Por que as pes­so­as têm me­do do trân­si­to?

Correio da Bahia - - Mais -

Ge­ral­men­te, as pes­so­as que pos­su­em es­se ti­po de me­do, não é so­men­te do trân­si­to. São per­fis que pos­su­em gran­de an­si­e­da­de e ge­ne­ra­li­zam, e, oca­si­o­nal­men­te, ca­na­li­zam pa­ra o trân­si­to es­se me­do. É per­ti­nen­te res­sal­tar que me­do e an­si­e­da­de ca­mi­nham jun­tos, são pra­ti­ca­men­te sinô­ni­mos. Em si­tu­a­ções de con­fli­to, a me­lhor op­ção ain­da é cha­mar ór­gãos com­pe­ten­tes pa­ra ave­ri­guar e jul­gar a si­tu­a­ção. Pes­so­as inex­pe­ri­en­tes ou que es­tão ir­re­gu­la­res pos­su­em a ten­dên­cia de dei­xar o con­ta­to ou que­rer re­sol­ver por con­ta pró­pria a si­tu­a­ção. Po­rém, o ide­al é cha­mar al­guém que pos­sa re­sol­ver de for­ma im­par­ci­al e le­gal a si­tu­a­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.