Con­tas do Leão

Correio da Bahia - - Esporte - Da­ni­e­la Le­o­ne da­ni­e­la.le­o­ne@re­de­bahia.com.br

Não tem jei­to. Os ru­bro-ne­gros que acom­pa­nham o ti­me de per­to es­tão ten­do que an­dar com uma cal­cu­la­do­ra a ti­ra­co­lo. Os nú­me­ros an­dam ma­chu­can­do o co­ra­ção do tor­ce­dor, mas a ma­te­má­ti­ca apon­ta que o Vi­tó­ria ain­da só de­pen­de de­le para es­ca­par do re­bai­xa­men­to, já que tem um con­fron­to di­re­to com o Co­ri­ti­ba.

Com 36 pon­tos, o Leão é o 17º co­lo­ca­do na ta­be­la da Sé­rie A. De acor­do com os ma­te­má­ti­cos da Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Mi­nas Ge­rais, o ru­bro-ne­gro tem 59.5% de pro­ba­bi­li­da­de de ser re­bai­xa­do à Sé­rie B. Eles tam­bém apon­tam que para es­ca­par da de­go­la é ne­ces­sá­rio so­mar 45 pon­tos, mes­ma pon­tu­a­ção al­can­ça­da pe­lo Fla­men­go em 2013, quan­do ter­mi­nou o cam­pe­o­na­to em 16º co­lo­ca­do. Nas du­as úl­ti­mas tem­po­ra­das foi mais fá­cil se man­ter na eli­te. Em 2014, o Pal­mei­ras es­ca­pou com 40 pon­tos. Em 2015, o Fi­guei­ren­se con­se­guiu o mes­mo fei­to ao so­mar 43.

“Aqui no clu­be to­dos es­tão ci­en­tes das di­fi­cul­da­des que en­fren­ta­re­mos até o fim da Sé­rie A, mas não fal­ta­rá luta e de­di­ca­ção do gru­po para dei­xar­mos o Vi­tó­ria em seu lu­gar, que é a pri­mei­ra di­vi­são. Es­ta­mos con­fi­an­tes e mo­ti­va­dos para as úl­ti­mas ro­da­das da com­pe­ti­ção”, afir­mou o ata­can­te Zé Lo­ve, que vol­ta a ficar à dis­po­si­ção após sus­pen­são.

NA PONTA DO LÁPIS

Para che­gar a 45 pon­tos, o Vi­tó­ria pre­ci­sa­rá so­mar mais no­ve. Is­so sig­ni­fi­ca ven­cer em três das cin­co ro­da­das que res­tam. O ru­bro-ne­gro te­rá pe­la fren­te três jo­gos em ca­sa (Atlé­ti­co-PR, Fi­guei­ren­se e Pal­mei­ras), além de dois fo­ra (San­tos e Co­ri­ti­ba). Ape­sar da atu­al po­si­ção incô­mo­da na ta­be­la, o Vi­tó­ria po­de dei­xar a zo­na de re­bai­xa­men­to já na pró­xi­ma ro­da­da. Pra is­so, pre­ci­sa ven­cer a par­ti­da con­tra o Atlé­ti­co-PR, do­min­go, às 16h, no Bar­ra­dão, e tor­cer por tro­pe­ço do In­ter­na­ci­o­nal ou Co­ri­ti­ba.

Quar­to pi­or man­dan­te da Sé­rie A, o Vi­tó­ria pre­ci­sa­rá se su­pe­rar pra ti­rar a cor­da do pes­co­ço. E é bom apro­vei­tar a opor­tu­ni­da­de, já que o Atlé­ti­co-PR é o ter­cei­ro pi­or vi­si­tan­te do cam­pe­o­na­to.

“Va­mos ter uma se­ma­na pe­la fren­te para tra­ba­lhar e fo­car no Atlé­ti­co. É fi­nal para nos­sa equi­pe e pre­ci­sa­mos es­tar pre­pa­ra­dos. Acre­di­ta­mos mui­to na per­ma­nên­cia na Sé­rie A. Es­se gru­po vai lu­tar até o fim para con­quis­tar es­te ob­je­ti­vo”, afir­mou o la­te­ral Eul­ler.

Vi­tó­ria pre­ci­sa de três triun­fos para per­ma­ne­cer na pri­mei­ra di­vi­são

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.