Cu­nha e a de­la­ção

Correio da Bahia - - Mais -

“É me­lhor acen­der uma ve­la do que amal­di­ço­ar a es­cu­ri­dão”. A má­xi­ma, atri­buí­da a Con­fú­cio, ca­be co­mo uma lu­va pa­ra Edu­ar­do Cu­nha, cu­jo prag­ma­tis­mo di­fi­cil­men­te su­por­ta­rá a es­cu­ri­dão. Mas, além dis­so, há a fa­mí­lia e Fran­cis Ba­con já di­zia: “Quem tem mu­lher e fi­lhos, deu re­féns ao des­ti­no; pois eles cons­ti­tu­em obs­tá­cu­los a gran­des em­pre­en­di­men­tos, tan­to vir­tu­o­sos qu­an­to per­ver­sos”. Não sei se por cau­sa da fa­mí­lia ou do prag­ma­tis­mo, mas tu­do in­di­ca que a de­la­ção pre­mi­a­da de Cu­nha vem aí.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.