Bra­si­lei­ro tem me­nos me­do do de­sem­pre­go

Correio da Bahia - - Economia -

PES­QUI­SA O bra­si­lei­ro co­me­ça a dar si­nais de que ava­lia que o pi­or da cri­se já pas­sou. O Ín­di­ce de Me­do do De­sem­pre­go (IMD), me­di­do pe­la Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal da In­dús­tria (CNI), atin­giu, em se­tem­bro, 61,2 pon­tos. O re­sul­ta­do, anun­ci­a­do on­tem, se­gue aci­ma da mé­dia his­tó­ri­ca, de 48,2 pon­tos, mas re­pre­sen­ta uma que­da de 6,7 pon­tos em re­la­ção ao da­do an­te­ri­or, de ju­nho, e um re­cuo de 3,9 pon­tos an­te se­tem­bro de 2015. Quan­to mai­or o ín­di­ce, mai­or o me­do da po­pu­la­ção em per­der o emprego. De acor­do com a CNI, o me­do de de­sem­pre­go é mai­or en­tre os en­tre­vis­ta­dos com ren­da fa­mi­li­ar mais bai­xa (67,9 pon­tos até dois sa­lá­ri­os mí­ni­mos). En­tre aque­les com ren­da su­pe­ri­or a cin­co sa­lá­ri­os mí­ni­mos (mais de R$ 4,4 mil), o IMD foi de 49,8 pon­tos em se­tem­bro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.