Fãs e vi­zi­nhos la­men­tam mor­te; Po­lí­cia não tem pis­tas

Correio da Bahia - - Mais -

A po­lí­cia ain­da não tem pis­tas dos au­to­res do as­sas­si­na­to de Jai­ro de Oliveira Sil­va, de 54 anos, e ca­so vai ser in­ves­ti­ga­do pe­lo De­par­ta­men­to de Ho­mi­cí­di­os e Pro­te­ção à Pes­soa (DHPP). On­tem, du­ran­te todo o dia, fãs, se­gui­do­res e vi­zi­nhos da ví­ti­ma ma­ni­fes­ta­ram pe­sar pe­lo acon­te­ci­do. “Ele era gen­te boa com todo mun­do. Nin­guém nun­ca te­ve o que fa­lar de­le, pe­lo con­trá­rio, só elo­gi­os”, dis­se uma mo­ra­do­ra do bair­ro. “Ele não era mui­to de sair. Pas­sa­va a mai­or par­te do tem­po em ca­sa e na rá­dio. Sem­pre apoi­a­va os pro­je­tos da co­mu­ni­da­de. Uma pes­soa de co­ra­ção bom. Pra mim foi uma sur­pre­sa o que acon­te­ceu. Pela con­du­ta­da de­le, nin­guém ima­gi­na que is­so fos­se acon­te­cer”, de­cla­rou ou­tra mo­ra­do­ra. Pe­lo Fa­ce­bo­ok da rá­dio uma se­gui­do­ra es­cre­veu: “Tris­te de­mais. O do­min­go nos trou­xe uma dor no co­ra­ção. Vo­cê foi em­bo­ra tra­gi­ca­men­te, mas dei­xou um le­ga­do bo­ni­to”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.