Mu­dan­ça do CCB vai fe­char 10 mil lei­tos

Correio da Bahia - - Mais -

A trans­fe­rên­cia do Cen­tro de Convenções da Bahia (CCB) do bair­ro de Ar­ma­ção pa­ra ou­tra re­gião da ci­da­de é de­fi­ni­da co­mo uma ca­tás­tro­fe pe­la se­ção bai­a­na daAs­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra da In­dús­tria de Ho­téis (Abih-BA). Is­to por­que há o ris­co de fe­cha­men­to dos qua­se dez mil lei­tos lo­ca­li­za­dos nos bair­ros do en­tor­no do equi­pa­men­to. “O Cen­tro de Convenções es­tá ins­ta­la­do no meio da ci­da­de, aten­de to­da a ho­te­la­ria da ca­pi­tal e aos pon­tos tu­rís­ti­cos”, res­sal­ta o pre­si­den­te da Abih-BA, Gli­cé­rio Le­mos.

Des­de 2013, quan­do o CCB se­di­ou o seu último im­por­tan­te con­gres­so an­tes de ser in­ter­di­ta­do, 12 ho­téis da ca­pi­tal bai­a­na fe­cha­ram as por­tas e apro­xi­ma­da­men­te 20 mil pos­tos de tra­ba­lho na ca­deia do tu­ris­mo fo­ram per­di­dos. “A cri­se econô­mi­ca foi agra­va­da com o fe­cha­men­to do Cen­tro de Convenções. No en­tor­no do equi­pa­men­to, os ho­téis ge­ram mais de dois mil em­pre­gos di­re­tos e a trans­fe­rên­cia pa­ra ou­tro lu­gar oca­si­o­na­ria uma de­mis­são em mas­sa des­ses tra­ba­lha­do­res”, re­for­ça Le­mos.

En­tre os ho­téis lo­ca­li­za­dos na re­gião, o São Sal­va­dor é um dos que mais la­men­tam. “Co­mo o nos­so fo­co prin­ci­pal é o tu­ris­mo de ne­gó­cio, o que re­pre­sen­ta 90% do flu­xo do ho­tel, a ocu­pa­ção fi­cou bem aba­la­da des­de que o CCB dei­xou de ope­rar. Sem ele, a gen­te amar­ga uma ocu­pa­ção anu­al de 45%”, afir­ma o ge­ren­te de ope­ra­ções do ho­tel, David Mascarenhas.

O Pi­za Pla­za Ho­tel tam­bém en­fren­ta a mes­ma si­tu­a­ção. “Nos gran­des con­gres­sos mé­di­cos, por exem­plo, a gen­te che­ga­va a al­can­çar ocu­pa­ção de 100%. Ho­je, eu es­tou lu­tan­do pa­ra che­gar à me­ta­de dis­so”, pon­tua o ge­ren­te de ope­ra­ções, Fer­nan­do Araú­jo. “Di­ver­sos em­pre­en­di­men­tos fo­ram mon­ta­dos aqui por con­ta do Cen­tro de Convenções. Eu não sei co­mo va­mos fi­car sem es­ta es­tru­tu­ra”, com­ple­ta.

A so­lu­ção tem si­do bus­car par­ce­ri­as com ope­ra­do­ras de tu­ris­mo do Su­des­te e da Amé­ri­ca La­ti­na. “Es­ta­mos ten­tan­do cap­tar tu­ris­tas do Su­des­te e do Mer­co­sul. É a úni­ca saí­da pa­ra se man­ter”, res­sal­ta Araú­jo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.