Uf­ba tem es­pa­ço de cri­a­ção

Correio da Bahia - - Mais -

Em ja­nei­ro des­te ano foi inau­gu­ra­do na Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral da Bahia (Uf­ba), o Es­pa­ço Aber­to de Cri­a­ção e Ino­va­ção IhacLab-i. O la­bo­ra­tó­rio foi cri­a­do pa­ra ofe­re­cer opor­tu­ni­da­des e con­di­ções pa­ra que as pes­so­as, de den­tro e fo­ra da uni­ver­si­da­de, pos­sam pro­ta­go­ni­zar ini­ci­a­ti­vas no cam­po da ino­va­ção tec­no­ló­gi­ca.

Pau­lo Go­mes, co­or­de­na­dor de ino­va­ção da uni­ver­si­da­de, ex­pli­ca que o ob­je­ti­vo prin­ci­pal do la­bo­ra­tó­rio é in­cen­ti­var a cri­a­ção de pro­je­tos ino­va­do­res. “Nós não te­mos pro­je­tos pró­pri­os. A mis­são do Lab-i é fa­zer com que as pes­so­as da co­mu­ni­da­de de­sen­vol­vam pro­je­tos de ino­va­ção e cri­a­ção”, afir­ma.

O es­pa­ço, que con­ta com equi­pa­men­tos ci­en­tí­fi­cos, co­mo a má­qui­na de cor­te a la­ser e im­pres­so­ra 3D, per­mi­te que es­tu­dan­tes uni­ver­si­tá­ri­os, em­pre­sá­ri­os e in­ven­to­res in­de­pen­den­tes co­lo­quem em prá­ti­ca con­cei­tos e pro­je­tos de­sen­vol­vi­dos no es­pa­ço aca­dê­mi­co ou em­pre­sa­ri­al.

A im­pres­so­ra 3D, que trans­for­ma em al­go pal­pá­vel o que an­tes era de­mons­tra­do ape­nas nas te­las de com­pu­ta­do­res, já con­tri­buiu pa­ra di­ver­sos pro­je­tos de Ar­qui­te­tu­ra, En­ge­nha­ria, en­tre ou­tras áre­as.

Se­gun­do Go­mes, ho­je mais de 40 pes­so­as es­tão co­lo­can­do su­as idei­as em prá­ti­ca no lo­cal. “Eles usam as má­qui­nas pa­ra cons­truir as pe­ças. En­quan­to os com­pu­ta­do­res são usa­dos pa­ra pro­je­tar, os equi­pa­men­tos cons­tro­em. Se a pes­soa tem uma ideia, ela po­de en­trar lá e tes­tar. Ca­so não dê cer­to, po­de ten­tar de no­vo. Is­so au­men­ta a ve­lo­ci­da­de dos ci­clos”, de­fen­de.

Es­tu­dan­te de Ci­ên­cia da Com­pu­ta­ção, An­dré Ar­go­lo uti­li­za o la­bo­ra­tó­rio des­de quan­do ele foi inau­gu­ra­do. Ar­go­lo é ide­a­li­za­dor da StartOnApp, uma star­tup que de­sen­vol­ve apli­ca­ti­vos pa­ra An­droid e iOS.

“Den­tro da pes­qui­sa que eu fa­ço tem 12 pes­so­as que se de­di­cam ou à par­te de ne­gó­ci­os ou ao de­sen­vol­vi­men­to. Por pre­ci­sar­mos de um lu­gar pa­ra nos reu­nir, nos­so pon­to de en­con­tro é sem­pre o IhacLab-i”, con­ta.

O es­pa­ço tam­bém, se­gun­do ele, é um lu­gar de com­par­ti­lha­men­to de idei­as en­tre pes­so­as de di­ver­sas áre­as. “A gen­te tra­ba­lha mui­to a ques­tão do networ­king. Ali tem mui­ta gen­te, de vá­ri­as áre­as, que com­par­ti­lham idei­as cons­tan­te­men­te”, diz.

O co­or­de­na­dor de ino­va­ção da Uf­ba con­cor­da. “A ino­va­ção tec­no­ló­gi­ca é sem­pre fru­to de um tra­ba­lho com­par­ti­lha­do, e não do ‘eu’ so­zi­nho. Daí a im­por­tân­cia da in­te­ra­ção en­tre os agen­tes”.

O uso dos equi­pa­men­tos não en­vol­ve bu­ro­cra­cia. Bas­ta agen­dar um ho­rá­rio, atra­vés do e-mail ihaclab.i@gmail.com, pa­ra ga­ran­tir um acom­pa­nha­men­to ade­qua­do. O la­bo­ra­tó­rio con­ta com o apoio da Se­cre­ta­ria de Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção do Es­ta­do (Sec­ti).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.