78% não in­clu­em CPF nas no­tas

Correio da Bahia - - Mais -

Atu­al­men­te, um dos se­to­res com mai­or po­ten­ci­al de ge­ra­ção de re­cei­ta ao mu­ni­cí­pio com a emis­são de no­tas fis­cais é o de es­ta­ci­o­na­men­to (aliás, um ser­vi­ço apa­ren­te­men­te sem qual­quer con­tro­le, no qual mui­tas em­pre­sas co­bram pre­ços abu­si­vos). E o to­tal ar­re­ca­da­do ain­da po­de­ria ser mai­or, já que in­for­ma­ções da Se­cre­ta­ria da Fa­zen­da in­di­cam que 78,88% dos con­su­mi­do­res não pe­dem no­ta fis­cal des­tes pres­ta­do­res de ser­vi­ço. Va­le lem­brar que as no­tas só têm va­li­da­de se ti­ve­rem com o CPF do con­su­mi­dor. Pa­ra se ter ideia: des­de de­zem- bro do ano pas­sa­do (quan­do os es­ta­ci­o­na­men­tos fo­ram obri­ga­dos a emi­tir no­ta fis­cal) até o mo­men­to, fo­ram ge­ra­das 18.637.861 no­tas, des­tas, ape­nas 3.882.932 (20,83%) com CPF; o que le­vou a uma ar­re­ca­da­ção de ISS de R$ 85.475.366,67. Des­te úl­ti­mo vo­lu­me, R$ 3.616.487,78 fo­ram se­pa­ra­dos pa­ra a res­ti­tui­ção dos con­tri­buin­tes (ca­das­tra­dos ou não no No­ta Sal­va­dor). Es­te va­lor po­de­ria ser acres­ci­do de R$ 21.131.906,26 (cer­ca de se­te ve­zes a mais) ca­so cons­tas­se o CPF dos con­tri­buin­tes em to­das as no­tas emi­ti­das no pe­río­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.