Ban­co de len­ços aju­da a re­cu­pe­rar a au­to­es­ti­ma

Correio da Bahia - - Mais - Car­men Vas­con­ce­los car­men.vas­con­ce­los@re­de­bahia.com.br

A mo­de­lo Flá­via Flo­res sem­pre foi uma da­que­las mu­lhe­res que re­a­li­za­vam re­li­gi­o­sa­men­te seus exa­mes pe­rió­di­cos, até por­que ti­nha uma pró­te­se de si­li­co­ne. Em 2012, com 35 anos, ela sen­tiu uma al­te­ra­ção na ma­ma, um ca­ro­ci­nho. A re­co­men­da­ção do mé­di­co era não se pre­o­cu­par, pois, re­cen- te­men­te, ha­via fei­to os pre­ven­ti­vos. Na ul­tras­so­no­gra­fia e na pri­mei­ra ma­mo­gra­fia hou­ve a cons­ta­ta­ção de que a pró­te­se es­ta­va rom­pi­da e pre­ci­sa­va ser tro­ca­da.

De­ci­di­da a se ver li­vre do pro­ble­ma, ela fez a tro­ca do si­li­co­ne e apro­vei­tou pa­ra re­ti­rar o ca­ro­ci­nho e le­vá-lo pa­ra a bi­op­sia. Pa­ra a sur­pre­sa de to­dos, in­clu­si­ve de Flá­via, os re­sul­ta­dos apon­ta­ram pa­ra um cân­cer em es­tá­gio avan­ça­do. Mais uma vez, a mo­de­lo vol­tou pa­ra a me­sa de ci­rur­gia, des­sa vez pa­ra uma mas­tec­to­mia e uma re­cons­tru­ção ma­má­ria ime­di­a­ta. Nos 15 me­ses se­guin­tes, se sub­me­teu a 30 ses­sões de qui­mi­o­te­ra­pia e 28 de ra­di­o­te­ra­pia. En­quan­to lu­ta­va bra­va­men­te con­tra o cân­cer, Flá­via ima­gi­nou que o na­mo­ra­do e os ami­gos da­ri­am a re­de de apoio ne­ces­sá­ria pa­ra su­pe­rar o lon­go tem­po de te­ra­pia. A re­a­li­da­de é que en­quan­to per­dia os ca­be­los, fi­ca­va com “ca­ra de mi­nho­ca” (se­gun­do ela mes­ma), as ami­za­des es­cas­se­a­ram e o na­mo­ra­do de­sa­pa­re­ceu. “Foi um pe­río­do mui­to di­fí­cil. O na­mo­ra­do su­miu por fal­ta de ca­rá­ter e os ami­gos pe­lo cons­tran­gi­men­to de não sa­ber co­mo aju­dar na­que­le mo­men­to”, pon­tua.

O fa­to é que o iso­la­men­to fez Flá­via re­fle­tir mui­to so­bre ela e o pro­ces­so que en­fren­ta­va. Pa­ra ven­cer a so­li­dão, a fal­ta de

De­pois de uma ex­pe­ri­ên­cia do­lo­ro­sa, mo­de­lo dá vol­ta por ci­ma

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.