Mais de 60% das ro­do­vi­as bai­a­nas são con­si­de­ra­das ruins ou pés­si­mas

Correio da Bahia - - Bahia - GIL SAN­TOS E VINICIUS GERICÓ

PES­QUI­SA CNT Dos 8.584 km de ro­do­vi­as do es­ta­do, 63,4% (ou 5.443 km) apre­sen­tam al­gum ti­po de de­fi­ci­ên­cia e fo­ram ava­li­a­das co­mo ruins ou pés­si­mas, de acor­do com da­dos da 20ª pes­qui­sa CNT de Ro­do­vi­as, re­a­li­za­da pe­la Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal do Trans­por­te. O res­tan­te, 36,6% (ou 3.141 km), foi con­si­de­ra­do óti­mo ou bom. Em to­do o país, dos 103.259 km ana­li­sa­dos, 58,2% apre­sen­ta­ram al­gum ti­po de pro­ble­ma e fo­ram con­si­de­ra­dos re­gu­la­res, ruins ou pés­si­mos, en­quan­to 41,8% fo­ram ava­li­a­dos co­mo bons ou óti­mos. En­tre as prin­ci­pais de­fi­ci­ên­ci­as apon­ta­das no es­tu­do es­tão os pro­ble­mas de si­na­li­za­ção e ge­o­me­tria – que con­si­de­ra o ti­po de ro­do­via (pis­ta sim­ples ou du­pla), a pre­sen­ça de fai­xa adi­ci­o­nal de su­bi­da (3ª fai­xa), a pre­sen­ça de pon­tes, vi­a­du­tos, cur­vas pe­ri­go­sas e de acos­ta­men­to e pa­vi­men­ta­ção. Com a quar­ta mai­or ma­lha viá­ria na­ci­o­nal, a Bahia tam­bém pos­sui o pi­or tre­cho en­tre as ro­do­vi­as do país: os cer­ca de 400 km que li­gam Bar­rei­ras a Na­ti­vi­da­de, em To­can­tins. Os dois es­ta­dos são li­ga­dos pe­la BA-460 e pe­la TO-040. Bu­ra­cos, fal­ta de si­na­li­za­ção e acos­ta­men­to são al­gu­mas das re­cla­ma­ções fre­quen­tes de quem cir­cu­la pe­la re­gião. A BA-460 es­tá lo­ca­li­za­da no Anel da So­ja, uma re­gião que reú­ne di­ver­sos pro­du­to­res de so­ja, mi­lho e al­go­dão. Se­gun­do o di­re­tor da Associação de Agri­cul­to­res Ir­ri­gan­tes do Es­ta­do da Bahia (Ai­ba), Moi­sés Schmidt, a ro­do­via é usa­da, prin­ci­pal­men­te, pa­ra es­co­ar o ma­te­ri­al pro­du­zi­do nas fa­zen­das. “Te­mos pro­ble­mas diá­ri­os com ca­mi­nhões que­bra­dos ou tom­ba­dos. Co­mo não há acos­ta­men­to, al­guns des­cem a pis­ta e há aci­den­te. Nes­ses ca­sos, o pro­du­tor pre­ci­sa aci­o­nar a se­gu­ra­do­ra e is­so one­ra o cus­to com a lo­gís­ti­ca, além de atra­sar a en­tre­ga da mer­ca­do­ria nos por­tos”, afir­mou Schmidt. Em no­ta, a Se­cre­ta­ria de In­fra­es­tru­tu­ra da Bahia (Sein­fra) in­for­mou que a BA-460 es­tá sen­do re­for­ma­da e mais 200 km de ro­do­vi­as que com­põem o Anel da So­ja se­rão re­cu­pe­ra­das. No to­tal, o go­ver­no pro­me­teu re­for­mar 2 mil km de es­tra­das em to­do o es­ta­do. O ór­gão in­for­mou que obras de re­cu­pe­ra­ção nas es­tra­das es­tão em an­da­men­to en­tre as lo­ca­li­da­des de Pla­cas e Cer­ra­dão. “A Sein­fra tra­ba­lha do Km 35,5 ao 45,5 da via, tre­cho mais crí­ti­co da re­gião, on­de re­a­li­za pa­vi­men­ta­ção”, dis­se. Ain­da se­gun­do a Sein­fra, ou­tras 26 obras em es­tra­das e no­ve em pon­tes es­tão em an­da­men­to. En­tre ja­nei­ro de 2015 e ou­tu­bro de 2016, mais de 450 km de es­tra­das fo­ram re­cu­pe­ra­das, com in­ves­ti­men­to de R$ 240 mi­lhões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.