Para ab­sor­ver o im­pac­to

Correio da Bahia - - Esporte - Ma­ri­a­na.sa­les@re­de­bahia.com.br

Quem já es­tá com o or­ça­men­to aper­ta­do com fi­lhos na es­co­la par­ti­cu­lar que se pre­pa­re. O ano de 2017 pro­me­te aper­tar ain­da mais - por is­so a pa­la­vra de or­dem é eco­no­mia. O CORREIO ou­viu 20 es­ta­be­le­ci­men­tos par­ti­cu­la­res de Sal­va­dor que afir­ma­ram que já têm pre­vi­são de au­men­to para 2017. Des­tas, 10 es­tão com re­a­jus­tes de 5 a 28% so­bre a men­sa­li­da­de atu­al (ve­ja ta­be­la ao la­do os va­lo­res). Ou­tras 10, que ain­da não fe­cha­ram os pre­ços, es­ti­mam que o re­a­jus­te mé­dio se­ja de 12%.

Para con­tor­nar a si­tu­a­ção e evi­tar pre­juí­zo, o edu­ca­dor fi­nan­cei­ro Ed­val Lan­dul­fo afir­ma que, an­tes de tu­do, os pais de­vem ter co­nhe­ci­men­to do or­ça­men­to do­més­ti­co. “Ter cons­ci­ên­cia dos seus gas­tos é fun­da­men­tal. Prin­ci­pal­men­te ago­ra no fi­nal do ano. Al­go que po­de aju­dar é guar­dar par­te do 13º e eco­no­mi­zar nos pre­sen­tes para ter uma re­ser­va”.

Ou­tra al­ter­na­ti­va é ne­go­ci­ar des­con­tos. “O ide­al é fa­zer is­so um pou­co an­tes do pe­río­do de ma­trí­cu­la para ter des­con­tos mai­o­res. Pa­gar o pri­mei­ro se­mes­tre ou o ano com an­te­ce­dên­cia po­de ren­der uma eco­no­mia de 10% a 15%”.

NA CON­VER­SA

Com dois fi­lhos na es­co­la par­ti­cu­lar e um or­ça­men­to aper­ta­do, a nu­tri­ci­o­nis­ta Ju­li­a­na Mar­tins re­cor­re ao diá­lo­go para con­se­guir des­con­tos com o co­lé­gio. Após ne­go­ci­ar o va­lor, ela con­se­guiu di­mi­nuir R$ 400 da men­sa­li­da­de de ca­da cri­an­ça – que pas­sou de R$ 1.300 para R$ 900.

“Em tem­pos de cri­se é o cli­en­te quem man­da. É im­por­tan­te con­ver­sar, ain­da mais se você tem mais de um fi­lho. Ten­to ne­go­ci­ar tan­to a men­sa­li­da­de quan­to as fes­ti­nhas que são pa­gas por fo­ra”, ex­pli­ca.

Por cau­sa das van­ta­gens, ela já con­fir­mou a re­no­va­ção da ma­trí­cu­la dos fi­lhos para o ano que vem. “Eles me as­se­gu­ra­ram que eu vou con­ti­nu­ar ten­do a mes­ma re­du­ção. Che­guei a pen­sar em co­lo­cá-los em uma es­co­la mais ba­ra­ta, mas com o des­con­to os va­lo­res fi­cam iguais”, con­clui.

Au­men­to das men­sa­li­da­des es­co­la­res para 2017 che­ga a 28%

DES­CON­TOS

No Co­lé­gio Aca­dê­mi­co, por exem­plo, o des­con­to para mem­bros da mes­ma fa­mí­lia po­de che­gar a 50%. No Cân­di­do Por­ti­na­ri, o se­gun­do fi­lho tem um aba­ti­men­to de 10%, as­sim co­mo quem pa­gar a anui­da­de no iní­cio do pe­río­do le­ti­vo. Já no Cen­tro Edu­ca­ci­o­nal Vi­tó­ria Ré­gia e no Co­lé­gio Ba­tis­ta Bra­si­lei­ro, aque­les que pa­gam até o 5º dia útil do mês têm 5% de des­con­to.

A fi­lha da ser­vi­do­ra pública Már­cia Fon­se­ca foi co­lo­ca­da na es­co­la no ano pas­sa­do, quan­do ti­nha um ano e meio de ida­de. Co­mo o ma­ri­do fi­cou de­sem­pre­ga­do re­cen­te­men­te, a fa­mí­lia fi­cou ain­da mais aten­ta aos gas­tos para não en­trar no ver­me­lho.

“Fi­ca mais pu­xa­do ban­car a es­co­la, mas é im­por­tan­te in­ves­tir na edu­ca­ção. Ten­to pa­gar a men­sa­li­da­de da es­co­la até o 5º dia do mês para con­se­guir os 5% de des­con­to que eles ofe­re­cem para quem se adi­an­ta. Com es­sa quan­tia já po­de­mos pa­gar ou­tras coi­sas”, con­ta ela.

ECO­NO­MIA DO­MÉS­TI­CA

Para pa­gar as men­sa­li­da­des sem pre­o­cu­pa­ção, além de mui­ta con­ver­sa, é ne­ces­sá­rio pen­sar nas eco­no­mi­as que po­dem ser fei­tas ain­da em ca­sa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.