Ma­da­me Na­tasha

Correio da Bahia - - Mais -

Na­tasha não faz ques­tão que a cha­mem de ma­da­me e acre­di­ta que o idi­o­ma tem uma dí­vi­da com Mar­ce­la Te­mer. Des­de que ela che­gou ao pe­da­ço, pa­ra­ram de cha­mar a mu­lher do pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca de "Do­na". Mi­chel­le Oba­ma é Mi­chel­le, mas a mu­lher de Lu­la era "do­na Ma­ri­sa Le­tí­cia". Na­tasha lem­bra-se do tem­po em que a mu­lher do sin­di­ca­lis­ta bar­bu­do era ape­nas Ma­ri­sa.

O uso des­se ti­po de tra­ta­men­to tem um to­que sen­za­les­co, co­mo se a si­nhá do pre­si­den­te fos­se do­na dos sú­di­tos. Es­qui­si­to, por­que a dou­to­ra Rous­seff, que to­mou con­ta da ca­sa-gran­de, nun­ca foi cha­ma­da de "Do­na Dil­ma".

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.