O po­der da ale­gria

Correio da Bahia - - Mais - Do­ris Mi­ran­da do­ris.mi­ran­da@re­de­bahia.com.br Co­ta­ção

O am­bi­en­te da flo­res­ta en­can­ta­da on­de es­ses pe­que­nos se­res mo­ram é as­sim mes­mo, co­mo vo­cê es­tá ven­do na fo­to aci­ma: bem li­sér­gi­co, co­lo­ri­do, mu­si­cal e, sem ex­ce­ção, mui­to ale­gre. Só is­so já é um ga­nho pa­ra atrair e pren­der a aten­ção da cri­an­ça­da que vai as­sis­tir Trolls, no­va ani­ma­ção da Dre­amWorks, cri­a­do­ra das sé­ri­es Ma­da­gas­car e Sh­rek.

Os pais fi­cam se per­gun­tan­do, co­mo no pri­mei­ro Ma­da­gas­car (2005), o que to­ma­ram os di­re­to­res Walt Dohrn e Mi­ke Mit­chell (Bob Es­pon­ja: Um He­rói Fo­ra D'Água). Acon­te­ce que a his­to­ri­nha so­bre di­ver­si­da­de e res­pei­to di­ver­te to­do mun­do - os pe­que­ni­ni­nhos um pou­co mais, com cer­te­za.

Na tra­ma, os se­res mí­ti­cos, que can­tam e se abra­çam o tem­po to­do, vi­vem em paz, cul­ti­van­do a ale­gria e o oti­mis­mo co­mo for­ma de en­con­trar a so­ci­e­da­de ide­al. Lem­bra um pou­co Os Smurfs?

Es­sa uto­pia, po­rém, não agra­da ge­ral, não. Um gru­po de mal­va­dos ogros quer ex­ter­mi­ná-los por­que não aguen­tam o ex­ces­so de fo­fu­ra e re­sol­vem cap­tu­rar boa par­te dos mons­tri­nhos. Na ver­da­de, o pla­no é mais doi­do: os ogros que­rem de­vo­rá-los num fes­ti­val anu­al por­que acre­di­tam que os pe­tis­cos co­lo­ri­dos po­dem pro­por­ci­o­nar um ba­ra­to de eu­fo­ria e fe­li­ci­da­de que não co­nhe­cem.

FE­LI­CI­DA­DE

Es­sa li­ser­gia to­da atraiu um mon­te de gen­te fa­mo­sa pa­ra a pro­du­ção. Ar­tis­tas do qui­la­te de Jus­tin Tim­ber­la­ke, An­na Ken­drick, Gwen Ste­fa­ni, Zo­o­ey Des­cha­nel, Ja­mes Cor­den e Rus­sel Brand, ti­me de du­bla­do­res ori­gi­nais. Tim­ber­la­ke não só atua co­mo as­si­na a pro­du­ção mu­si­cal do lon­ga e o te­ma prin­ci­pal do fil­me, a en­vol­ven­te Can’t Stop the Fe­e­ling. A tri­lha é um acha­do com hits de Cindy Lau­per, Go­ril­laz e Li­o­nel Rit­chie.

Uma vez cap­tu­ra­dos

os trolls, ca­be ao ca­sal de pro­ta­go­nis­tas Tron­co (Tim­ber­la­ke) e a prin­ce­sa Poppy (Ken­drick) ban­ca­rem os he­róis em bus­ca do res­ga­te. Ela é uma oti­mis­ta de nas­cen­ça, que nun­ca co­nhe­ceu o sig­ni­fi­ca­do de pro­ble­ma. Mais re­a­lis­ta, Tron­co tem seus mo­men­tos de ra­bu­gi­ce e por is­so é o úni­co troll cin­za de uma ci­da­de ar­co-íris pur­pu­ri­na­da. Ape­sar do cli­chê, o ca­sal dá cer­to e di­ver­te.

Ins­pi­ra­dos em brin­que­dos cri­a­dos na Di­na­mar­ca, os mons­tri­nhos pas­sam uma men­sa­gem ne­ces­sá­ria so­bre a bus­ca da fe­li­ci­da­de: ape­sar das ad­ver­si­da­des, a ple­ni­tu­de só de­pen­de de nós.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.