÁ­CIO O mo­to­ris­ta Ri­car­do San­tos Sou­za, 33 anos, que foi es­pan­ca­do e rou­ba­do, na tar­de de an­te­on­tem, no Jar­dim San­to Iná­cio, não era mo­to­ris­ta do Uber, se­gun­do a Po­lí­cia Ci­vil. A co­o­pe­ra­ti­va de tá­xis Cos­me e Da­mião con­fir­mou que a ví­ti­ma tra­ba­lha co­mo ta­xis­ta des­de o dia 13 de ju­lho. A in­for­ma­ção de que Ri­car­do atu­a­va pa­ra o apli­ca­ti­vo ti­nha si­do pas­sa­da por tes­te­mu­nhas à Po­lí­cia Mi­li­tar no dia do cri­me. A po­lí­cia ain­da não des­car­tou ne­nhu­ma li­nha de in­ves­ti­ga­ção, mas acre­di­ta que tra­fi­can­tes do Jar­dim San­to Iná­cio te­nham con­fun­di­do a ví­ti­ma com al­gu­ma ame­a­ça ou de­sa­fe­to. A ver­são é que tra­fi­can­tes da área te­ri­am es­tra­nha­do a pre­sen­ça do car­ro no bair­ro e fo­ram ques­ti­o­nar o mo­to­ris­ta, que aca­bou es­pan­ca­do e te­ve o car­ro rou­ba­do. Em en­tre­vis­ta ao COR­REIO, o ma­jor Sou­za Fer­rei­ra, co­man­dan­te da 48ª Com­pa­nhia In­de­pen­den­te de Po­lí­cia Mi­li­tar (CIPM/Sus­su­a­ra­na), re­la­ta que uma de su­as equi­pes pas­sa­va pe­la rua prin­ci­pal do Jar­dim San­to Iná­cio quan­do avis­tou os sus­pei­tos, que, se­gun­do ele, se­ri­am os res­pon­sá­veis pe­la agres­são. “Eram uns oi­to ho­mens, que co­me­ça­ram a ati­rar con­tra a guar­ni­ção e hou­ve per­se­gui­ção. Eles en­tra­ram em um be­co e, em se­gui­da, avis­ta­mos o mo­to­ris­ta mui­to le­si­o­na­do. Per­de­mos os ban­di­dos pa­ra pres­tar so­cor­ro à ví­ti­ma”, afir­mou o ma­jor. Ele dis­se tam­bém que su­põe que o gru­po se­ja mai­or, já que par­te de­le te­ria le­va­do o car­ro do mo­to­ris­ta. Ain­da de acor­do com o ma­jor, os sus­pei­tos cor­re­ram em di­re­ção à co­mu­ni­da­de do Ge­ni­pa­pei­ro, já pró­xi­mo ao bair­ro da Ma­ta Es­cu­ra. A re­gião era co­man­da­da por um tra­fi­can­te co­nhe­ci­do co­mo Ra­to Bran­co, que foi mor­to em con­fron­to com a Po­lí­cia Mi­li­tar em agos­to des­te ano. O Voya­ge bran­co que foi rou­ba­do ain­da não ti­nha si­do lo­ca­li­za­do on­tem. A po­lí­cia aguar­da a re­cu­pe­ra­ção da ví­ti­ma, que con­ti­nu­a­va in­ter­na­da on­tem no Hos­pi­tal Ge­ral do Es­ta­do (HGE), pa­ra ou­vi-la. Por con­ta dos fe­ri­men­tos na bo­ca, Ri­car­do es­tá com di­fi­cul­da­de de fa­lar. A 11ª De­le­ga­cia (Tan­cre­do Ne­ves), res­pon­sá­vel pe­lo ca­so, es­tá em bus­ca de ima­gens do lo­cal e tam­bém ou­vi­rá ho­je fa­mi­li­a­res do ta­xis­ta e o do­no da co­o­pe­ra­ti­va, pa­ra ob­ter mais in­for­ma­ções so­bre a ví­ti­ma. Os in­ves­ti­ga­do­res con­fir­ma­ram que Ri­car­do lo­ca­va um veí­cu­lo Cor­sa na co­o­pe­ra­ti­va de tá­xi, mas ain­da não tem in­for­ma­ções de on­de es­tá es­se car­ro. On­tem, mo­to­ris­tas do Uber fi­ze­ram uma ma­ni­fes­ta­ção na se­de da em­pre­sa, na ca­pi­tal, pa­ra co­brar mais se­gu­ran­ça e mu­dan­ças na for­ma co­mo é fei­to o ca­das­tro de no­vos cli­en­tes. Uma co­mis­são foi re­ce­bi­da por di­ri­gen­tes do Uber, que, pro­cu­ra­da pe­lo COR­REIO, não co­men­tou so­bre o re­sul­ta­do do en­con­tro. O se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal de Mo­bi­li­da­de Ur­ba­na (Se­mob), Fábio Mota, in­for­mou que o ór­gão abriu um pro­ce­di­men­to pa­ra apu­rar o ca­so. Ri­car­do es­tá re­gis­tra­do no ca­das­tro da Se­mob co­mo ta­xis­ta. Os res­pon­sá­veis pe­la co­o­pe­ra­ti­va fo­ram aci­o­na­dos pe­la secretaria pa­ra pres­tar es­cla­re­ci­men­tos so­bre o ca­so. Até on­tem,

110 car­ros do Uber ti­nham si­do apre­en­di­dos pe­la pre­fei­tu­ra.

Mo­to­ris­tas do apli­ca­ti­vo Uber pro­tes­tam na se­de da em­pre­sa na Pi­tu­ba

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.