EN­TRE­VIS­TA PAU­LO TEI­XEI­RA, DI­RE­TOR-GE­RAL DE AÇÕES EDUCATIVAS DO PRO­CON-BA

Correio da Bahia - - Mais -

Quan­do o as­sun­to é a ina­dim­plên­cia nas es­co­las, são di­ver­sas as ques­tões re­la­ci­o­na­das ao que, tan­to a ins­ti­tui­ção e os res­pon­sá­veis pe­lo es­tu­dan­te po­dem ou de­vem fa­zer. A si­tu­a­ção é de­li­ca­da, já que ao mes­mo tem­po em que a es­co­la pre­ci­sa ar­car com os in­ves­ti­men­tos ne­ces­sá­ri­os pa­ra se man­ter – que não são bai­xos, os pais que es­tão nes­ta si­tu­a­ção pro­va­vel­men­te es­tão pas­san­do por al­gum ti­po de di­fi­cul­da­de fi­nan­cei­ra. Di­re­tor-ge­ral de ações educativas do Pro­con-BA, Pau­lo Tei­xei­ra ex­pli­ca quais são os di­rei­tos e os de­ve­res dos pais e das es­co­las na ho­ra de co­brar e pa­gar es-

Não. O es­tu­dan­te não po­de so­frer

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.